Racismo – Quatro em cada 10 discotecas espanholas discriminam clientes

Uma organização contra o racismo decidiu testar a forma como os locais de divertimento noturno espanhóis tratam os estrangeiros e concluiu que quatro em cada dez estabelecimentos descriminam clientes devido à sua etnia, noticia o jornal espanhol Público.

A organização SOS Racismo pôs à prova várias discotecas em cinco cidades espanholas e concluiu que quatro em cada dez estabelecimentos de diversão noturna impedem o acesso a clientes por motivos étnicos, de acordo com o jornal espanhol Público.

Foram enviadas, a cada estabelecimento testado, duas pessoas com duas etnias diferentes (negros, latinos e árabes). Para melhor aferir se os estabelecimentos em causa estavam, ou não, a impedir o acesso por motivos discriminatórios, foi enviado primeiro um casal de controlo, formado por espanhóis caucasianos.

De acordo com a mesma publicação, quatro em cada dez discotecas negaram o acesso ou exigiram requisitos especiais só aos estrangeiros, levando a organização a denunciar “um uso incorreto ou abusivo do suposto direito de admissão”.

Os casais tiveram o cuidado de se vestir apropriadamente, eram maiores de idade, não estavam embriagados, nem foram mal-educados e foram escolhidos locais que não estivessem com lotação esgotada ou fora do horário de funcionamento e a conclusão foi clara – existem diferenças de trato unicamente devido aos traços físicos das pessoas.

E quando assim era, os obstáculos apresentados eram sempre os mesmos: “Tem que pagar entrada”; “Só se entra com convite”; “Só entra quem está na lista”; “É uma festa privada”, etc. Na melhor das hipóteses, era permitida a entrada mas com o pagamento de 10 ou 15 euros sem consumo.

Fonte:Noticias ao Minuto

+ sobre o tema

Arte para não morrer sem sonhos

A propósito dos 70 anos de Itamar Assumpção  Por  Maria...

Ela me largou

Dia de feira. Feita a pesquisa simbólica de preços,...

Vídeo estrelado por Ashton Kutcher é tirado do ar por racismo

Após receber severas críticas, um comercial da marca...

para lembrar

Tom Cruise devolve troféus após escândalo de racismo no Globo de Ouro

Diante do escândalo de racismo envolvendo o Globo de Ouro,...

Ministério da Igualdade Racial lidera ações do governo brasileiro no Fórum Permanente de Afrodescendentes da ONU

Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, está na 3a sessão do...

Brasileiros assinam carta em apoio a ativista negro condenado em Portugal

O ativista Mamadou Ba foi condenado a pagar uma...

Não podiam ser chefes. Não queriam ser escravos

SÃO TOMÉ DO PORTO E PRÍNCIPE. Por Daniel Rocha, no...
spot_imgspot_img

Prisão de torcedores deveria servir de exemplo para o futebol brasileiro

A condenação de três torcedores racistas na Espanha demonstra que, apesar da demora, estamos avançando em termos de uma sociedade que quer viver livre...

Futuro da gestão escolar

A educação pública precisa de muitos parceiros para funcionar. É dever do Estado e da família, com colaboração da sociedade, promover a educação de todas as...

Educação para além dos muros da escola

Você pode fornecer escolas de qualidade para os mais pobres e, mesmo assim, talvez não veja a mudança na realidade do país que se...
-+=