Morre ex-companheiro de cela de Mandela, o veterano da luta contra apartheid Ahmed Kathrada

Enviado por / FontePor France Presse, do G1

 

O Veterano da luta contra o apartheid Ahmed Kathrada, companheiro de cela de Nelson Mandela na prisão de Robben Island, morreu nesta terça-feira (28) em Johannesburg, aos 87 anos, informou a fundação que leva seu nome.

Ahmed Kathrada foi vítima de complicações após uma cirurgia, segundo a fundação.

Deputado e conselheiro do presidente Mandela em seu único mandato à frente da África do Sul, entre 1994 e 1999, Kathrada integrou o primeiro círculo de dirigentes históricos do Congresso Nacional Africano (ANC).

Conhecido por “Tio Kathy”, Kathrada, de 87 anos, estava hospitalizado desde o início de março. Nesta segunda (27), sua condição se deteriorou rapidamente, após ser afetado por uma pneumonia.

Kathrada dedicou sua vida a lutar contra a injustiça racial do governo da minoria branca. Ele também foi um dos mais altos líderes do Congresso Nacional Africano (ANC) a criticar o governo do presidente Jacob Zuma, como acusações de corrupção e má administração.

No ano passado, Kathrada escreveu uma carta aberta pedindo que Zuma renunciasse, acusando o governante de uma série de escândalos, de usar dinheiro dos contribuintes para melhorar sua fazenda.

Filho de pais indianos imigrantes na pequena cidade de Schweizer-Reneke, na província noroeste, pouco antes da “Grande Depressão”, em 1929, Kathrada se envolveu na política aos 12 anos quando distribuiu panfletos para a Liga dos Jovens Comunistas da África do Sul.

Depois de décadas de ativismo, foi sentenciado a prisão perpétua e trabalho duro em 1964, juntamente com Mandela, Walter Sisulu e Govan Mbeki.

Kathrada passou 18 anos prisão do apartheid Robben Island, a poucos quilômetros de Cape Town. Em 1982, foi transferido para a prisão Pollsmoor. Foi libertado em 15 de outubro de 1989, aos 60 anos, tendo passado pouco mais de 26 anos na cadeia.

+ sobre o tema

20 de julho de 1925 nascia Frantz Fanon

Autor de Pele Negra, Mascaras Brancas e Os Condenados da...

Ministério da Cultura angolano vai reeditar obras de Agostinho Neto

A iniciativa foi anunciada, em Luanda, por João Lourenço,...

Hillary Clinton almoça com Nelson Mandela na África do Sul

A secretária americana de Estado, Hillary Clinton, almoçou nesta...

Mandela segue internado em estado “grave, mas estável”

Joanesburgo – O ex-presidente da África do Sul e...

para lembrar

Desmond Tutu: Não gostaria de ir para um céu homofóbico

O arcebispo Desmond Tutu foi uma das principais figuras...

Hoje na História, 15 de maio de 1994, acontecia o Genocídio em Ruanda

por: Lucyanne Mano O genocídio em Ruanda deixou 800 mil mortos...

Windeck – Todos os Tons de Angola uma novela africana na TV Brasil

Produção angolana, a novela Windeck - Todos os Tons...

Nasser e o Pan-Arabismo

Gamal Abdel Nasser, na verdade, era o principal...
spot_imgspot_img

Carta às mães haitianas: o mundo vive um apartheid real

Prezadas mães haitianas, Nesta semana, tive calafrios quando li um informe da ONU mostrando com detalhes como suas filhas e filhos estão sendo queimados vivos,...

Brasil vive espécie de apartheid institucional, diz pesquisador

Quem produz políticas públicas no Brasil? A pergunta retórica é do sociólogo Luiz Augusto Campos, que responde: "Homens brancos". E quais são as pessoas mais atingidas pelas...

Mia Couto e a escravidão africana de culpa dos africanos

Na Folha de São Paulo, lemos o texto “Africanos não foram só vítimas da colonização, afirma escritor Mia Couto”. Nele, podemos ver que “É preciso...
-+=