Prêmio Sadako Sasaki em prol da Igualdade de Gênero 2016

O legado humanitário de Sadako Sasaki, voltado para a difusão da cultura de paz, está diretamente ligado à sua história de força e sensibilidade; quando Sadako Sasaki percebeu que a guerra era a causa de todo aquele mal, devido à doenças e sequelas resultantes da exposição à explosão da bomba atômica, ela desejou com todas as forças do seu coração, que nenhuma criança jamais sofresse novamente por causa das guerras.

no Mundo Sustentável

O Prêmio Sadako Sasaki almeja promover a integração das culturas do Oriente e do Ocidente, através do compartilhamento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas, com ênfase no Objetivo 5: Alcançar a Igualdade de Gênero e empoderar mulheres e meninas. Sadako Sasaki acreditou na solidariedade internacional, e nós acreditamos que a solidariedade internacional deve ser incentivada entre as crianças e as suas famílias, ainda nos primeiros anos escolares, por um Planeta 50-50 em 2030.

O Prêmio Sadako Sasaki acredita que o futuro da humanidade está nas mãos das crianças, das mulheres e das meninas do mundo, e que educar para a paz não é uma tarefa apenas das escolas, mas de todos os seres humanos de boa vontade.

Temos a satisfação de apresentar as Vencedoras do 1º Prêmio Sadako Sasaki em prol da Igualdade de Gênero no Brasil:

Ativismo Social e Desenvolvimento Sustentável: Rosa Richter

Biblioteca Sustentável: Adriana Ferrari

Cultura de Paz: Lia Diskin

Difusão dos Direitos da Mulher: Maria Sylvia Aparecida de Oliveira

Educação e Desenvolvimento Social: Iolanda Keiko Miashiro Ota

Escola de Cultura de Paz: Escola Estadual Cidade de Hiroshima 

Empoderamento Feminino: Raquel Rosenberg

Incentivo à Leitura e Difusão do Livro: Bruna Vieira

Inclusão Social e Humanitária: Rosa Matsushita

Política Pública em Defesa dos Direitos da Mulher: Albertina Duarte Takiuti

Responsabilidade Social Empresarial: Rosely Ugolini

Saúde da Mulher: Gilze  Maria Costa Francisco 

As vencedoras do Prêmio Sadako Sasaki em prol da Igualdade de Gênero, receberão uma Condecoração de Honra ao Mérito, e terão seus nomes inscritos no Livro de Honra ao Mérito em Prol da Igualdade de Gênero, depositado na Câmara Municipal de São Paulo, em cerimônia comemorativa a ser realizada no dia  06 de agosto de 2016, no horário das 15:00 às 17:00 horas no Auditório Prestes Maia do Palácio Anchieta de São Paulo.

+ sobre o tema

Ninfomaníaca 2 e o direito de não ser “curada”

No episódio de ontem, Joe (Charlotte Gainsbourg) lambia as...

‘Sementes: Mulheres Pretas no Poder’ abre estreia do primeiro cine coletivona no Museu da Maré

Construído na Maré há dois anos, a ação Coletivona lança dia 31...

Elza Soares: “Ainda me machuca a perda dos meus quatro filhos”

Após mais de 60 anos de carreira, Elza Soares...

para lembrar

Além de Queda, Coice!

O que leva a digladiação entre iguais? Dotado de...

O que você faria com mais de R$30 milhões?

Recebemos esse texto e decidimos publicá-lo porque acreditamos que...

Permanência e mudanças: mulheres negras no trabalho

Reivindicações de escravos do século XVIII guardam semelhanças com...

Ser Mulher Negra: trabalho e esforço dobrado

Esse assunto começou como uma luz logo após gravar...
spot_imgspot_img

‘Abuso sexual em abrigos no RS é o que ocorre dentro de casa’, diz ministra

A ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, considera que a violência sexual registrada contra mulheres nos abrigos que recebem desalojados pelas enchentes no Rio Grande...

ONU cobra Brasil por aborto legal após 12 mil meninas serem mães em 2023

Mais de 12,5 mil meninas entre 8 e 14 anos foram mães em 2023 no Brasil, num espelho da dimensão da violência contra meninas...

Após um ano e meio fechado, Museu da Diversidade Sexual anuncia reabertura para semana da Parada do Orgulho LGBT+ de SP

Depois de ser interditado para reformas por cerca de um ano e meio, o Museu da Diversidade Sexual, no Centro de São Paulo, vai reabrir...
-+=