sábado, maio 28, 2022
InícioGeledésProjetos em AndamentoProjeto de Geledés para educação de meninas negras é contemplado em edital...

Projeto de Geledés para educação de meninas negras é contemplado em edital do British Council

O projeto “Meninas Negras Vão Além: enfrentando a evasão escolar” visa combater a desigualdade educacional de meninas negras que foram fortemente impactadas pelo fechamento das escolas

O Geledés – Instituto da Mulher Negra foi contemplado no edital “Meninas Que Vão Além”, iniciativa do British Council, por meio do programa do governo britânico UK-Brazil Skills for Prosperity, que fomenta projetos de equidade de raça e gênero na educação.

“Ser contemplado no edital demonstra a importância de contemplar ações específicas voltadas para a garantia dos direitos educativos das meninas. É sobre o olhar que está pensando as desigualdades entre as meninas e as diferentes possibilidades na sociedade a partir do pertencimento racial, da renda e das localidades de moradia”, afirma Suelaine Carneiro, coordenadora de Educação e Pesquisa em Geledés. 

A pesquisa “A Educação das Meninas Negras em Tempos de Pandemia: o aprofundamento das desigualdades”, realizada pela instituição em 2021, revelou o quanto a desigualdade educacional no país se agravou com a chegada da pandemia do novo coronavírus, que atingiu principalmente as estudantes pretas e pobres que residem em regiões periféricas. 

Durante o período pandêmico, apenas 58,54% das meninas negras conseguiram realizar suas atividades escolares, enquanto 92,86% dos meninos brancos o fizeram. Além disso, apenas 60,98% das meninas negras tiveram acesso aos materiais didáticos, enquanto meninos brancos tiveram acesso em 100%. 

Acreditando que a educação é uma ferramenta importante no combate a desigualdade racial e de gênero, o projeto “Meninas Negras Vão Além: enfrentando a evasão escolar” visa combater a desigualdade educacional de meninas negras que foram fortemente impactadas pelo fechamento das escolas.

Com o retorno do ensino presencial, a iniciativa irá reforçar a importância da continuidade das atividades escolares e da educação para o desenvolvimento da sociedade.

As jovens terão acesso a uma metodologia exclusiva que as incentiva a buscar estratégias de superação pessoal através da educação. Serão contempladas meninas do Ensino Fundamental II da rede pública de educação da grande São Paulo, com especial atenção às meninas negras, imigrantes e mães.

“A gente precisa discutir a permanência delas e, assim como de toda a população negra, nos índices mais desfavoráveis da nossa sociedade. A gente não vai alterar a sociedade enquanto grande parte de sua parcela viver em situações de extrema vulnerabilidade. O olhar do projeto para as meninas negras é uma forma de contribuir com mudanças efetivas”, conclui Suelaine. 

A iniciativa ‘Meninas Negras Vão Além’ é um desdobramento do projeto “Defesa do direito à educação de meninas negras”, apoiado pelo Fundo Malala e desenvolvido por Geledés, com ações formativas de enfrentamento às desigualdades de gênero e raça junto à Secretaria Municipal de Educação.

O apoio do Fundo Malala é voltado para ações formativas junto à secretaria para diagnóstico de desigualdades de gênero e raça e elaboração de planos de ação intersetoriais de promoção da equidade, e, com o apoio do Conselho Britânico.

Artigos Relacionados
-+=