Por um feminismo para os 99%

A partir de segunda-feira próxima (08/03) até o dia 12 de abril a Editora Boitempo realiza o curso Introdução ao pensamento feminista negro e o ciclo de debates internacional Por um feminismo para os 99%. Viabilizada pela Lei Aldir Blanc, a programação conta com 24 pensadoras e ativistas de cinco nacionalidades. Todas as atividades são gratuitas e sem necessidade de inscrição prévia, inserindo-se no histórico de eventos internacionais promovidos pela editora ao longo de seus mais de 25 anos.

Introdução ao pensamento feminista negro conta com seis aulas semanais, tendo início na data que celebra o Dia Internacional da Mulher. As aulas são às segundas-feiras, às 11h. O ciclo de debates Por um feminismo para os 99% será este mês, dias 10, 17, 24 e 31, sempre às 14h.

Todas as transmissões serão realizadas pela TV Boitempo, canal de editoras da América Latina no YouTube.

A programação foi inspirada pelo manifesto Feminismo para os 99%: um manifesto, de autoria de Cinzia Arruzza, Tithi Bhattacharya e Nancy Fraser, e publicado pela Boitempo em 2019.

Chamando atenção para as mulheres da classe trabalhadora, o objetivo é discutir as premissas de um feminismo incondicionalmente internacionalista e anticapitalista que cerre fileiras com os movimentos antirracistas, ambientalistas e pelos direitos de trabalhadores e de imigrantes.

Durante o evento, serão lançados os livros O patriarcado do salário: notas sobre Marx, gênero e feminismo (v.1), de Silvia Federici, e Interseccionalidade, de Patricia Hill Collins e Sirma Bilge, além de um e-book gratuito com textos de apoio à programação, com escritos por Aleksandra Kollontai, Amanda Palha, Angela Davis, Nancy Fraser, Sueli Carneiro e Talíria Petrone, entre outras.

A editora promoverá, ainda, de 8 a 15 de março, sua tradicional Promoção #8M com descontos de 20 a 50% sobre todas as obras de seu catálogo escritas por mulheres ou que versam sobre o feminismo.

 

+ sobre o tema

para lembrar

“Eu, mulher negra, estou cansada”

Comemoramos mais um Dia da Consciência Negra. Mais uma...

Weissheimer: Essas lésbicas são terríveis!

Fica difícil saber o que está incomodando mais o...

Ecoa estreia blog da jornalista e escritora Bianca Santana

Ecoa estreia nesta terça-feira (5) o blog da jornalista...
spot_imgspot_img

Centenário de Tia Tita é marcado pela ancestralidade e louvado no quilombo

Tenho certeza que muitos aqui não conhecem dona Maria Gregória Ventura, também conhecida por Tia Tita. Não culpo ninguém por isso. Tia Tita é...

Julho das Pretas: celebração e resistência

As mulheres negras brasileiras têm mais avanços a celebrar ou desafios para travar? 25 de julho é o Dia Internacional da Mulher Negra, Latino-americana e...

Defender Maria da Penha é defender a vida das mulheres, os direitos humanos e a democracia

Maria da Penha está sendo ameaçada de morte. Foi necessário que a ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, recorresse ao governador do Ceará, Elmano de Freitas,...
-+=