Orgulho! Lorrayne Isidoro ficou em 18º lugar em Olimpíada Internacional de Neurociências

Lorrayne Isidoro enfrentou diversos obstáculos para chegar até a Olimpíada Internacional de Neurociências. Ela conquistou a 18º colocação entre os 25 competidores.

Por Ana Beatriz Rosa Do Brasil Post

A estudante de apenas 17 anos, do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Pedro II, instituição pública de Engenho Novo, representou o Brasil na 2016 Brain Bee World Championship, realizada na última semana, em Copenhague, na Dinamarca.

Quem acompanhou a trajetória da garota sabe que antes mesmo de chegar ao país estranho ela driblou adversários difíceis: estudou a vida inteira em escola pública, fez cursos de verão enquanto seus amigos brincavam, estudava com materiais da pós-graduação, aprendeu sozinha a falar inglês e francês, precisou fazer uma campanha de financiamento coletivo para arrecadar dinheiro para a viagem, já que sua família não tinha condições financeiras, e a Polícia Federal precisou emitir um passaporte de emergência para que ela pudesse chegar à Dinamarca.

original (1)

Em entrevista ao O Globo, Camilla Marra, a orientadora de Lorrayne, contou que a participação no evento, que permitiu a troca de experiências com vários pesquisadores e jovens estudantes, foi sua maior conquista. E a brasileira não fez por menos. Na prova de Clínica Geral, que abordava o diagnóstico de doenças, a menina do Engenho Novo ficou em 2º lugar.

“Nesta prova de Clínica, ela só errou uma questão. As provas eram de altíssimo nível, todas em inglês e com perguntas orais. E as notas obtidas pelos candidatos eram todas muito próximas. Independente da colocação, foi uma experiência incrível para ela e para nós, que estávamos acompanhando. Foi um imersão acadêmica e cultural que ela vai levar para o resto da vida.”

A garota conseguiu a vaga para representar o Brasil no evento internacional em maio, quando foi a primeira colocada na IV Olimpíada Brasileira de Neurociências (Brazilian Brain Bee), em São Paulo.

13612335_500822590114803_8596077971589247431_n
REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Olimpíadas de Neurociência. Uma negra representa o Brasil. Uma moça com um hijab representa o Canadá. A representante da China também é uma mulher.

O mundo é muito plural, e a cada dia muda mais. Que bom.

+ sobre o tema

O sentido da reforma apressada do 2º grau

A MP do ensino médio, que Temer assinou nesta...

Explicando o uso do termo ‘bastante’ e do verbo ‘haver’ no sentido de ‘existir’

Professora de português do Colégio GGE, Ana Queiroz, exemplifica...

Estudo analisa mulheres e negras na educação brasileira

Um projeto desenvolvido entre 2014 e 2016 trouxe para...

MEC anuncia resultado do Prouni, mas candidatos não conseguem consultá-lo

Resultado da primeira chamada é publicado na manhã desta...

para lembrar

A fome do Brasil é negra, mulher e vive nas regiões Norte e Nordeste

No Brasil, a fome tem raça, gênero e território....

Professor Sérgio Nogueira aponta os 10 erros de português mais frequentes

O professor Sérgio Nogueira explicou os dez erros mais...

Violência e Cidadania: Aspectos Relacionados às Mulheres Negras

RESUMO: Frente às discussões atuais acerca do racismo, em...

Em filme, Beyoncé vai além da música e se impõe como a autora de ‘Renaissance’

"Estou animada para as pessoas verem o show", diz Beyoncé,...
spot_imgspot_img

Ser menina na escola: estamos atentos às violências de gênero?

Apesar de toda a luta feminista, leis de proteção às mulheres, divulgação de livros, sites, materiais sobre a valorização do feminino, ainda há muito...

Como a educação antirracista contribui para o entendimento do que é Racismo Ambiental

Nas duas cidades mais populosas do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, o primeiro mês do ano ficou marcado pelas tragédias causadas pelas...

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...
-+=