Papo de manos

Aí, o que vai rolar hoje à noite?

Por Fernanda Pompeu enviado para o portal Geledés

A pérola do Beethoven, regida por uma maestra americana.
A Marin Alsop?
Exatamente. Vai ser a Nona Sinfonia.
Puxa, sempre essa. Mas é tão bom que vale ouvir 1000 vezes.
Assino embaixo. A Nona é como a Bachiana n.5 do Villa, vicia.
E pensar que quando éramos crianças adorávamos os dodecafônicos.
Bons tempos! Você não tirava o foninho do Arnold Schöenberg.
E você não largava o Anton Webern.
Mas aí a gente vai crescendo, né?
Roda-roda e o ouvido sente falta da graciosa harmonia.

+ sobre o tema

Maranhão tem 30 cidades em emergência devido a chuvas

Subiu para 30 o número de cidades que decretaram...

O Estado emerge

Mais uma vez, em quatro anos, a relevância do...

Extremo climático no Brasil joga luz sobre anomalias no planeta, diz ONU

As inundações no Rio Grande do Sul são um...

IR 2024: a um mês do prazo final, mais da metade ainda não entregou a declaração

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda...

para lembrar

Estamos mais parecidos com a Europa. Infelizmente

Um grupo de jovens brancos, bem vestidos, criados no...

O mundo não entende o “mundo ao contrário” do golpe brasileiro

A comunidade mundial está perplexa. Não consegue entender direito...

Eleições-2014: é possível uma pauta feminista?

  POR MARÍLIA MOSCHKOVICH Dez questões incômodas, que você...

Repórter da Globo se dá mal ao tentar fazer entrevista tendenciosa

Jornalista de O Globo leva três tocos durante entrevista...

Mulheres em cargos de liderança ganham 78% do salário dos homens na mesma função

As mulheres ainda são minoria nos cargos de liderança e ganham menos que os homens ao desempenhar a mesma função, apesar destes indicadores registrarem...

‘O 25 de abril começou em África’

No cinquentenário da Revolução dos Cravos, é importante destacar as raízes africanas do movimento que culminou na queda da ditadura em Portugal. O 25 de abril...

IBGE: número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave em SP cresce 37% em 5 anos e passa de 500 mil famílias

O número de domicílios com pessoas em insegurança alimentar grave no estado de São Paulo aumentou 37% em cinco anos, segundo dados do Instituto...
-+=