domingo, junho 26, 2022
InícioÁfrica e sua diásporaEntretenimentoSegunda semana da 20ª edição do Festival Feira Preta tem show do...

Segunda semana da 20ª edição do Festival Feira Preta tem show do Péricles e talk com Djamila Ribeiro

Programação que acontece diariamente e se estende até 10 de dezembro conta ainda com show do Afrocidade também nesta semana

Com o tema ‘Existe um futuro preto e ele não se constrói sozinho’, a 20ª edição do Festival Feira Preta, maior evento de cultura e empreendedorismo negro da América, co-realizada com o Facebook, inicia a sua segunda semana de programação. Com o melhor do empreendedorismo preto, cultura, inventividade e potência, o festival conta com atrações nacionais e internacionais, entre shows, workshops, espetáculos, intervenções artísticas, painéis e vai até o dia 10 de dezembro.

01 de dezembro 

20h – TODES: Conversando Sobre Música LGBTQIA+

A rapper, cantora, compositora, atriz e ativista da causa indígena e LGBTQIA+  Katú Mirim conversa com a produtora cultura Chardine Taylor Stone  do UK sobre a luta pelos direitos dos LGBTQIA+ e seu impacto na música, com a mediação de Jaqueline Fernandes idealizadora do Festival Latinidades – maior festival de mulheres negras da América Latina e Presidenta do Instituto Afrolatinas.

02  de dezembro – Dia do Samba

17h – Preta Sonora: Samba do Recôncavo Baiano

O samba tem seu dia marcado na Feira Preta, 20 anos. Trazemos o ritmo do recôncavo baiano de Cachoeira, com a Roda Filhos do Caquende e participação da carioca Teresa Cristina. 

19h – Preta Sonora – SHOW DE PÉRICLES  

Péricles é um cantor, compositor e multi instrumentista do samba brasileiro. Nascido em Santo André e hoje fazendo história na Afrocultura Brasileira. Referência no samba, é expoente do samba brasileiro, e hoje dono da sua própria produtora. 

03 de dezembro – sexta

19h – Preta Talk – II Encontro internacional afro-feminismos de Abya Yala: tecnologias ancestrais da diáspora

A partir do protagonismo de mulheres negras de diferentes origens, culturas, identidades e experiências, o II Encontro Internacional Afro-Feminismos de Abya Yala, traz nesta edição a discussão sobre Tecnologias Ancestrais da Diáspora. Esse encontro terá como convidadas Danielle Almeida (Mestre em Ciências da Educação pela Universidad de Monterrey), Ana Mabel Avila Robledo (Mujer Garifuna), Jucilene Viana Jovelino (mulher preta quilombola do recôncavo baiano) e Cindy Patricia Herrera Estrada (Produtora Audiovisual e profissional em Lingüística e Literatura) com objetivo de ecoar reflexões e contribuições de mulheres para a construção de tecnologias de cuidado, sociabilidade, preservação e manutenção da vida e das comunidades. O Encontro Internacional Afro-Feminismos de Abya Yala: tecnologias ancestrais da Diáspora é uma proposta de diálogo, de aproximação do Brasil com a América Latina e Caribe, de encontro e construção de estratégias para o enfrentamento das desigualdades, construção de redes de saberes, de ações e de resistências políticas e culturais que estabelecidas fortalecem e garantem a sobrevivência de traços comuns às experiências da diáspora.

04 de dezembro – sábado

10h – Experiências Pretas na moda com Guia Negro
Experiência virtual por diferentes lugares de moda africana chefiadas por pessoas negras. O Guia Negro visita os ateliês da Magá Moura, Isaac Silva e Xongani para falar de moda afro e dar dicas de compras.

15h – Preta Sonora – SP Perifas Brasilândia convida Tay Olua

Cantora, compositora e produtora cultural da Zona Norte de São Paulo, iniciou sua carreira na música autoral com seu primeiro single “Quem Vai Me Parar?”, e desde então segue seu trabalho independente e em colaborações com coletivos, produtores e artistas como Nayra Lays e Alt Niss.

Tay circulou seus versos por espaços e manifestações culturais da cidade com o CCJ SP, Casa de Cultura da Brasilândia, Centro de Culturas Negras do Jabaquara, Centro Cultural São Paulo e continua somando em projetos independentes como o Espremedor Sessions, o Kingston Sessions e ações do coletivo Leões da Baêa.

17h – Preta Sonora – SP Perifas Cidade Tiradentes convida NP Vocal

Oriundo da Zona Leste de SP, Felipe Machado, mais conhecido como NP Vocal. O cantor e rapper trás em suas influências musicais muito soul músic e R&B com uma pitada original de música preta nacional/brasileira como Tim Maia, Sabotage e sambas de raiz.

NP apresenta no SP Perifas o show “Minha Vida, Meu Show”, com músicas de trabalho homônimo e também do EP “Jazz é Compromisso”, que conta com produções de beatmakers como DJ Cia, Pedro Lotto, Wey e Paiva.

21h – Preta Sonora – Show Afrocidade

A Feira Preta e Converse oferecem o show da banda de Camaçari na Bahia, Afrocidade! O som da banda mistura letras politizadas de denúncia às opressões contra o povo negro a ritmos populares como o arrocha e o pagode, além da música afro, dub jamaicano, reggae, ragga e afrobeat. Tudo isso com um groove percussivo incapaz de deixar qualquer um parado.

A banda é formada pela dupla de bailarinos Guto Cabral e Deivite Marcel, MCDO (vocal), Eric Mazzone (bateria e direção musical), Fernanda Maia (percussão e vocal), Sulivan Nunes (teclado), Fal Silva (Guitarra), Marley Lima (baixo), Manchinha (percussão), Rafael Lima (percussão). Uma Big Band com referências e musicalidades distintas que formam uma unidade.

05 de dezembro – domingo

15h – Preta Sonora – SP Perifas República convida Dois Africanos

Um do Togo. Outro do Benim. Juntos, eles formam o Dois Africanos, dupla composta por Big e Izy, que desde 2012 brindam o público com músicas de um estilo batizado por eles de World Afro Pop (ou, afro pop mundial, em tradução livre ao português).

Embora sejam filhos de África, o Dois Africanos encontra fluência nas águas salgadas e quentes do lado de cá do Atlântico. É que se não fosse a cidade de João Pessoa, na Paraíba, a dupla não existiria.

Os artistas apresentam no SP Perifas o show “Camaleão” com o repertório do último trabalho intitulado “DJAWÁ”, palavra de origem Fõ (um dos idiomas do Benin – país de Big), que significa um convite à alegria, para ser feliz e viver tudo de bom que a vida te reserva. O show contará com a participação do cantor Daniel Yorubá.

19h – TODES – Street Mapping LGBTQIA+: Coletivo Coletores Vs Danielle Brathwaite-Shirley

Street Projection é uma das formas mais eficazes de atingir um público – induzindo-o a parar e considerar a mensagem projetada. As artes projetadas são o resultado da cocriação entre o Coletivo Coletores (BR) e a Danielle Brathwaite-Shirley (UK) ao redor do tópico dos direitos humanos e as comunidades LGBTQIA+.

21h – Preta Talk: Street Mapping, Arte Digital e Comunidades LGBTQIA+

As mesas redondas da Feira Preta trazem especialistas para compartilhar suas experiências e conhecimentos sobre arte digital no espaço público. Nesta conversa o Coletivo brasileiro Coletivo Coletores e a artista visual Danielle Brathwaite-Shirley falam sobre o encontro entre a arte digital e o espaço público e suas possibilidades para a luta pelos direitos das comunidades LGBTQIA+ no Brasil e no UK.

Todos os dias 

Preta Gourmet Week – Visitando Restaurantes
Parceria com restaurantes de afroempreendedores que estarão participando durante do Festival da Feira Preta:

Mama Africa La Bonne Bouffe

Kitanda das Minas

Biyou’z Restaurante Afro

Organicamente Rango

Jerky’s

Espaço Utomi

Preta Gourmet Week – Conhecendo Novas Receitas

A Feira Preta se junta ao Prato Firmeza Preto para desenvolver uma ação de gastronomia. Convidamos restaurantes, para compartilhar conosco uma de suas receitas afrodiaspóricas que pode ser facilmente feita por qualquer pessoa em uma cozinha residencial. Vamos enviar a receita junto com uma caixa de produtos do Assaí Atacadista para um influenciador fazê-la em sua casa e postar nas redes sociais. 

Chefs Pretos: 

Chermoula Cultura Culinária

Baobá Comedoria

Cozinha Omi Odara

Akara Delivery

Kitanda das Minas

Levinho Fit

Sabores de Família

Preto Cozinha

Free Soul Food

Casa de Ieda

Pierry Delivery

Matulas da Nega 

Serviço

Festival Feira Preta 2021 – Existe um futuro preto e ele não se constrói sozinho

Data: de 20/11 a 10/12

Formato: online – Via redes sociais da Feira Preta – @feirapretaoficial

Ingressos: Gratuito

Programação: http://festivalfeirapreta.com.br 

Sobre a Feira Preta

O evento criado em 2002 por Adriana Barbosa como uma feira de produtos de empreendedores negros, hoje é o maior de cultura e empreendedorismo da América Latina, trazendo conteúdos, produtos e serviços que representam o que há de mais inventivo, inovador e criativo em diferentes segmentos. É o maior espelho vivo das tendências afro-contemporâneas do mercado e das artes da América Latina, além de ser o espaço ideal para valorizar iniciativas afro-empreendedoras de diversos segmentos, com acesso desde tecnologia à literatura, de música às artes digitais, sempre apresentando o que há de mais urgente e futurista nas reflexões da existência preta.

Sobre a PretaHub

PretaHub é uma aceleradora do empreendedorismo negro no Brasil. Um hub de criatividade, inventividade e tendências pretas. É uma evolução da experiência de 18 anos da Feira Preta, maior evento de cultura e economia negra da América Latina, que em 2018 atingiu sua maioridade. Quer saber mais? www.pretahub.com

** ESTE ARTIGO É DE AUTORIA DE COLABORADORES OU ARTICULISTAS DO PORTAL GELEDÉS E NÃO REPRESENTA IDEIAS OU OPINIÕES DO VEÍCULO. PORTAL GELEDÉS OFERECE ESPAÇO PARA VOZES DIVERSAS DA ESFERA PÚBLICA, GARANTINDO ASSIM A PLURALIDADE DO DEBATE NA SOCIEDADE.

Artigos Relacionados
-+=