“Previsões furadas: deu caos na mídia”

Site “Muda Mais” questiona reportagens da grande mídia que previam problemas diversos durante a realização da Copa do Mundo; “a Copa está rolando, as pessoas estão felizes, os turistas estão se divertindo e os jogadores e jornalistas estrangeiros estão se encantando. Os estádios ficaram prontos, o caos aéreo não rolou, nem mesmo todos os apagões previstos: de energia elétrica, de mão de obra, telefonia e internet. Sim, se você não se lembra, tudo isso foi previsto pela mídia tradicional no Brasil nos meses que antecederam a Copa do Mundo”, diz o texto

Muda Mais – A Copa está rolando, as pessoas estão felizes, os turistas estão se divertindo e os jogadores e jornalistas estrangeiros estão se encantando. Os estádios ficaram prontos, o caos aéreo não rolou, nem mesmo todos os apagões previstos: de energia elétrica, de mão de obra, telefonia e internet.

Sim, se você não se lembra, tudo isso foi previsto pela mídia tradicional no Brasil nos meses que antecederam a Copa do Mundo. Disseram que os estádios – elemento básico para o evento – só estariam prontos em 2038.

Chegou a Copa e os jogos não estão acontecendo em estádios de hologramas, porque, afinal, estão todos prontos. O caos aéreo não só não rolou, como o índice de voos atrasados (4,2%), durante a Copa, está menor do que o padrão internacional (15%) e o europeu (8,4%). E também menor do que a média brasileira ao longo do ano.

Também previram que alguns estádios inspiravam preocupação com a iluminação e os serviços de telefonia e internet. Pelas fotos postadas nas redes sociais do pessoal durante o jogo, parece que não rolou o apagão da comunicação nos estádios. E o consumo de energia? Caiu durante os jogos. Logo depois do primeiro jogo da Copa, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), informou que o consumo de energia elétrica chegou a cair mais de 20% no Brasil.

Também não foi preciso recorrer à mão de obra estrangeira para suprir a demanda por mão de obra temporária. Os mais de 700 mil empregos temporários gerados estão sendo ocupados por brasileiros.

Mas parece que o caos se deu mesmo, foi na mídia, que quis brincar de vidente e acabou fazendo previsões furadas. De acordo com o dicionário Aulete, jornalismo é “atividade profissional de levantamento, apuração e transmissão de notícias – fatos atuais de interesse público”. Quem faz previsão, é cartomante.

Fonte:brasil247

+ sobre o tema

Portadores de doença falciforme estão sem remédio há cinco meses

Secretaria de Saúde admite o problema e não dá...

Jovens de favelas de São Paulo são treinados para gravar vídeos de abusos policiais

Do encontro com o prefeito Fernando Haddad (PT) às...

Líder do MST é encontrado morto no Rio de Janeiro

Cícero Guedes dos Santos, um dos líderes do MST...

Evento discute o impacto do racismo nas relações de trabalho

Ciclo de palestras é gratuito, mas interessados que quiserem...

para lembrar

Brasil é cobrado na OEA por violência contra índios

Membros da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) questionaram...

Paulo Moreira Leite diz que mídia blinda o PSDB

Segundo ele, "o esquema de autoproteção só foi vencido...

A duras penas

O sistema carcerário brasileiro é um símbolo da omissão do Estado...

Joyce Ribeiro vai ser a primeira mulher negra a mediar um debate presidencial em 68 anos

Desde que assumiu o posto de principal âncora da TV...
spot_imgspot_img

Levantamento aponta crescimento da população de rua em São Paulo

Levantamento do Observatório Brasileiro de Políticas Públicas com a População em Situação de Rua revela aumento do número de pessoas vivendo nestas condições na...

Proposta de Geledés para empoderamento da mulher negra é retomada na ONU

Geledés - Instituto da Mulher Negra, em fala conjunta com as organizações Coalizão Negra por Direitos, Criola e Coletivo Danêji, conseguiu obter bons resultados...

SP inicia campanha de vacinação contra paralisia infantil na segunda

A partir da próxima segunda-feira (27) crianças até cinco anos de idade começam a ser vacinadas contra a Poliomielite (paralisia infantil) no estado de...
-+=