Organização “Human Rights Watch” tem várias vagas de trabalho

Human Rights Watch é uma organização de direitos humanos, não governamental, sem fins lucrativos, composta por cerca de 400 funcionários, em todo o mundo. A sua equipa é composta por diversos profissionais, tais como advogados, jornalistas e académicos de diversas origens e nacionalidades, incluindo especialistas em direitos humanos.

Por , do Emprego pelo Mundo 

Fundada em 1978, a Human Rights Watch é conhecida pela sua investigação precisa, relatórios imparciais, utilização eficaz dos meios de comunicação e advocacia focada, muitas vezes em parceria com grupos locais de direitos humanos. A cada ano, a organização publica mais de 100 relatórios e briefings sobre a situação dos direitos humanos, em 90 países, gerando uma ampla cobertura nos meios de comunicação locais e internacionais.

Com a alavancagem que todo o seu trabalho traz, a Human Rights Watch reúne-se com os governos, com as Nações Unidas, grupos regionais como a União Africana e a União Europeia, com as instituições financeiras e corporações para pressionar para a realização de mudanças nas políticas e práticas que promovam os direitos humanos e da justiça, em todo o mundo.

 

+ sobre o tema

Número de mulheres que operam máquinas agrícolas aumenta em MT

Porém, mulheres ainda representam menos de 10% do total...

Mapa Corona nas Periferias

Mapa Corona nas Periferias Um mapa para dar visibilidade às...

“O que a gente precisa é construir pontes para superar a desigualdade”

O diretor executivo da Anistia Internacional Brasil, Atila Roque,...

Hoje na História, 1995, Dia Internacional da Tolerância

Assinala-se hoje, 16 de Novembro, o Dia Internacional para...

para lembrar

Após criança ‘se render’, presídios mudam ambiente pra filhos de detentas

Um presídio certamente não é o melhor lugar para...

‘Foram derrotados todos os que tinham complexo de vira-lata’, diz Dilma

Vídeo com pedido de desculpas do país à presidenta...

Avanço da vacinação entre os negros é uma incógnita no Brasil

Desde o início da imunização, faltam dados de qualidade...

Esqueço não

Janaína de Almeida Teles, nascida em 1967, tem pedigree...
spot_imgspot_img

Curso introdutório de roteiro para documentário abre inscrição

Geledés Instituto da Mulher Negra está promovendo formações totalmente online para jovens negres em todo o Brasil. Com um total de 6 formações independentes...

Desenrola para MEI e micro e pequenas empresas começa nesta segunda

Os bancos começam a oferecer, a partir desta segunda-feira (13), uma alternativa para renegociação de dívidas bancárias de Microempreendedores Individuais (MEI) e micro e...

“Geledés é uma entidade comprometida com a transformação social”, diz embaixador do Brasil no Quênia

Em parceria com a Embaixada do Brasil no Quênia, Geledés - Instituto da Mulher Negra promoveu nesta sexta-feira 10, o evento “Emancipação Econômica da...
-+=