Quilombo “Dos Silva” Titulado no Sul

Fonte: Lista Racial-

 

 

Na Quinta feira, dia 24 de setembro, em uma solenidade simples, com a participação e o apoio de representantes de vários quilombos da grande Porto Alegre, de militantes do MN gaúcho, de sindicalistas, parlamentares e do Coordenador Nacional de Organização do MNU, funcionários do INCRA fizeram a entrega dos títulos de 3 das 5 áreas, sendo que as duas outras já se encontram certificadas faltando somente a titulação definitiva. A área em questão beneficiará 15 famílias.

 

A entrega dos títulos, estava marcada para o dia 25, em uma grande festa, com a participação dos governos municipal, estadual e nacional, mas estranhamente, todo o aparato foi desmontado, logo após a Superintendente do INCRA, no RS, ter se sentido ofendida com resposta do advogado dos quilombolas as suas tentativas de desqualificação e menosprezo com criticas a organização do MN e aos quilombolas presentes em reunião para acerto da organização para a entrega.

 

A alta funcionária do INCRA, sentindo-se injuriada, pediu demissão do cargo, juntamente com sua diretoria, depois de ser questionada, em resposta, “se não seria desorganização e incompetência, não ter tomado qualquer providencia, diante de varias denuncias da Família Silva, que apontavam a presença armada e provocativa de individuo branco, que acabou assassinando duas lideranças quilombolas daquela comunidade, em 04 de dezembro de 2008”.

 

No dia 25 de setembro, sem a presença das “otoridades”, reuniram-se em grande confraternização as principais lideranças do MN, do movimento popular de Porto Alegre, escolas de samba, representações da maioria dos quilombos, da igreja católica, de partidos, do movimento sindical, parlamentares de varias cidades da grande Porto Alegre, deputados estaduais e federais, incluindo uma deputada ligada a luta quilombola, do estado do Espirito Santo e dois Coordenadores Nacionais do MNU – Milton Barbosa e o Reginaldo Bispo.

 

Maravilhosa a confraternização de cerca de 300 lutadores festejando a vitória da “familia SILVA”, com mais de duas horas de manifestações políticas, e no final, regada a samba, churrasco e cerveja.

 

Na entrada do quilombo há um grande prédio construído e embargado judicialmente.

 

Foi emocionante presenciar a conquista de tão importante espaço de cerca de 01 hectare, para aquelas famílias, que vivendo a pelo menos 06 décadas no local, viram o espaço tradicional de seus pais e avós, cercados e reduzido por condomínios de luxo em uma região onde o m2 é o mais caro da capital gaucha.

 

Foram 10 anos de lutas. Sob a pressão de capangas e jagunços ligados a grilagem e a especulação imobiliária. Foram três, as tentativas de despejo com agressões e violência por parte da Brigada Militar, a mando do governo, de um lado e da resistência dos quilombolas e do povo solidário que acorreu em socorro, participando ativamente da resistência ao cerco.

 

Os Silva estão vitoriosos, são o primeiro quilombo urbano titulado em todo o Brasil, e com muita justiça, se constituindo no primeiro elo de uma corrente que há servir de exemplo e de luta e vitória pela titulação de tantos outros no próprio RS, o Pedra do Sal no RJ e os cerca de 5000 quilombos em todo o Brasil.

 

Parabéns e vida longa aos “SILVA” e ao MNU -Movimento Negro Unificado-RS que teve a sensibilidade da identidade e a honra de participar ativamente, desta conquista desde o primeiro momento. Salve todos os quilombolas do Brasil. 29/09/2009. Reginaldo Bispo-Coordenador Nacional de Organização do MNU.

 

+ sobre o tema

Filme de Wagner Moura sobre Marighella abre seleção de atores

Filme de Wagner Moura sobre Marighella abre seleção de...

Adiamento da ação que questiona terras quilombolas visa desmobilizar luta, diz líder

O STF suspendeu, nesta quarta, o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade...

Novembro Negro tem programação unificada na UFMG

Espetáculos culturais, rodas de conversa sobre percurso de alunos...

para lembrar

Prefeitura de Salvador homenageia Mãe Meninha do Gantois

No Ano Internacional dos Afrodescendentes - instituído pela Organização...

A Cor da Indignação

O movimento negro no Brasil é anterior à...

Lançamento do livro autobiográfico de Jurema Batista ‘Sem passar pela vida em branco’

Lançamento do livro autobiográfico de Jurema Batista "Sem passar pela...
spot_imgspot_img

Quem foi Beatriz Nascimento, pioneira nos estudos sobre quilombos

Beatriz Nascimento é uma das intelectuais mais importantes do Brasil. Historiadora, ela foi pioneira nos estudos sobre as comunidades quilombolas no país. No ano passado,...

Inscrições abertas para compor banco de itens do Saeb

As inscrições para credenciamento de colaboradores interessados em compor o Banco de Colaboradores do Banco Nacional de Itens (BC-BNI) do Sistema de Avaliação da...

Liderança de mulheres quilombolas é tema da websérie que será lançada no Dia Internacional da Mulher por grupo de pesquisa da UFV

 Iyalodè, palavra iorubá para "aquela que lidera”, nomeia a primeira temporada da websérie “Meios de Prosa”. Nela, quatro mulheres de comunidades quilombolas de Minas...
-+=