Posicione-se!

Desde o assassinato de George Floyd, temos visto toda uma movimentação nas redes sociais em defesa das vidas negras, onde as pessoas estão postando imagens, usando hashtags, escrito textos, etc e tudo isso é muito legal e importante. Mas é necessário que essa atitude vá além das redes sociais e não estou falando sobre confrontos físicos, mas sobre mudança de comportamento. Aliás, se fôssemos expressar em palavras os confrontos que têm ocorrido nos EUA, seria exatamente assim: CHEGA! ESTAMOS CANSADOS! “NÃO CONSEGUIMOS MAIS RESPIRAR (adaptado).”

Cansados de sorrisos amarelos, de pedidos de desculpas, de “não era essa minha intenção”, “eu não fiz por mal”, “somos todos iguais”, “tenho até amigos negros”, “a moça que trabalha lá em casa…”, de pessoas falando da NOSSA vivência, de pessoas querendo dizer onde é o nosso lugar e todas as outras justificativas para esconder e fazer perpetuar o preconceito e o racismo.

Se você quer realmente contribuir para que essa revolução, COMECE A SE POSICIONAR. Não aceite mais piadinhas, frases, apelidos e comportamentos preconceituosos. POSICIONE-SE CONTRA! Seja você negro ou branco. Pare de julgar nossas roupas, nossos cabelos, nossa forma de viver, nossas crenças… RESPEITE! Não eleja políticos que contribuam para o genocídio do povo preto! Sim, porque isso também tem a ver com direitos humanos e políticas públicas.

Enquanto você reconhecer que o tratamento é diferente e não fizer nada para mudar, você é conivente e alimenta o sistema.

Pessoas de pele branca, NUNCA, EM HIPÓTESE ALGUMA, vão saber o que é ser negro, mas o negro sabe o que é ter que parecer branco. E é doloroso, porque é altamente destrutivo física, psicológica e socialmente.

Eu não quero aqui relatar os milhares de casos em que um negro ou uma negra foram mortos, ofendidos ou difamados simplesmente porque a cor da sua pele chega primeiro em qualquer situação. Apesar de “sermos todos iguais”, da raça humana. Não falarei, porque isso dói em mim, porque eu sei que a próxima pode ser eu.

O que eu quero falar é:

Se você é negro e quer ajudar a protestar, POSICIONE-SE. Pare de se anular, de tentar ignorar sua negritude e comece a busca do conhecimento de sua história. Aceite suas características, sua origem, pare de querer se adequar a um modo de vida que não é o seu. Busque referências de pessoas negras. Grupos de pessoas negras que discutam suas próprias questões. É importante ser consciente sobre as questões que envolvem as pessoas negras.

Se você é uma pessoa de pele branca, POSICIONE-SE. Não tenha e nem reproduza comportamentos preconceituosos e racistas. Não tente silenciar as pessoas negras enquanto elas tentam relatar suas vivências. Ouça-as. Não subestime uma pessoa negra e nem a pressione para que sejam as melhores por esforço e mérito, quando o ponto de partida nessa corrida não é o mesmo das pessoas brancas. Não tente ser seu salvador. Incentive o progresso intelectual, financeiro e social das pessoas negras. Assim você auxiliará de forma mais eficaz nessa luta.

Neste momento, estamos falando especificamente das pessoas negras, mas entendo essa necessidade de respeito e mudança de comportamento para todas as etnias que são consideradas inferiores e também às pessoas que são ou fazem escolhas diferentes das suas, seja no estilo de vida, na forma de se vestir, a orientação sexual, a escolha de ter ou não filhos, de casar ou não.

+ sobre o tema

Por que mandaram matar Marielle Franco? Essa agora, é a pergunta que não se cala…

Seis anos depois e finalmente o assassinato de Marielle...

Mulheres sambistas lançam livro-disco infantil com protagonista negra

Uma menina de 4 anos, chamada de Flor de...

Poesia: Ela gritou Mu-lamb-boooo!

Eita pombagira que riscaseu ponto no chãoJoga o corpo...

para lembrar

spot_imgspot_img

Atirador mata três homens negros na Flórida; crime teve ‘motivação racial’, diz polícia

Um homem branco matou três homens negros do lado de fora de uma loja de descontos em Jacksonville, no estado americano da Flórida, em...

Ato em Copacabana pede justiça por rapaz morto em ação policial

Familiares, amigos, moradores da Cidade de Deus, artistas e apoiadores realizaram um ato, neste sábado (19), pedindo justiça por Thiago Menezes Flausino, 13 anos...

Justiça realiza audiência de instrução do julgamento dos PMs acusados de matar Kathlen Romeu

A Justiça Fluminense marcou para esta segunda-feira (29) uma audiência de instrução e julgamento dos PMs acusados de atirar contra a jovem Kathlen Romeu. Marcos Felipe...
-+=