quarta-feira, dezembro 7, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaPatrimônio CulturalMuseu Afro Brasil celebra o Dia da Consciência Negra

Museu Afro Brasil celebra o Dia da Consciência Negra

Shows, sessões de cinema, brincadeiras, lançamento de livro fazem parte da programação

O Museu Afro Brasil, Instituição da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, iniciará as celebrações ao Dia da Consciência Negra – 20 de novembro – três dias antes (17),  com o recital “Poemas Negros, de Jorge de Lima”, em parceria com a Editora Cosac Naify, e a abertura da exposição “Breve Notícias: Abigail Moura e Orquestra Afro-Brasileira”, em parceria com o Itaú Cultural. Ainda no dia 20, o museu apoia o Tributo a Abigail Moura e à Orquestra Afro-Brasileira no Auditório Ibirapuera.

As comemorações no Museu Afro Brasil seguem no próprio dia 20 de novembro, com uma programação especial que reúne shows, sessões de cinema, lançamento de livro e atividades educativas. As novidades da comemoração deste ano, em que o museu completa uma década de fundação, são as parcerias com a TV Globo, que exibirá duas sessões o filme Besouro, e com o Consulado dos Estados Unidos em São Paulo, que traz o show da cantora Toni Blackman, expoente do hip hop norte-americano. A entrada no museu neste dia é gratuita.

“O dia de 20 de novembro nos obriga a celebrar e a refletir: celebrar a memória de Zumbi de Palmares e de todos os homens e mulheres negros que lutaram contra a escravidão e o racismo no Brasil. E refletir sobre o ainda existente abismo social que separa negros e brancos no Brasil”, afirma Emanoel Araujo, diretor curador do Museu Afro Brasil.

Filme brasileiro que chegou aos cinemas em 2009, “Besouro” conta  a historia de Manoel Henrique Pereira, mais conhecido como Besouro Mangangá, um capoeirista brasileiro da década de 1920, a quem eram atribuídos feitos heroicos e lendários. A exibição do filme em duas sessões no Teatro Ruth de Souza – às 14h e 16h30 – faz parte do projeto Pipoca, da TV Globo e Globo Filmes.

Mais cedo, às 11h, o Teatro Ruth de Souza abriga o show da rapper californiana Toni Blackman, conhecida por seu ativismo e sua eletrizante performance nos palcos. Ela terá a companhia da DJ Simone Lasdenas. Antes do início do concerto, Toni falará ao público sobre resistência, educação e ativismo.

A programação especial será aberta por outra atração musical: formado por cinco congoleses que vivem no Brasil, o grupo  Vana Kembo se apresenta às 10h. O som se notabiliza pela forte presença de instrumentos de percussão, a exemplo do djembé. Eles voltam a tocar mais tarde, no mesmo dia, às 13h.

Lançamentos de livro e atividades educativas

A programação não para por aí: Às 10h, será lançado o livro “Do Outro Lado”, realizado pelo fotógrafo Cesar Fraga, a escritora Ana Maria Gonçalves e o jornalista e historiador Maurício Barros de Casto. Em viagem por nove países africanos, o trio percorreu os lugares de memória do tráfico de escravos para o Brasil. O registro é uma oportunidade de ampliar o conhecimento sobre este capítulo de nosso passado e sobre a África contemporânea. O roteiro da viagem incluiu a trajetória das quatro rotas utilizadas pelo tráfico de escravos para o Brasil, bem como o retorno de africanos libertos para o continente, registrando os resquícios dessa história sob o prisma local.

Os visitantes que adoram boas histórias serão recebidos para uma edição especial do “Aos pés do baobá”, às 13h45: na Biblioteca do Museu Afro Brasil serão apresentados à obra da escritora Carolina Maria de Jesus. Em seguida, serão convidados a ouvir e conversar sobre histórias que remetem a diversas formas de resistências que marcam as identidades de nosso povo e revelam a forte presença das matrizes africanas na cultura brasileira.

Às 15h15 é o momento de festa e dança com “As Brincadeiras do Congo”: os visitantes aprendem canções em kikongo e lingala e, em seguida, participam de uma roda em que todos cantam e dançam ao som do djembé.

Museu Afro Brasil – Organização Social de Cultura

Av. Pedro Álvares Cabral, s/n

Parque Ibirapuera – Portão 10

São Paulo / SP – 04094 050

Fone: 55 11 3320-8900

www.museuafrobrasil.org.br

O funcionamento do museu é de terça-feira a domingo, das 10 às 17hs, com permanência até às 18hs.

Na última quinta-feira de cada mês, o horário de funcionamento será estendido até às 21hs, para atendimento noturno ao público visitante.

Informações para a imprensa – Museu Afro Brasil

Gabriel Cruz: 3320-8940/– [email protected]

Informações para a imprensa – Secretaria de Estado da Cultura

Jamille Menezes – (11) 2627 8243 – [email protected]

Renata Beltrão – (11) 2627 8164 – [email protected]

 

Fonte: Arte e Cultura

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench