Para proteger homossexuais, Senado dos EUA muda lei

Fonte: Folha de São Paulo –

O Senado americano aprovou uma alteração da lei federal de crimes de ódio. Com a mudança, a lei passará a proteger também homossexuais. A medida fez parte de uma lei de definição do orçamento do Pentágono.

Aprovada por 68 votos a 29, a lei segue agora para a sanção do presidente Barack Obama. Até então, a definição de crimes de ódio incluía apenas os ataques motivados por raça, cor, religião ou nacionalidade.

Obama já sinalizou que pretende aprovar a lei, o que pode ajudar a melhorar a imagem do presidente junto a ativistas gays e lésbicas, que questionam o compromisso do presidente com a sua agenda política.

A Câmara havia aprovado no início do mês a medida com 281 a 146 votos. Em ambas as Casas, a lei passou quase sem o apoio de republicanos. A medida permite que autoridades federais reforcem investigações e processos de crimes violentos contra homossexuais quando autoridades locais não forem capazes de fazê-lo ou solicitarem ajuda.

Grupos de defesa dos homossexuais comemoraram a decisão. “Esperamos que Obama assine logo esta lei: o primeiro maior exemplo da legislação de direitos civis da nossa nação para lésbicas, gays e transgêneros”, afirmou Joe Solmonese, presidente da campanha Human Rights. Segundo ele, a lei representa um passo para acabar com os crimes de ódio.

Os democratas já haviam tentado aprovar essa lei diversas vezes. A estratégia agora foi juntar a medida à lei de autorização de recursos para a defesa do país. “É uma vergonha que esta norma tenha sido adicionada a um projeto de lei sobre o apoio a nossas tropas”, afirmou o senador republicano Lamar Alexander, do Tennessee.

Matéria original

+ sobre o tema

Salve Zumbi e João Cândido, o mestre sala dos mares

Por Olívia Santana   Há 15 anos, após uma grande marcha...

Olimpíadas de Tóquio devem ser novo marca na luta por igualdade

Os Jogos Olímpicos da Cidade do México, em 1968,...

Lei 13.019: um novo capítulo na história da democracia brasileira

Nota pública da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais...

para lembrar

PSDB e PMDB perdem prefeituras; PT, PSD e PSB ganham peso

O PSDB saiu menor das urnas, em comparação...

Por conta de impasse, entre o MEC e Secretária da Educação, aluno pode perder vaga na universidade

      Um impasse entre o Ministério da Educação (MEC) e...

Jessé Souza: Escravidão é o que define sociedade brasileira

Reescrever a história dominante de que a corrupção é...

Haddad tem 49%, e Serra, 33%, diz Ibope

O Ibope divulgou, nesta quarta-feira (17), a segunda pesquisa de intenção...

Fim da saída temporária apenas favorece facções

Relatado por Flávio Bolsonaro (PL-RJ), o Senado Federal aprovou projeto de lei que põe fim à saída temporária de presos em datas comemorativas. O líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA),...

Morre o político Luiz Alberto, sem ver o PT priorizar o combate ao racismo

Morreu na manhã desta quarta (13) o ex-deputado federal Luiz Alberto (PT-BA), 70. Ele teve um infarto. Passou mal na madrugada e chegou a ser...

Equidade só na rampa

Quando o secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, perguntou "quem indica o procurador-geral da República? (...) O povo, através do seu...
-+=