Políticas brasileiras de combate ao racismo são exemplos mundiais, diz Pnud

 A experiência brasileira na implementação de políticas públicas que visam ao combate ao racismo e à promoção da igualdade racial são exemplos mundiais e devem ser compartilhadas com outros países. A avaliação é do representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) no Brasil, Jorge Chedieck.
Ao discursar no dia (21) dia “Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial”,  ele citou como iniciativas bem-sucedidas a adoção das cotas e a aprovação do Estatuto da Igualdade Racial, que prevê punição a quem cometer discriminação baseada na raça.
“O Brasil assumiu que tinha uma série de problemas nessa área e está implementando ações [para resolver a questão]. O progresso dos últimos anos, como a adoção das cotas e de novos parâmetros na legislação, mostra que é possível reduzir e até eliminar o passivo [de desigualdade racial] em pouco tempo”, disse.
afrika 12
Para ressaltar os desafios que o país e o mundo têm pela frente no combate ao racismo, Jorge Chedieck fez alusão a um discurso do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela, símbolo da luta pacífica contra a segregação racial, e disse que “até o dia em que todas as pessoas percebam que a cor da pele de alguém é menos importante do que a cor de seus sonhos, termos que manter essa luta”.
A Seppir ( Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial),  foi criada por medida provisória em 21 de março de 2003, data em que é celebrado o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em memória ao Massacre de Sharperville, quando 69 pessoas negras foram assassinadas durante manifestação pacífica na África do Sul, em 1960, pela polícia do antigo regime segregacionista do apartheid.

+ sobre o tema

Setor privado tem oportunidade histórica para romper pacto racista

O impacto do racismo sobre a vida das pessoas...

A secretária Olívia Santana registra queixa após ser alvo de racismo em evento no Catussaba

A secretária Olivia Santana prestou queixa no final da...

Brasileiro vence racismo para virar ídolo no Southampton

De todos os grandes campeonatos europeus, aquele em que...

Mulher negra é impedida de ser batizada por pastor por ter cabelo crespo

O caso aconteceu na Igreja Assembleia de Deus de...

para lembrar

Crime de Racismo na UFMA

CARTA ABAIXO ASSINADO. Nós, estudantes do curso de...

Imprensa grega liga atleta expulsa por racismo a partido neonazista

  Expulsa da Olimpíada de Londres depois de...

Alicia Keys libera lindo filme sobre feminismo, racismo e violência policial

Alicia Keys lançou hojedia 4 de novembro seu novo...
spot_imgspot_img

Nem a tragédia está imune ao racismo

Uma das marcas do Brasil já foi cantada de diferentes formas, mas ficou muito conhecida pelo verso de Jorge Ben: "um país tropical, abençoado...

Futuro está em construção no Rio Grande do Sul

Não é demais repetir nem insistir. A tragédia socioclimática que colapsou o Rio Grande do Sul é inédita em intensidade, tamanho, duração. Nunca, de...

Kelly Rowland abre motivo de discussão com segurança em Cannes: ‘Tenho limites’

Kelly Rowland falou à imprensa sobre a discussão que teve com uma segurança no tapete vermelho do Festival de Cannes durante essa semana. A cantora compartilhou seu...
-+=