Lorrayne: ‘Espero que outros jovens tenham grandes oportunidades para se desenvolver’

Nossa campeã está de volta! Depois de arrasar na Dinamarca e conquistar o 18º lugar na Olimpíada Internacional de Neurociências, a estudante carioca Lorrayne Isidoro voltou ao Brasil nesta quinta-feira (7).

Por Brasil Post

“Foi muito enriquecedora, a gente participou da Olimpíada Internacional, isso foi ótimo. Participamos das provas, do congresso da Sociedade Europeia de Neurociência. Foi bem legal, bem enriquecedor, a gente pôde ver trabalhos, entender um pouco mais sobre as neurociências e conhecer, também, a cidade, que é muito bonita”, contou ela à Rede Globo, durante entrevista ao vivo.

A estudante do Colégio Pedro II disse ainda esperar que “outros jovens consigam ter grandes oportunidades para se desenvolver”. Para chegar à Dinamarca, onde passou oito dias, Lorrayne enfrentou uma verdadeira saga: precisou fazer uma campanha de financiamento coletivo para arrecadar dinheiro para a viagem, já que sua família não tinha condições financeiras, e a Polícia Federal precisou emitir um passaporte de emergência para que ela pudesse chegar ao país.

De volta ao Rio, a jovem ainda deu um importante recado: “A gente nunca deve desistir do que a gente realmente quer. Isso é muito importante e guia a nossa vida”.

+ sobre o tema

O racismo como polêmica escolar

ERICA BARBOSA BAIA FERNANDA MARQUES DE ALMEIDAROSIANE MACHADO...

MEC cria ‘Enem’ para professores

Primeira prova deverá ser realizada em 2011. Participação de...

Núcleo da UNEB oferece curso sobre história e culturas africanas e afro-brasileira

O Núcleo de Estudos Africanos e Afro-brasileiros em...

Estudantes negros são menos de 10% nas universidades federais

Em 2003, pesquisa mostrava que taxa não chegava a...

para lembrar

I Simpósio Internacional da ABPN

"Gestão da Educação Superior: construindo conhecimento e conectando as...

O pacto branco e a maldição da mediocridade por Djamila Ribeiro

Não é real que só um grupo produza mentes...

Projeto mamória Lélia Gonzalez

SAIBA MAIS sobre a mostra A Fundação Banco do Brasil...

Temporários chegam a 46% dos professores em SP

Por: FÁBIO TAKAHASHI Meta do governo Serra era que...
spot_imgspot_img

Estudo mostra que escolas com mais alunos negros têm piores estruturas

As escolas públicas de educação básica com alunos majoritariamente negros têm piores infraestruturas de ensino comparadas a unidades educacionais com maioria de estudantes brancos....

Ela me largou

Dia de feira. Feita a pesquisa simbólica de preços, compraria nas bancas costumeiras. Escolhi as raríssimas que tinham mulheres negras trabalhando, depois as de...

Educação antirracista é fundamental

A inclusão da história e da cultura afro-brasileira nos currículos das escolas públicas e privadas do país é obrigatória (Lei 10.639) há 21 anos. Uma...
-+=