“Não vejo racismo em propaganda de azeite”, diz líder negro

Ana Cláudia Barros

O coordenador nacional da União de Negros Pela Igualdade (Unegro), Jerônimo Silva Júnior, viu exagero na suspeita de racismo na propaganda do azeite Gallo que diz: “O nosso azeite é rico. O vidro escuro é o segurança”.

A peça, criada no ano passado pela agência AlmapBBDO para apresentar a nova embalagem do produto, será julgada pelo Conar – conselho responsável pela regulamentação da publicidade -, conforme noticiou a coluna Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo. O julgamento está previsto para o início de março, segundo informou a assessoria de comunicação do conselho a Terra Magazine.

– Não vi nada demais. Não vejo conotação racista. É só humor mesmo. Até porque, fala do escuro, não fala do negro, da raça – enfatizou Silva Júnior.

Para ele, o vidro escuro, cuja finalidade é proteger o produto da oxidação provocada pela luz, foi associado aos seguranças devido à cor das roupas usadas por estes profissionais.

– Eles vestem roupas escuras, independentemente de o segurança ser branco ou negro. Acho que precisamos ter cuidado com as nossas ações, para não banalizar as nossas reivindicações – argumentou.

Denúncia de um consumidor

De acordo com a assessoria do Conar, a denúncia foi feita por “um consumidor” que se incomodou com a propaganda – o órgão não aceita reclamações anônimas. O conselho considerou que a solicitação tinha fundamento e, com base nos artigos 19 e 20 do Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária, abriu um processo.

O artigo 19 diz que: “toda atividade publicitária deve caracterizar-se pelo respeito à dignidade da pessoa humana, à intimidade, ao interesse social, às instituições e símbolos nacionais, às autoridades constituídas e ao núcleo familiar”. Já o artigo 20 destaca que “nenhum anúncio deve favorecer ou estimular qualquer espécie de ofensa ou discriminação racial, social, política, religiosa ou de nacionalidade”.

 

 

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Rico é jovem, pobre é bandido: O crime na Av. Paulista

Na Paulista, com uma lâmpada fluorescente   “Um...

PF faz perícia e Civil abre inquérito para investigar frase racista escrita em banheiro da UFSM

A Polícia Civil abriu inquérito nesta quarta-feira (25) para investigar a frase racista...

Aliança de parentesco

Um ato político de grande simbolismo marcou a I...

para lembrar

É tudo “brincadeira” / It is all a “joke”

É tudo "brincadeira" / It is all a "joke"...

Mortes Matadas por Arma de Fogo

Não existem famílias negras ou de qualquer cor, que vivam...

Rodeo racista contra Obama indigna americanos

Um dos espetáculos de rodeo da feira do estado...

Ministro Carlos Alberto anuncia a ampliação da reserva de cotas para TST em 2013

  O ministro Carlos Alberto Reis de Paula foi eleito...
spot_imgspot_img

Nem a tragédia está imune ao racismo

Uma das marcas do Brasil já foi cantada de diferentes formas, mas ficou muito conhecida pelo verso de Jorge Ben: "um país tropical, abençoado...

Futuro está em construção no Rio Grande do Sul

Não é demais repetir nem insistir. A tragédia socioclimática que colapsou o Rio Grande do Sul é inédita em intensidade, tamanho, duração. Nunca, de...

Kelly Rowland abre motivo de discussão com segurança em Cannes: ‘Tenho limites’

Kelly Rowland falou à imprensa sobre a discussão que teve com uma segurança no tapete vermelho do Festival de Cannes durante essa semana. A cantora compartilhou seu...
-+=