Racismo leva aposentado para a cadeia

Fonte: Cosmo Online –

O aposentado Ariovaldo Luiz Filier, de 55 anos foi preso, acusado de racismo, anteontem (10/09), em Campinas. Ele ofendeu uma atendente da Prefeitura, defronte ao guichê no Paço Municipal. A funcionária vítima de racismo, A.V.S., de 30 anos, chamou a senha do aposentado, e ao ver que a moça, que é negra, o atenderia, Filier começou a xingar. {xtypo_quote}Ele disse: não quero ser atendido por preto. Eu quero ser atendido por uma das duas branquinhas. Preto é tudo safado, não faz nada direito, não vale nada{/xtypo_quote}, lembra a atendente.

Detido, Filier foi levado por guardas municipais para o 13º Distrito Policial, onde foi autuado em flagrante por crime de racismo, e encaminhado para a cadeia anexa ao 2º Distrito Policial, no bairro São Bernardo. Essa não é a primeira vez que o aposentado é acusado de crime deste tipo.

A funcionária contou que tinha terminado um atendimento e, quando chamou a senha, viu o senhor que estava com documentos nas mãos para entregar no guichê em que ela trabalha. “Ele começou a gritar. As pessoas ficaram assustadas e sem entender o que acontecia. Minha supervisora até tentou falar com ele que as outras atendentes estavam ocupadas e eu poderia atendê-lo. Mas ele continuou a ofender a minha raça. Dizia: ‘hoje não vou ser atendido por preto. A sua raça é mentirosa'”, conta a mulher ainda constrangida com a situação.

 

INAFIANÇÁVEL

 

A funcionária disse ao aposentado que o que ele fazia era crime inafiançável e afirmou que chamaria a polícia. Ele continuou gritando e chegou a correr. GMs o detiveram na Rua Benjamin Constant. Levado até a delegacia, o aposentado disse ter esquecido o que tinha acontecido, que teve “um branco”. Mas, depois, falou que estava nervoso com serviço prestado pela Prefeitura e por isto ofendeu a mulher. “Deparei com a moça de cor e fiz a ofensa. Mas, se fosse atendido pelas brancas, também teria ofendido”, disse em depoimento, antes de ser levado à cadeia.

“Não podia deixar isso passar, pois ele não ofendeu só a mim, e sim toda minha raça. Acho que isso servirá como exemplo para muitas outras pessoas que acreditam que negros são inferiores”, desabafou a funcionária pública.

Matéria original

+ sobre o tema

Dizer, Ouvir, Posicionar e Agir para combater o Racismo

“Eu sou uma mulher negra. Eu sou a mulher que,...

Michelle Williams é acusada de racista ao posar como indígena para revista

Por Tatiana Sisti Michelle Williams foi acusada de racismo...

Croácia multada por racismo a Balotelli

  Adeptos croatas usaram objetos pirotécnicos e tiveram conduta imprópria,...

Apple fez emojis negros, o ser humano o transformou em arma para o racismo

Na última semana a Apple inovou e lançou uma...

para lembrar

Sentimento de não pertencer é um desafios para os negros nas universidades

Durante muitos anos, como estudante de doutorado e depois...

São Paulo: homenagem à Rota foi aprovada sob protestos

  Sob protesto de militantes negros e ativistas...

Honorato diz que ainda existe racismo no judô do país

Ex-atleta foi o único homem negro a conquistar uma...

‘Não estou nem aí’, Joaquim Barbosa esnoba cotas raciais

por Mariângela Gallucci - Agência Estado Apenas 1,4% dos magistrados...
spot_imgspot_img

SC tem alta de 51% nos casos de injúria racial e lidera denúncias do crime no país

Em Santa Catarina, seis pessoas procuraram a polícia por dia, em média, para denunciar casos de injúria racial em 2023. No ano passado, 2.280 pessoas sofreram ofensas...

O destino dos negros

A semana em que o Estatuto da Igualdade Racial (lei 12.288/2010) completou 14 anos foi repleta de notícias que atestam o quanto o Brasil está longe...

Roda de samba no Centro do Rio registra dupla imitando macacos em evento: ‘não será tolerado’

O PedeTeresa, roda de samba que acontece na Praça Tiradentes, no Centro do Rio, compartilhou um vídeo de uma dupla imitando macacos em um...
-+=