Racismo e violência serão combatidos durante Carnaval 2015

Observatório da Discriminação Racial e LGBT, da Violência Contra a Mulher, estará nos principais circuitos de Salvador-BA com 120 observadores. O objetivo é implementar medidas efetivas de combate a esses crimes, além de diminuir as desigualdades ocorridas durante o período

No Seppir 

Casos de racismo, violência contra a mulher e homofobia serão observados atentamente pela Prefeitura de Salvador-BA no Carnaval 2015. O Observatório da Discriminação Racial e LGBT, da Violência Contra a Mulher, iniciativa da Secretaria Municipal da Reparação com apoio da Superintendência de Políticas para as Mulheres, estará nos principais circuitos com 120 observadores com objetivo de implementar medidas efetivas para auxiliar no trabalho de combate a esses crimes e diminuir as desigualdades ocorridas durante o Carnaval.

Serão 40 observadores atuando em cada eixo (racial, LGBT e mulher), além de trabalhar em conjunto com o Ministério Público, Defensoria Pública, Ouvidoria da Guarda Municipal e com a corregedoria da Polícia Militar para coibir qualquer abuso e tratar das questões de forma jurídica e policial.

A secretária da Reparação, Ivete Sacramento, espera que o número de ocorrências neste Carnaval seja zero. “Esperamos um Carnaval da alegria, democrático e que todos possam brincar sem qualquer diferença. Além dos observadores volantes, a secretaria também contará com o Posto Central no Campo Grande e o Observatório Permanente através do site www.reparacao.salvador.ba.gov.br, que também receberá denúncias durante a festa”, explicou.

Para realização deste programa, a Secretaria conta como parceiros o Fórum Baiano LGBT, o Grupo Gay da Bahia, a Faculdade Dom Pedro II, os Shoppings Piedade, Barra e Lapa, além do site Dois Terços e o Correio Nagô.

Secretaria Municipal da Reparação (SEMUR)

+ sobre o tema

Seduc-SP oferece cursos de inglês, espanhol, Libras e mais

Os Centros de Estudos de Línguas da Secretaria da Educação...

Inscrições para o Enem 2024 começam hoje

Começa nesta segunda-feira (27) e vai até 7 de...

FGV e Fundação Itaú oferecem bolsas de mestrado em comunicação digital e cultura de dados

A FGV-ECMI (Escola de Comunicação, Mídia e Informação da...

Projeto de escolas cívico-militares é aprovado na Alesp após estudantes serem agredidos por policiais

O projeto de lei que prevê a implementação das escolas...

para lembrar

Candidatos do ProUni têm até hoje para aderir à lista de espera

Candidatos do ProUni têm até hoje para aderir à...

“Na escola, os meninos negros são os que as pessoas mais querem bater”

Em se tratando do racismo, a omissão, o descaso...

Oficina de Formação “A África nas escolas, uma abordagem sem estereótipos”

O Projeto Afreaka se apresenta como uma Iniciativa multidisciplinar...
spot_imgspot_img

Projeto SETA reforça importância da aprovação de texto elaborado na Conferência Nacional de Educação (Conae), que inclui educação antirracista e ação para a equidade...

O Projeto SETA, iniciativa realizada pela ActionAid, cujo objetivo é transformar a rede pública escolar brasileira em um ecossistema de qualidade social antirracista, acompanha de perto...

Seduc-SP oferece cursos de inglês, espanhol, Libras e mais

Os Centros de Estudos de Línguas da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) estão com inscrições abertas para os cursos de idiomas do...

Inscrições para o Enem 2024 começam hoje

Começa nesta segunda-feira (27) e vai até 7 de junho o período de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2024. No...
-+=