“Puta” e “vagabunda”, xingamentos usados pela Secretária da mulher de Salvador(BA) contra ex-funcionária

Vem causando perplexidade a divulgação de uma gravação divulgada pelo site Metro 1, da Rádio Metrópole de Salvador(BA), em que mostra a Secretária Municipal da Mulher de Salvador, Taissa Gama, desferindo xingamentos a uma ex- funcionária da secretaria. Mesmo ciente da gravação, Taissa Gama se descontrola e chama, diversas vezes, a ex- colaboradora de “puta” e também de “vagabunda.” A estudante de direito Schirley Pinheiro foi a vítima dos impropérios da secretária que responde, justamente, pela pasta que deveria defender e proteger os direitos da mulher e combater a cultura machista.

Do Preto no Branco

Segundo informações que circulam na imprensa baiana, Taissa ainda ameaçou Shirley com a famosa e arcaica intimidação  “você sabe com quem você está falando?”

A atitude agressiva e reprovável da secretária Taissa vem sendo rechaçada por alguns vereadores de Salvador, a exemplo de Hilton Coelho (PSOL) que criticou a postura da secretária. Para ele, que é membro suplente da Comissão dos Direitos da Mulher, ela deveria ser exonerada pelo Prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).

“O prefeito ACM Neto deu o caso por encerrado dizendo apenas que tudo já estava esclarecido. Não está não. Incentivar o ataque à honra e ao direito da mulher, mesmo que a agressora seja também mulher, é estimular a manutenção de uma sociedade machista e misógina”, disse Hilton Coelho.

A vereadora Aladilce Souza (PCdoB) também se posicionou sobre os xingamentos da secretária de ACM Neto. A vereadora que é presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara Municipal de Salvador, disse que iria discutir o assunto na comissão, mas acredita que trata-se de um caso para exoneração. “Não sei o que levou a secretária a tomar essa atitude, mas é inaceitável uma atitude dessa que desqualifica uma mulher, principalmente vindo de uma gestora de Políticas para as Mulheres. É lamentável, os tipos de ofensas são um absurdo. Do meu ponto de vista é preciso que o prefeito ACM Neto e a secretária se expliquem. Para mim, hoje é um caso de exoneração”, ressaltou Aladilce.

Taissa Gama, que também é presidente do PTB Mulher Bahia e filha de Benito Gama, brigou com sua ex-funcionária, Schirley Pinheiro por conta de postagens que a ex-funcionária fez no Facebook e que a secretária suspeitou que seriam direcionadas a ela.

Em entrevista ao site Varela Notícias, a estudante revelou as conversas gravadas com a secretária.

Confira os áudios das conversas:

Áudio 1

Áudio 2

+ sobre o tema

E se não tivesse havido golpe?

Vejam vocês que ironia. Não tivesse havido golpe, estaríamos...

O que há por trás da alta taxa de estupro na Suécia?

A possível extradição do fundador do WikiLeaks, Julian Assange,...

2014 – O ano em que o Brasil passou a enxergar o racismo

  No final do segundo mês do ano, 2014 já...

Pela primeira vez uma mulher negra venceu no Massachusetts. Reagiu assim

Ayanna Pressley está a caminho de ser a primeira...

para lembrar

Oprah Winfrey faz justiça para Henrietta Lacks

HBO estreia filme que presta homenagem à mulher que...

Liniker se diz privilegiada, mas ainda vê discriminação: “Todo dia”

Liniker falou de sua transexualidade no "Conversa com Bial"...
spot_imgspot_img

Elogio ao estupro e ódio às mulheres

Nem sempre é fácil dizer o óbvio. Mesmo porque, quando essa necessidade se impõe é fundamental entender as razões que estão por trás dela. Mas...

Angela Davis: “O desafio é manter a esperança quando não vemos sinais”

Angela Davis, filósofa professora americana, é como uma estrela de rock do ativismo pelos direitos humanos e do movimento negro. Sua popularidade atravessa gerações...

IBGE: mulheres assalariadas recebem 17% menos que os homens

Dados divulgados nesta quinta-feira (20/06) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que a disparidade salarial entre os gêneros no Brasil se mantém em...
-+=