Programa de Educação

Artigo produzido por Redação de Geledés

O Programa de Educação de Geledés constituiu-se numa estratégia de:

  • Sistematizar todo o conhecimento e experiência produzidos por Geledés, colocando-os à disposição do movimento social, através de cursos e outras atividades de formação;
  • Subsidiar professores para a discussão e o trabalho com relações raciais e de género na instituição escolar, tendo como eixo a discussão do racismo e a escola enquanto espaço sócio-cultural, onde os sujeitos envolvidos no processo educativo fazem dialogar as suas identidades;
  • Problematizar os rituais pedagógicos, conteúdos de livros didátieos e posturas pedagógicas que reproduzem o racismo e a discriminação racial, bem como contribuem para a reprodução de papéis socialmente construídos para mulheres e homens e as várias etnias;
  • Contribuir para a construção de novos sujeitos políticos na escola, através do fomento das discussões e necessidades levantadas pelo alunado, especialmente negro, politizando-as e tentando propor encaminhamentos e soluções para que a escola compreenda a diversidade étnico-cultural em seu interior;
  • Estabelecer parcerias com o movimento social, no sentido de formar lideranças capazes de fazer os recortes raciais e de género em todas as suas discussões e atividades;
  • Contribuir para a produção do conhecimento através da educação a partir da inserção das categorias raça e género, quer através da sistematização e análise crítica da produção já existente, quer através da pesquisa inovadora;
  • Produzir material de apoio (publicações e audiovisuais) que subsidiem as atividades de formação do Múcleo, bem como os beneficiários de cursos, seminários, parcerias e demais interessados;
  • Convergir toda a ação e acúmulo das diferentes atividades do Múcleo para nos subsidiar na assessoria e administrações de todos os níveis de formulação de políticas públicas que tenham como eixo de intervenção as necessidades educacionais de alunos negros.

+ sobre o tema

Geledés e o Projeto Geração XXI

O Projeto Geração XXI foi uma ação afirmativa fundamentada...

Geledés participa do IX Foro Hemisférico de la Sociedad Civil y Actores Sociales

GELEDÉS participa do  IX Foro Hemisférico de la Sociedad...

São Paulo abre centro de promoção da identidade negra

A prefeitura da capital paulista inaugurou ontem (8) o...

Geledés Instituto da Mulher Negra elege nova presidenta

Geledés Instituto da Mulher Negra realizou nesta sexta-feira (23), ...

para lembrar

Agenda do vestibulando

INSCRIÇÕES ABERTAS Fonte: Estado de São Paulo  Foto: Arquivo/Marcelo Brandt/G1 Acafe (FURB,...

Vale a pena salvar idiomas?

É relativamente fácil mobilizar uma multidão para salvar as...

CCJ aprova turno de 8 horas no ensino fundamental

Uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que torna obrigatório...

IBGE: Percentual de jovens na universidade dobra em dez anos

Nos últimos dez anos, dobrou a proporção dos jovens...

Ser menina na escola: estamos atentos às violências de gênero?

Apesar de toda a luta feminista, leis de proteção às mulheres, divulgação de livros, sites, materiais sobre a valorização do feminino, ainda há muito...

Como a educação antirracista contribui para o entendimento do que é Racismo Ambiental

Nas duas cidades mais populosas do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo, o primeiro mês do ano ficou marcado pelas tragédias causadas pelas...

SISU: selecionados têm até quarta-feira para fazer matrícula

Estudantes selecionados na primeira chamada do processo seletivo de 2024 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) têm até quarta-feira (7) para fazer a matrícula...
-+=