sexta-feira, agosto 19, 2022
InícioQuestões de GêneroMIS recebe o Mulheres que leem Mulheres

MIS recebe o Mulheres que leem Mulheres

Quem passa em frente às janelas do Museu da Imagem e do Som (MIS) de Campinas, no final da tarde do último sábado de cada mês, pode se surpreender

Por Agência Anhanguera, no Correio

Coletivo se reúne sempre no último sábado do mês: Títulos incluem autoras nacionais e internacionais (Imagem retirada do site Correio)

Quem passa em frente às janelas do Museu da Imagem e do Som (MIS) de Campinas, no final da tarde do último sábado de cada mês, pode se surpreender com um grupo de mulheres sentadas em roda, com livros à mão. Assim é o Clube de Leitura Mulheres que Leem Mulheres (MQLM), um coletivo que surgiu em 2017 e já leu quase 30 obras produzidas por autoras brasileiras ou estrangeiras, como Virginia Woolf, Patricia Hill Collins, Angela Davis, Judith Butler, Sueli Carneiro e Djamila Ribeiro. O próximo encontro ocorre neste sábado, 29, às 15h. A participação é gratuita.

Pelo menos três semanas antes, as mulheres do clube recebem por whatspp o título que será discutido no encontro. Além da leitura, alguns debates são incrementados com exibição de filmes e participações especiais, como das escritoras Amara Moira e Stephanie Ribeiro, que estiveram presentes em 2019.

O projeto surgiu de um desejo coletivo de ler, debater e aprofundar a compreensão sobre a literatura feminista. O objetivo é mergulhar na produção de autoras que, de diferentes perspectivas, pensaram os desafios históricos, políticos, socioculturais, raciais e de classe, de ser mulher e de tomar parte na sociedade.

O clube de leitura se destaca pelas mulheres diversas em suas ocupações, idades, bagagens pessoais, formações, orientações sexuais, identidades raciais e de gênero.

Para marcar o início das atividades de 2020, está confirmada a presença de Milly Lacombe, autora do livro O ano em que morri em Nova York. A obra trata de percorrer os caminhos do fim de uma história de amor. A escritora relata, com lágrimas e boas doses de humor, o término de seu casamento de dez anos com Tereza, rompendo não só com o seu projeto de vida em casal e com a cidade de Nova York, mas também consigo mesma. E perder-se de si, na leitura de Milly Lacombe, sugere um convite para um novo encontro.

AGENDE-SE

O quê: Mulheres que leem mulheres

Quando: Sábado (29/2), às 15h

Onde: Museu da Imagem e do Som – MIS (Rua Regente Feijó, 859, Centro)

Quanto: Entrada franca

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench