terça-feira, dezembro 6, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoPerseguida, única negra em concurso de beleza diz: “Represento os pretos!”

Perseguida, única negra em concurso de beleza diz: “Represento os pretos!”

A foto acima traz as candidatas participantes do Concurso para Rainha da 77ª Festa das Flores de Joinville, em Santa Catarina. São 18 concorrentes e apenas uma negra, a jovem Haeixa Carolina Pinheiro dos Passos, que relatou em sua rede social ter vivido a semana das mais turbulentas, cheia de perguntas, dúvidas e com muitas críticas negativas”.

PorDouglas Belchior Do Negro Belchior

O fato de ser uma mulher negra disputando o posto de rainha com o grupo étnico hegemônico da cidade despertou ódio de alguns grupos, que passaram a questionar a origem da candidata e o fato de ela não ter nascido em Joinville.Sobre eu não ser de Joinville, no regulamento do concurso não pedia que fosse joinvillense, pedia apenas que residisse na cidade no mínimo há 1 ano. Eu resido há 4”, relata a jovem.

Uma página racista no Facebook, denominada “Orgulho de Ser Branco” iniciou uma campanha para “estragar os planos” e pediu voto para uma outra candidata – branca, óbvio.

OrgulhoBranco

A cidade de Joinville é realmente linda. De acordo com a descrição da FanPageIconoclastia Incendiária, “cheia de florestas encrustadas em focos da cidade e sambaquis que preservam a história dos antepassados”, mas registra muitos episódios de racismo e tem “um ninho de nazistas, integralistas e separatistas”.

De fato, não faltam situações e denúncias de racismo e intolerância contra negros desde a fundação da Colônia Dona Francisca, na primeira metade do século XIX, por famílias luso-brasileiras e suas dezenas de africanos escravizados, passando pela massiva colonização alemã, com participação suíça e norueguesa, até a chegada em nossos dias. Não faltam relatos de racismo, como no caso da universitária Luana Vilma da Rosa, no caso de complacência da Univille com organizações de inclinação nazista na cidade, ou aos resquícios de organizações nazistas no Estado, além de registros em Blogs e trabalhos acadêmicos.

A partir desse histórico, não é de se estranhar a presença de uma única e corajosa candidata negra como pré-selecionada à disputa desse concurso.

Haeixa

Eu me represento, eu represento aqueles que acreditam em um mundo melhor, represento os “pretos”, represento a miscigenação brasileira, represento o Sul, o Norte e o Nordeste, EU REPRESENTO O BRASIL! “

Haeixa Pinheiro – Perfil do Facebook

O Jornal “A Notícia” resolveu organizar uma enquete que, ainda que informal – já que não determinará a ganhadora – tem servido como impulsionador da polêmica.

Acesse a enquete aqui.

Segundo o jornal, a enquete ficará no ar até a véspera da definição do concurso, que se dará no dia 18 de novembro, às 20 horas, na praça gastronômica do evento.

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench