Quênia escolhe novo presidente; conheça os candidatos

Enviado por / FonteG1

William Ruto, o atual vice-presidente, e Raila Odinga, um líder da oposição, são os dois candidatos a ocupar o cargo de presidente do país africano.

Os eleitores do Quênia votam para escolher um novo presidente e legisladores nesta terça-feira (8), após meses de alta nos preços dos alimentos e de escândalos de corrupção e descrença de que o próximo governo fará alguma mudança.

Um grande número de jovens não se registrou para votar, mostram os números da comissão eleitoral. Muitos dizem estar frustrados com a desigualdade social e com um sistema político cominado por uma elite.

O presidente Uhuru Kenyatta deixa o comando da do país depois de dois mandatos, o máximo permitido.

Os principais candidatos que concorrem para substituí-lo não são caras novas: William Ruto, de 55 anos, foi vice de Kenyatta nos últimos nove anos, embora os dois tenham se desentendido, e Raila Odinga, de 77, é um antigo líder da oposição que, desta vez, ganhou o apoio de Kenyatta.

A votação encerrará uma longa campanha, que começou muito antes do período oficial, em um contexto econômico marcado pelo aumento do custo de vida, devido à pandemia e as consequências da guerra na Ucrânia.

Nos últimos meses, os candidatos participaram de vários eventos eleitorais, de vilarejos isolados até bairros das periferias do país.

As divergências também se espalharam pela internet, acompanhadas por um fluxo interminável de mentiras.

Nação estável, eleições com problemas

O Quênia é uma nação estável em uma região com muita instabilidade. O país abriga a sede de empresas com a Alphabet, Visa e outros grupos internacionais.

O país ainda lembra da saga eleitoral de 2017, quando a Suprema Corte invalidou o resultado devido a irregularidades, algo inédito na África. À espera da segunda votação, manifestações da oposição foram duramente reprimidas pela polícia e terminaram com dezenas de mortos.

Em 2007-2008 foram registrados confrontos étnico-políticos que deixaram mais de 1.100 mortos e centenas de milhares de deslocados.

Desta vez, os pedidos de calma são repetidos.

“Os quenianos esperam que a votação deste ano seja diferente”, afirma um editorial do jornal Daily Nation.

No domingo, a embaixadora dos Estados Unidos no Quênia, Meg Whitman, afirmou que as eleições representam uma “oportunidade para mostrar ao mundo a força da democracia queniana”.

Centenas de observadores internacionais e da sociedade civil serão mobilizados na terça-feira.

A Comissão Eleitoral treinou centenas de conselheiros e aperfeiçoou o sistema de identificação e transmissão eletrônica, e afirma que está preparada para assumir o desafio de uma votação impecável.

+ sobre o tema

Corte internacional julga o Brasil por violações contra quilombolas

A Corte Interamericana de Direitos Humanos (IDH) vai julgar denúncias...

Grande Otelo

Sebastião Bernardes de Souza Prata (Uberlândia MG 1915 1...

Mattiwilda Dobbs

Mattiwilda Dobbs nasceu em 11 de julho de 1925...

Flagrantes do Porto

Aos 56 anos o médico e reverendo irlandês Robert...

para lembrar

Caxias premia vencedores do X Concurso de Poesias

  A Secretaria de Cultura e Turismo e a Academia...

Africanos quebram barreiras, mudam cenário e já somam mais de 2 mil no Ceará

Entre desafios, superações e conquistas, os imigrantes da “Mama...

Iphan lança portal digital de bens culturais imateriais

Um novo portal online, que reúne todos os bens culturais...
spot_imgspot_img

Djonga fará turnê pelos Estados Unidos em julho de 2024

Um dos maiores nome do hip hop nacional, Djonga fará sua segunda turnê nos Estados Unidos. O mineiro leva a turnê "INOCENTE 'Demotape'” para Connecticut, Filadélfia...

A esperança de Martinho em “Violões e cavaquinhos”

Martinho da Vila já brincou mais de uma vez que estava cansado de cantar que a vida ia melhorar, em referência ao refrão do clássico...

Aos 105, Ogã mais velho do Brasil, que ajudou a fundar 50 terreiros só no Rio, ganha filme e exposição sobre sua vida

Luiz Angelo da Silva é vascaíno e salgueirense. No mês passado, ele esteve pela primeira vez no estádio de São Januário, em São Cristóvão,...
-+=