O homem negro gay

O corpo negro é constantemente objetificado e personagem do imaginário como o viril, o forte, o másculo; prova disso é uma busca rápida pelo mundo virtual com as palavras gays + negros

por Djamila Ribeiro no Carta Capital

Foto: Gabo Morales/TRËMA

Geralmente, o homem negro gay acaba sendo silenciado tanto pelo movimento negro como LGBT. Como nos ensina Audre Lorde, a questão negra também deveria ser LGBT já que existem pessoas negras que o são, da mesma forma que a causa LGBT deveria ser negra. Fábio Mariano, professor de sociologia da PUC, nos dá uma perspectiva interessante sobre a situação do homem negro gay.

O homem negro gay

No início do século XX, ao patologizar a homossexualidade, o discurso médico dizia que a única permissão que deveria se dar a indivíduos homossexuais era a do ocultamento. A ferocidade verbal que distinguia sujeitos de direitos, entre normais e anormais, marcou profundamente as formas de relacionamento dentro do próprio movimento LGBTI.

Ao se permitir o ocultamento, pode-se também aprofundar as mazelas históricas no que dizia respeito à falta de registro de como mulheres lésbicas foram levadas à margem desde a antiguidade, exceção feita à poeta Safo. Raros são os casos em que nos deparamos com registros sobre esse tema.

Homens gays foram chamados de sodomitas, bestas, anormais e invertidos durante toda a História em que se fala sobre a homofobia. Mulheres sequer foram nominadas. Negros eram propriedades. Deduz-se que todos esses qualificativos se referiam a homens brancos de padrões ocidentais. Portanto, faltam traços que possam também destacar de que forma outros sujeitos foram sendo levados da ocultação à invisibilidade. É o caso de homens negros gays.

Se o pluralismo é próprio da vida em sociedade, é preciso trazer à tona temas centrais que compõem essas várias ideias: a existência de homens e mulheres gays, negros e pobres. Escamotear isso é negar a diversidade (que muitas vezes oculta e invisibiliza) e asseverar a política da homogeneização ou padronização dos corpos e sujeitos.

O corpo negro é constantemente objetificado e personagem do imaginário como o viril, o forte, o másculo; prova disso é uma busca rápida pelo mundo virtual com as palavras gays + negros. Saindo do campo do fetiche, o que cabe é o ocultamento e a constante adjetivação com a justificativa “…não tenho nada contra, mas…”. Combater a homofobia é também combater o racismo e o sexismo, são lutas indissociáveis. Ser negro impõe barreira, ser negro e homo ou transexual é o fim. É uma sentença!

+ sobre o tema

Maioria recebeu notícia falsa sobre Marielle mas não acredita no que leu

As notícias falsas que circularam em aplicativos de mensagens...

Mestranda brasileira é idealizadora de exposição em New York que protagonizará mulheres negras brasileiras

Sandra Regina Barbosa Soares Coleman, mais conhecida como Sandra...

Masculinidades femininas: não somos lésbicas, somos goby!

Farei, neste texto um pouco longo, algumas reflexões sobre...

para lembrar

Justiça determina e capital paulista vai distribuir absorventes para alunos trans

Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo julgou procedente...

5 mulheres trans que fizeram a diferença na luta LGBTQIA+

Resistência talvez seja a palavra que melhor define a...

Projeto ‘Raiz Forte’ lança site sobre mulheres negras e suas vivências

O Raiz Forte nasceu em 2012, com um projeto...
spot_imgspot_img

Mãe de Simone Biles ofereceu apoio crucial quando ela decidiu não competir em Tóquio: “Eu te amo e saiba que estamos rezando por você”

A Netflix lançou recentemente "Simone Biles Rising", uma série documental que oferece uma visão íntima da vida pessoal e profissional da ginasta Simone Biles...

Zezé Motta recebe Preta Gil, Sheron Menezzes e Aline Wirley no ‘Especial mulher negra’

Artista que acabou de completar 80 anos, Zezé Motta recebe Aline Wirley, Preta Gil e Sheron Menezzes no “Especial mulher negra”, que será exibido...

Julho das Pretas: ‘Temos ainda como horizonte sermos livres das amarras históricas’, diz ativista

No dia 25 de julho será celebrado o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. E em alusão a data, o Julho das Pretas é realizado...
-+=