ONU Mulheres celebra hoje (24/2) sua inauguração como entidade impulsora da igualdade de gênero

Nova York, 24 de fevereiro de 2011 – A ONU celebra hoje, no Salão da Assembleia Geral, a inauguração histórica da sua mais nova organização: a ONU Mulheres. Uma noite que terá a participação de importantes personalidades do mundo político, do entretenimento, dos negócios e da mídia, além da música e do cinema.

ONU Mulheres, conhecida oficialmente como Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres, é resultado da fusão de quatro órgãos da ONU e representa o esforço mais ousado das Nações Unidas até o momento, para acelerar as ações para a igualdade de gênero. Em todo o mundo, este momento era bastante aguardado pelas pessoas que defendem os direitos das mulheres.

“Com o nascimento da ONU Mulheres, recebemos uma energia extra para o progresso da igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres”, diz o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon. “Os desafios são grandes. Mas acredito que a nova energia, o novo impulso e a nova hierarquia que a ONU Mulheres traz consigo vão superar esses desafios. A verdadeira igualdade de gênero deveria ser o nosso legado comum para o século 21”.

O Secretário-Geral designou a ex-presidenta do Chile Michelle Bachelet para ser a primeira diretora-executiva da ONU Mulheres. Enquanto descreve a inauguração como o primeiro dos muitos ritos importantes na busca global pela igualdade de gênero, Bachelet enfatiza que a criação da ONU Mulheres responde ao descontentamento geral com o ritmo lento da superação da desigualdade de gênero. Os Estados-Membros da ONU acordaram de maneira unânime pela criação da nova organização, em resposta às constantes demandas e reivindicações apresentadas pelas ativistas dos direitos das mulheres.

“Imaginem o quanto poderemos fazer, quando as mulheres tiverem o pleno empoderamento como agentes ativas de transformação e progresso das suas sociedades”, diz Michelle Bachelet. “Historicamente, vivemos um momento de grandes potenciais e mudanças para as mulheres. Chegou a hora de agarrar essa oportunidade”. E completa: “A minha própria experiência me ensinou que não existem limites para as conquistas das mulheres”.

Trabalho da ONU Mulheres no mundo

 ONU Mulheres prestará apoio aos países de forma individual para o alcance da igualdade de gênero na economia e na política e para a eliminação do fenômeno mundial da violência contra as mulheres. Ajudará a estabelecer pautas internacionais de progresso e liderar iniciativas coordenadas da ONU para converter as novas oportunidades para as mulheres e as meninas em elementos centrais de todos os programas de paz e desenvolvimento da ONU.

A embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres e vencedora do Oscar Nicole Kidman descreve a sua experiência pessoal de ter visto as mulheres mudarem o mundo. “Há depoimentos incríveis sobre o poder de recuperação, força e dignidade, de esperança no final das contas”, declarou. “É por isso que digo que as mulheres e as meninas que conheci são minhas heroínas. Para mim, é um prazer e um orgulho estar com a ONU Mulheres, a nova e forte voz das mulheres de todo o mundo”.

A Sua Alta Real, a Infanta Dona Cristina da Espanha, na qualidade de presidenta do Instituto da Saúde de Barcelona, acredita de forma cabal que o investimento nas mulheres é um investimento nas famílias, comunidades e nações. Ao mencionar o progresso desigual em alguns aspectos dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, como a redução da mortalidade materna, ela faz um chamado a “todas as partes interessadas e responsáveis – governos, fundações, setor privado, sociedade civil, instituições acadêmicas e indivíduos – a investir no empoderamento das mulheres como estratégia fundamental para cumprir os ODM”.

Christiane Amanpour, da ABC News, será a apresentadora da cerimônia de inauguração da ONU Mulheres. São oradores do evento: o presidente da Assembleia Geral da ONU, Joseph Deiss; a presidenta da Junta Executiva da ONU Mulheres e ex-ministra das Relações Exteriores da Nigéria, embaixadora Joy Ogwu; a ativista nepalesa Bandana Rana; e a ex-comandante da Unidade de Polícia da Libéria formada totalmente por mulheres, Rakhi Sahi.

O fundador da CNN e presidente da Fundação da ONU, Ted Turner, convoca a todos os homens e ao setor privado a se envolverem no alcance da igualdade de gênero A atriz Geena Davis destaca o papel dos meios de comunicação na promoção de imagens positivas das mulheres. E a cantora Shakira gravou uma mensagem especial, em que destaca a importância da educação.

A cerimônia se encerrará com a interpretação da canção “One Woman”, com letra de Beth Blatt e música composta por Graham Lyle y Clay para a ocasião.

O evento de inauguração da ONU Mulheres terá transmissão multimídia no site http://bit.ly/unwomenlaunch.

Para uma transmissão de qualidade superior, faça contato com a UNTV, James Ludlam, [email protected].

As fotografias registradas em momento prévio à cerimônia estarão disponíveis em torno das 7pm EST (21h de Brasília); as do evento, por volta das 9pm EST (23h de Brasília): http://bit.ly/unwomenlaunchphotos.

Atendimento à imprensa (global): Gretchen Luchsinger, especialista em Comunicação da ONU Mulheres , +1.212.906.6506, +1.201.736.2945 (celular), [email protected].

Apoio Assessoria de Comunicação da ONU Mulheres Brasil e Cone Sul: Isabel Clavelin, 55 61 3038.9287 / 8175.6315, [email protected], www.unifem.org.br

 

Fonte: Unicrio

+ sobre o tema

Mitos e preconceitos dificultam combate ao feminicídio

Apesar de avanços na legislação, assassinatos de mulheres continuam...

Cura gay, por Débora Diniz

(Universidade Feminista) Uma leitura rápida não é capaz de...

para lembrar

Artista interdisciplinar Grada Kilomba vem à Flip propor seu método

Autora portuguesa vem ao Brasil lançar simultaneamente uma edição...

‘Vamos continuar resistindo’, diz Luedji Luna sobre dificuldades da mulher negra na música

Misturando diversos ritmos africanos e brasileiros nas suas composições,...

Portugual: Francisca Van Dunem, a primeira mulher negra a chegar a ministra

Procuradora há mais de 30 anos, conhece a Justiça...

Dez curiosidades sobre a vagina podem mudar a sua vida

Se você que está lendo esta reportagem é uma...
spot_imgspot_img

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Novas pesquisas mostram que meninas nos EUA estão tendo sua primeira menstruação mais cedo. A exposição ao ar tóxico é parcialmente responsável. Há várias décadas, cientistas ao redor do...

Leci Brandão recebe justa homenagem

A deputada estadual pelo PC do B, cantora e compositora Leci Brandão recebe nesta quarta (5) o Colar de Honra ao Mérito Legislativo do...
-+=