Nasser e o Pan-Arabismo

Gamal Abdel Nasser, na verdade, era o principal articulador do chamado “pan-arabismo”, que propunha a união de todos os países de maioria árabe-muçulmana, como forma de fortalecer a cultura e a causa islâmica frente ao mundo ocidental. Em função da identificação do Egito com o Islã, o país estava mais próximo do Oriente Médio, do ponto de vista cultural e político, do que dos países da África Negra. De qualquer forma, o pan-arabismo de
Nasser foi de grande importância para a causa pan-africanista, já que as duas iniciativas tinham em comum a luta contra os interesses estrangeiros em seus países. E um dos pilares dessa luta, no caso da África, era exatamente a descolonização do continente.

Outra iniciativa importante para acelerar o processo de descolonização foi a realização, em 1958, da 1ª Conferência dos Povos da África, em Acra, capital de Gana. Na ocasião, os países fecharam um acordo de ajuda mútua contra a Grã-Bretanha, França, Bélgica e Portugal. Àquela altura, a descolonização do continente já estava em andamento. Em 56, Marrocos e Tunísia, colônias da França, haviam conquistado a independência.

+ sobre o tema

Michel Bastos dá nota sete para a estreia da seleção na Copa

Por: Leandro Canônico, Márcio Iannacca e Thiago Lavinas O Jogador...

Gel com retroviral reduz contágio de VIH

Por:Edgar Nascimento com agências "Pela primeira vez, os...

Lula teve visão política em relação à África, diz pensador

Dayanne Mikevis Céléstin Monga diz que, apesar dos avanços,...

para lembrar

Strauss: ‘Os conflitos africanos estão em declínio”‘

    Os eventos recentes no Mali, na República Central Africana,...

Documentário sobre revolução na Tunísia é destaque da mostra África Hoje

"Rouge Parole" abre segunda edição do evento, que...

Brasil tem novo Centro de Estudos Africanos

  O Centro terá como sede a Universidade Federal do...

Símbolo da cultura tchokwe retratado em longa-metragem

  Sona, símbolo da cultura tchokwe, está a ser...
spot_imgspot_img

Um Silva do Brasil e das Áfricas: Alberto da Costa e Silva

Durante muito tempo o continente africano foi visto como um vasto território sem história, aquela com H maiúsculo. Ninguém menos do que Hegel afirmou, ainda no...

Artista afro-cubana recria arte Renascentista com negros como figuras principais

Consideremos as famosas pinturas “A Criação de Adão” de Michelangelo, “O Nascimento de Vênus” de Sandro Botticelli ou “A Última Ceia” de Leonardo da Vinci. Quando...

Com verba cortada, universidades federais não pagarão neste mês bolsas e auxílio que sustenta alunos pobres

Diferentes universidades federais têm anunciado nos últimos dias que, após os cortes realizados pelo governo federal na última sexta-feira, não terão dinheiro para pagar...
-+=