quarta-feira, agosto 17, 2022
InícioQuestão RacialMichelle Obama sobre suspensão do direito ao aborto nos EUA: 'Coração partido'

Michelle Obama sobre suspensão do direito ao aborto nos EUA: ‘Coração partido’

Michelle Obama, antiga primeira dama do país, declara que a decisão tomada pela Suprema Corte nesta sexta-feira (24) é 'horrível' e que terá 'consequências devastadoras'; 'Isso é pelo o que as nossas mães e avós passaram e, agora, nós estamos aqui de novo'. Outras personalidades também se manifestam

Diferentes personalides, dos Estados Unidos e do mundo, reagiram nas redes sociais sobre a decisão tomada nesta sexta-feira (24), pela Suprema Corte dos Estados Unidos, de revogar o direito ao aborto no país.

“Estou de coração partido pelas pessoas ao redor desse país que acabaram de perder um direito fundamental de tomar decisões informadas sobre seus próprios corpos”, afirmou no Twitter a antiga primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama.

“Isso é pelo o que as nossas mães e avós passaram e, agora, nós estamos aqui de novo; essa decisão horrível vai ter consequências devastadoras”, complementa.

“Esse momento é difícil, mas a nossa história não acaba aqui. Pode parecer que não podemos fazer muita coisa agora, mas nós podemos”, declara Michelle Obama. “E devemos.”

Hillary Clinton

Hillary Clinton (Foto: GETTY IMAGES)

“A maioria dos americanos acredita que a decisão de ter uma criança é uma das mais sagradas que existem e que, essa decisão, deveria ficar apenas entre as pacientes e seus médicos”, declara no Twitter a também antiga primeira-dama dos Estados Unidos, Hillary Clinton

“A opinião de hoje da Suprema Corte vai viver na infâmia como um passo atrás para os direitos das mulheres e os humanos”, complementa Hillary.

Viola Davis

Foto: Daniele Venturelli/Getty Images

Outra personalidade que se pronunciou, na mesma rede social, sobre a medida foi a atriz ganhadora do Oscar Viola Davis. “Eviscerada. Agora mais do que nunca nós precisamos usar nossa voz e poder. NÓS, o povo”, declarou Viola.

Busy Philipps

Foto: Reprodução/ Instagram @busyphilipps

A atriz Busy Philipps declara, também no Twitter, que a batalha está longe do fim. “Não acaba aqui. F*-se essa farsa. F*-se essas pessoas. Se você votou [a favor] e a sua questão é em relação aos seus impostos pagos, f*-se você também. Essa ‘Suprema Corte’ está em você.”

Clare Bailey

Ativista e política Clare Bailey (Foto: Reprodução/Twitter)

A ativista e política Claire Bailey, se manifestou em seu perfil no Twitter. “Desafio em frente à Suprema Corte dos EUA. Minha solidariedade. #DireitoAoAbortoSãoDiteitosHumanos”.

Gretchen Whitmer

Foto: Chip Somodevilla/Getty Images

A governadora do estado do Michgan, Gretchen Whitmer afirmou que vai trabalhar para reverter a decisão no estado. “As mulheres e as famílias devem ser as que tomam decisões sobre se e quando querem se tornar pais. Não políticos. Fim da história. Quero que todos os habitantes de Michigan saibam que estou mais determinada do que nunca a proteger o acesso ao aborto seguro e legal. Eu nunca vou parar de lutar. Eu nunca vou desistir. Para meus filhos, seus filhos e o futuro de nosso grande estado.”

Elizabeth Banks

Foto: Reprodução/ Instagram @elizabethbanks

A também atriz e produtora Elizabeth Banks afirma: “Essa é uma notícia devastadora para as famílias – homens e mulheres – que acreditam que o governo não deveria decidir quando e com quem eles se tornam pais. Esse não é o fim dessa luta pelos direitos humanos.”

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench