Monalysa Alcântara encerra reinado com chave de ouro; veja o discurso

A piauiense de 19 anos fez seu último desfile oficial com a coroa no palco do Riocentro

Por Tatiane Moreno, da Band 

Ana Ceribelli/BE Emotion

Monalysa Alcântara emocionou a plateia que acompanhou seu último desfile como Miss Brasil BE Emotion.

Neste sábado, 26, a piauiense de 19 anos se despediu do posto de mulher mais bela do país com um discurso empoderado antes de passar o título para sua sucessora.

Nas redes sociais, muita gente comentou sua garra e desempenho diante das câmeras.

Mais cedo, em entrevista ao Portal da Band, ela se mostrou orgulhosa pela sua trajetória como Miss Brasil. “Eu mudei totalmente e parece que amadureci 5 anos em 1. Aprendi muito e, graças a Deus, consegui dar uma força para o movimento feminista. Isso foi bastante importante no meu reinado, porque acredito que a miss tem que ter voz e consegui colocar isso em prática”, declarou.

Veja o discurso de despedida na íntegra:

Agora eu quero falar em nome de todas as misses e todas as muheres do Brasil, principalmente às mulheres negras como eu.

Essa coroa me transformou na primeira piauiense a conquistar o Miss Brasil. Ela me conectou com uma vida nova e ampliou meus horizontes. Também me ajudou a superar muitas barreiras. Barreiras que nós, mulheres, enfrentamos todos os dias.

O que é ser mulher? Nós precisamos transformar o conceito, ou o preconceito que cai sobre nós.

Ser mulher é ser guerreira para lutar contra o machismo, contra o assédio, e contra a violência que nós sofremos diariamente.

Ser mulher é querer igualdade de salário e tratamento perante os homens. A única coisa que diferencia uma mulher de um homem no trabalho é a oportunidade.

Ser mulher é ser deusa para espalhar nosso amor e poder. Ser mulher é ser mãe, é ser independente, ser política, ser médica, professora, filósofa e miss.

Não somos objetos e nem propriedade de ninguém. Nosso corpo, nossa alma, nossas regras!

Ser mulher é ser você mesma e é por isso que eu digo que toda mulher é uma rainha.

+ sobre o tema

Sobre cabelos, relacionamentos e outras coisas!

Após uma atividade na minha universidade em celebração ao...

Mãe preta pode ser? Mulheres negras e maternidade

Débora Silva Maria, do Movimento Mães de Maio, há...

Quem vestiu a Globeleza?

Enviado para o Portal Geledés Engana-se os que acham que...

para lembrar

Mortalidade materna de mulheres negras é o dobro da de brancas, mostra estudo da Saúde

Assim como outros indicadores de saúde, a mortalidade materna é...

Presidenta Dilma Rousseff recebe lideranças do Movimento Negro

Educação, saúde, democratização da comunicação e enfrentamento à violência...

Ilê Aiyê promove a Semana da Mãe Preta em homenagem à mulher negra

A Associação Cultural Ilê Aiyê promove a partir da...

Para ministra, igualdade racial deve ser vista como questão estratégica

  A ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=