Quilombolas forçam paralisação de atividades da Petrobras em protesto desde último sábado

Quilombolas da comunidade de Porto dos Cavalos, Martelão e Ponta Grossa, localizada na Ilha de Maré, paralisam desde o último sábado (25) uma sonda de perfuração de poços de petróleo da Petrobras como forma de protesto pelo não-cumprimento de promessas feitas pela estatal para desenvolver projetos sociais na região.

De acordo com a porta-voz do movimento, Eliete Paraguassu, a pauta é discutida desde 2003 como contrapartida aos impactos ambientais na comunidade onde estão instalados os equipamentos da empresa.  A comunidade depende do comércio da fauna marinha local.

Até o momento, contudo, a estatal ainda não ofereceu o prometido com a comunidade localizada na Baía de Todos os Santos, o que incluía creche comunitária, inclusão digital e capacitação de capacitação, ainda de acordo com os quilombolas. “Está chegando 2015 e nada foi feito. Resolvemos parar a sonda de perfuração. A comunidade quilombola é único caminho onde a Petrobras entra, e estão impedindo as pessoas de entrarem”, informou Eliete.

Uma assembleia foi realizada na manhã desta quinta-feira (30) entre os quilombolas e representantes da empresa, porém, a comunidade refutou a proposta de fazer uma seleção dos beneficiados pelos projetos. “Não queremos fazer a seleção porque apagaria a memória da comunidade e  todos os conflitos que já aconteceram entre nós e a empresa, que já está aqui no território há 52 anos. Além disso, como a seleção o projeto só vingaria em 2017, queremos isso logo”, disse a porta-voz.

Apesar da comunidade de Porto Cavalos, Martelão e Ponta Grossa estar certificada como quilombola pelo governo federal desde setembro de 2005, Eliete declarou que eles ainda não foram favorecidos com políticas públicas de proteção aos quilombolas. “Estamos ao Deus dará!”, lamentou Eliete. A reportagem buscou mais informações junto a Petrobras mas, até o fechamento da reportagem, não conseguiu contato com a estatal.

Fonte: Combate Racismo Ambiental 

+ sobre o tema

Jennifer Hudson deve cantar em jantar

Jennifer Hudson deve ser a estrela de um jantar...

Lula visita Salvador para assinar o Estatuto da Igualdade Racial

Fonte: Correio24horas- O presidente Luis Inácio Lula da Silva assina,...

Lellezinha: ‘na favela, a gordinha usa cropped e se revela gostosa’

Ela está em todas. Com apenas 18 anos, Lellezinha,...

Estudantes unidos contra o racismo

Alunos apresentam trabalhos relacionados com os temas em debate,...

para lembrar

“Bandido bom é bandido morto”: a ala da Mangueira que fez história

Num dos pontos mais impactantes de seu desfile, a...

No ritmo: professora convida alunos MCs para compor funks sobre as aulas

Em São Paulo, inovação no ensino de História mostra...

Provei que não sou marginal, desabafa Felipe após título carioca

Mesmo sem defender pênalti, goleiro do Flamengo se sentiu...

Abigail Moura e sua Orquestra Afro-Brasileira

Por Jota A. Botelho Orquestra Afro-Brasileira do Maestro Abigail Moura...
spot_imgspot_img

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Nota de pesar: Flávio Jorge

Acabamos de receber a triste notícia do falecimento do nosso amigo e companheiro de militância Flávio Jorge, o Flavinho, uma das mais importantes lideranças...

Estou aposentada, diz Rihanna em frase estampada na camiseta

"Estou aposentada", é a frase estampada na camiseta azul que Rihanna, 36, vestia na última quinta-feira (6), em Nova York. Pode ter sido uma brincadeira, mas...
-+=