Reivindicado há 50 anos, quilombo da Sacopã é reconhecido pelo governo federal

Quilombo da Sacopã: documentação era reivindicada há 50 anos. Na foto, o músico José Luiz Pinto Júnior, uns dos descendentes

Na próxima terça-feira, o governo federal vai entregar a nove famílias da comunidade quilombola da Ladeira Sacopã, na Lagoa, títulos de reconhecimento de domínio sobre uma área de cerca de sete mil metros quadrados. A documentação era reivindicada há 50 anos pelos descendentes de Manoel Pinto, que se instalou ali, com a mulher e os filhos, na década de 20. A doação dos títulos é uma etapa que antecede a posse definitiva do terreno, onde hoje vivem 28 pessoas. A entrega será feita por representantes do Incra e do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Satisfeito com a decisão do governo federal, o músico José Luiz Pinto Júnior, de 72 anos, filho de Manoel, disse que, após a solenidade, haverá uma apresentação de jongo e será servida uma feijoada.

O antropólogo Fábio Reis Mota informou que, desde 1988, quando foi implementada uma lei que concede direitos especiais às comunidades remanescentes de quilombos, apenas duas foram reconhecidas no Estado do Rio:

— O processo de reconhecimento de um comunidade quilombola corresponde a um lento e gradual mecanismo de inserção social de um grupo historicamente excluído de espaços públicos. O acesso à terra e à moradia é um passo importante para uma melhoria do cenário carioca, composto pelas belezas descritas por poetas da bossa-nova de Ipanema e por marcas de tiros de fuzis em favelas.

 

Fonte: O Globo

+ sobre o tema

Como as escolas de samba nos ensinam sobre ancestralidade

Desde que foram criadas, escolas de samba têm sido...

Esperança de justiça une mães de vítimas da violência policial no Rio

A longa espera por justiça é uma realidade presente...

Primeira mulher trans a liderar bancada no Congresso, Erika Hilton diz que vai negociar ‘de igual para igual’

A deputada federal Erika Hilton (PSOL-SP) foi aclamada nesta quarta-feira como...

para lembrar

Novo presidente da Fundação Palmares é nomeado. Publicado hoje, terça-feira no Diário Oficial da União

Novo presidente da Fundação Palmares é nomeado.. Hilton Santos...

A ostentação negra incomoda

Ostentar significa “alarde, exibição vaidosa, vanglória”. Qualquer um pode...

Porque queremos olhos azuis? por Lia Vainer Schucman TEDx SaoPaulo Salon

Porque queremos olhos azuis? por Lia Vainer Schucman. Lia fala...
spot_imgspot_img

Filme de Viviane Ferreira mescla humor e questões sociais com família negra

Num conjunto habitacional barulhento em São Paulo vive uma família que se ancora na matriarca. Ela é o sustento financeiro, cuida das filhas, do...

Quem tem direito de sentir raiva?

A raiva, enquanto afeto humano, legítimo e saudável, é um tema que estou tentando colocar na sociedade brasileira, no debate público, mas encontro tantos...

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...
-+=