O Partido da República de Garotinho quer matar Zumbi – Por Arísia Barros

 

Garotinho, a Rosinha é a atual prefeita de Campos de Goitacazes.

Por Arísia Barros

Campos de Goitacazes é um município do estado do Rio de Janeiro. Tem uma população de mais de 472 300 habitantes (em 2012), e possui  a maior extensão territorial do estado.

Rosinha, a Garotinho é do Partido da República, o PR.

Na recente reforma administrativa lá em Campos, o governo de Garotinho extinguiu a Fundação Municipal Zumbi dos Palmares, o oxigênio das políticas afirmativas na região.

E isso acontece,  no mês que “oficialmente” comemora-se a “libertação” do povo negro. 125 anos da “Abolição” da Escravatura.

Quando o PR de Rosinha estrangula, sufoca, sequestra um trabalho aguerrido de 18 anos de um órgão que visa consolidar a visibilidade do nosso povo , veste a roupagem dos algozes.

Aqueles mesmos algozes que nos puseram algemas, nos transportaram em áridos navios negreiros.

Ao pensar em extinguir a Fundação Municipal Zumbi dos Palmares, o PR de Rosinha naturaliza o racismo como sistema político calcado na extrema hostilidade ao que não é hegemônico.

O PR de Garotinho considera negros inferiores, contradizendo  ao que afirma o Manifesto do Partido da República, datado de 26 de outubro de 2006: “O PR defende um projeto de nação assentado em nossa soberania e nos valores nacionais, com destaque à liberdade, ao desenvolvimento e à justiça social”.

Em Campos dos Goitacazes o movimento abolicionista ecoou o grito da emancipação do povo negro e em 17 de julho de 1881, foi fundada a Sociedade Campista Emancipadora, tendo como seu maior expoente o jornalista Luiz Carlos de Lacerda.

O PR  de Rosinha não pode ignorar a história de liberdade construída em Campos e desacelerar a construção desse   processo libertário pós-abolição é retroceder.

Decisões assim institucionalizam o racismo, expõem a   carranca da ditadura.

O PR da Garotinho não entende que  mandato político é, necessariamente, instrumento de luta democrática representativa de todas diferenças de um povo e quem o exerce deve assumir as rédeas do diálogo popular..

Extinguir a Fundação Municipal Zumbi dos Palmares de Campos é um engano. Um engodo. Uma irresponsabilidade política.

O Partido da República de Garotinho quer matar Zumbi.

 

 

Fonte: Cadaminuto

+ sobre o tema

Lancellotti, Varella, Suplicy e outros

Minha filha me pergunta qual é o nome do...

Abdias concorre ao Premio Nobel da Paz 2010

Por: PLÍNIO FRAGA Pouco ousado, Lula não foi até o...

Daniel Munduruku: “Índio é invenção total, folclore puro”

Tatiana Mendonça Volta e meia, o paraense Daniel Monteiro Costa,...

para lembrar

Senadores se manifestam em favor de ações de Dilma contra corrupção

Parlamentares de vários partidos se revezaram em discursos na...

Reforma trabalhista é aprovada no plenário da Câmara

Texto que altera pontos fundamentais da CLT é aprovado...

Sobre ir em frente: fragilidades e fortalezas; também traições

Fonte: O Tempo - por: Fátima de Oliveira Chega de...

Continua campanha para a Proposta Lei de Iniciativa Popular para Reforma Política

Apresentada pela Plataforma dos Movimentos Sociais pela Reforma do...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=