Guest Post »

“Ranking da WTA me puniu por engravidar”, reclama Serena Williams

“Quando voltei ao tênis após a licença maternidade, fui punida por tirar um tempo: meu ranqueamento caiu do 1º para o 453º lugar do mundo”

no UOL

Imagem- Robert Deutsch:USA TODAY Sports

Serena Williams deu seu depoimento no Dia Internacional da Mulher à revista “Fortune”. Em um longo texto, a tenista relembra as dificuldades enfrentadas para as mulheres para poderem conciliar a vida profissional com a pessoal e afirma que o ranking da WTA a puniu por ter engravidado – ela era a número 1 do mundo e voltou na posição 453.

“Desde que eu era pequena, sonhava em ser a melhor tenista do mundo. Mas também sonhava em ter uma família. O sonho não era dividido, era sobre ter sucesso nas duas áreas. Eu quero permanecer nesse esporte tempo suficiente para Olympia (filha dela) me assistir, torcer por mim e ter orgulhoso de dizer “essa é minha mãe”. Quero que ela e todas as mulheres saibam que você pode ser o que quiser ser. Sonhem alto. O céu é o limite. Arrisque-se”, escreveu.

Ao falar da queda no ranking da WTA no período em que ficou afastada das quadras, Serena disse ter voltado antes da hora para as competições, o que resultou em uma lesão após sua participação em Roland Garros.

“Quando voltei ao tênis após a licença maternidade, fui punida por tirar um tempo: meu ranqueamento caiu do 1º para o 453º lugar do mundo. Isso me obrigou a voltar mais cedo para disputar Roland Garros, que resultou em uma lesão peitoral que me obrigou a desistir”, relembrou.

“Eu lutei muito, cheguei à final de Wimbledon pouco tempo depois, mas também lutei contra um sistema de ranqueamento tendencioso. Temos que parar de penalizar as mulheres quando elas retomam suas carreiras depois de ter engravidado”, criticou.

Pouco mais de um ano após dar à luz a Olympia, Serena Williams ocupa a 10ª colocação do ranking da WTA. A norte-americana foi vice-campeã de Wimbledon e do Aberto dos Estados Unidos em 2018.

Related posts