Pelé ganha ação milionária do portal UOL

Fernando Porfírio_247 – O ex-jogador de futebol Pelé virou o jogo e conseguiu restaurar na Justiça os prejuízos causados com a incorporação pelo UOL das ações da empresa Zip.Net. A fusão gerou a sociedade entre o Grupo Folha, por meio do Universo Online (UOL) e o Grupo Portugal Telecom. A sociedade foi construída em uma negociação – na época (2001) – da ordem de US$ 100 milhões. Com a incorporação, o UOL ficou com os direitos do uso da marca e da imagem do craque de futebol na internet. Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu que a operação de 2001 foi viciada, porque feriu a cláusula de preferência estabelecida em contrato anterior assinado entre a Pelé Sports e Marketing e a ZipSports. Esse contrato previa a exploração da marca e dos direitos de imagem do craque de futebol na Internet. O valor de mercado das ações deverá ser apurado na fase de liquidação da sentença judicial, com atualização monetária.

Em novembro de 1999, Edson Arantes do Nascimento e a Pelé Sports celebraram um contrato de licença de uso e exploração de marca e imagem com a ZipSports. Por meio do acordo, o jogador cedeu, com exclusividade e por prazo indeterminado para a sócia, a exploração dos direitos de sua imagem, que seriam exibidos em um site (Pelé.Net).Para concretizar o negócio, o jogador de futebol recebeu o valor simbólico de R$ 5 mil e a Pelé Sports R$ 45 mi, usados para reunir 45 mil cotas da sociedade.

A ZipSports tinha como sócias a Pelé Sports e a Zip.Net. A empresa havia sido criada três dias antes de selado o contrato entre as sócias. O contrato previa em uma das cláusulas que a sócia que desejasse alienar suas cotas a terceiros deveria dar direito de preferência a sua parceira. Para controlar a Zip.Net foi criada uma holding. No entanto, em abril de 2001, o Grupo Folha, controlador do UOL Inc. e o Grupo Portugal Telecom, que adquiriu as contas da holding e passou a controlar a Zip.Net, celebraram um acordo milionário da ordem de US$ 100 milhões. O negócio resultou na incorporação pelo UOL da totalidade das ações da Zip Holding, sociedade controladora da Zip.Net. O grupo português adquiriu 17,5% das ações da UOL e, em troca, repassou para esta última todos os ativos que tinha na internet. Entre os ativos estava exploração da marca Pelé na internet.

A incorporação virou tema de litígio judicial e levou o empresário Pelé e sua empresa Pelé Sports a questionar a lisura do negócio. Na opinião de Pelé, a fusão foi irregular porque feriu o direito de preferência para a compra das ações e isso não foi respeitado. O UOL sustentou que a insatisfação não procedia porque a transferência de ações detidas pela Zip.Net na ZipSports para a Zip Holding aconteceu entre empresas do mesmo grupo, o que configura uma mera organização societária.

O UOL sustentou ainda que na ocasião da transferência das ações a Pelé Sports estava representada pelo sócio Hélio Viana de Freitas, o qual tinha poderes para representar a empresa, mesmo isoladamente. Hélio Viana era sócio de Edson Arantes do Nascimento na Pelé Sports.

A 3ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que a transferência das ações da Zip.Net não pode ser classificada como mera reorganização societária entre empresas do mesmo grupo econômico. Segundo o desembargador Egídio Giacoia, a transação envolvia terceiro e tinha a finalidade de viabilizar outro negócio celebrado pelo Grupo Folha, controlador do UOL Inc e o Grupo Portugal Telecom, já então controlador da Zip.Net. “Em suma, a finalidade última do negócio envolvia a alienação a terceiros de quotas e/ou direitos de subscrição, a qualquer título, pertencentes à Zip.Net na ZipSports para a Zip Holding, com o único objetivo de concretizar a incorporação da controladora da Zip.Net, a Portugal Telecom, com a UOL Inc s.A.”, concluiu o desembargador Egídio Giacoia.

Para Giacoia, a UOL, terceira na negociação, acabou adquirindo as quotas sociais, malferindo o direito de preferência da Pelé Sports, atingindo também os direitos do jogador Pelé, que seriam o uso e exploração da marca e a imagem do atleta.

 

Fonte: Painel Notícias

+ sobre o tema

Um lado obscuro nigeriano: ‘Hibisco roxo’, de Chimamanda Ngozi Adichie

Fanatismo, violência, repressão e descobertas acerca da vida são...

Livro de Abdias Nascimento que confrontou teoria da democracia racial é relançado

Em 1977, Abdias Nascimento estava em Lagos, Nigéria, pronto...

África – por Maurício Pestana

Na culinária, o vatapá, o acarajé, a feijoada, o...

para lembrar

Beyoncé: vídeo mostra cantora dançando aos 5 anos

Beyoncé aparece fazendo movimentos de dança, aos 5 anos,...

Conceição Evaristo: Apesar das acontecências do banzo

Apesar das acontecências do banzo há de nos restar  a...

Everton Lopes vence e conquista o ouro inédito no Mundial de Boxe

Ex-lavador de carros e peão de obra, brasileiro derrota...
spot_imgspot_img

Sambista ligada ao rap, Leci Brandão rebate críticas de Ed Motta: ‘Elitista’

Leci Brandão, 79, rebateu com estilo as recentes declarações de Ed Motta, que chamou de "burros" os fãs de hip hop, "sem exceção". Sem citar...

‘Bad Boys 5’ já está sendo discutido, afirma produtor

‘Bad Boys: Até o Fim‘ estreou há apenas uma semana, mas um 5ª filme para a franquia estrelada por Will Smith e Martin Lawrence já está sendo discutido. A...

 Interprete da trilha sonora da novela Renascer, Xenia França participa do disco de José James

Vencedora do Grammy Latino de 2023 com seu disco "Em nome da Estrela" e intérprete da canção “Lua Soberana”, trilha sonora da novela Renascer...
-+=