SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA 2010: Pinda valoriza cultura africana em eventos culturais

Olho “Na dança, na literatura, no canto, na imagem, nas palavras. O negro originário e o descente são homenageados em diversos eventos culturais em Pindamonhangaba”

Imagem: divulgação

Para difundir a arte e a cultura africana no Brasil a Prefeitura de Pindamonhangaba, por meio do Departamento de Cultura oferece diversos eventos culturais a partir de segunda-feira (8). Entre os eventos estão apresentações de afro, jazz, mostra de fotografia, artes plásticas e literatura, exposição de máscaras e artesanatos, lançamento de livros, entre outros.

Os interessados em participar da Mostra “Vozes da África” devem procurar o Departamento de Cultura, (rua Dr. Campos Salles, 530, São Benedito), para se inscrever nas  diversas modalidades, como fotografia, artes plásticas e literatura. As inscrições serão recebidas até o dia 12 de novembro, das 8 e 17 horas. O tema da mostra é “A influência da cultura africana no Brasil”.

Os eventos relacionados  ao “Vozes da África” serão realizados por meio da Prefeitura de Pindamonhangaba, Xiré Alamoju, Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra de Pindamonhangaba e Associação dos Artistas Educadores do Vale do Paraíba (Arteduvale).

De 8 a 12 de novembro  serão realizadas as apresentações de afro jazz nas escolas municipais, de 17 a 30 de novembro será feita a mostra “Vozes da África” no museu histórico e pedagógico D. Pedro I e Dona Leopoldina. No dia 20 será comemorado o Dia da Consciência Negra, na praça Monsenhor Marcondes, a partir das 9 horas, com apresentação de maculelê, samba de roda, capoeira e balé afro jazz.

O “Vozes da África” ainda contará com a exposição de máscaras do grupo Arteduvale de 20 a 30 de novembro, das 9h30 às 22 horas, na antiga estação da Estrada de Ferro Central do Brasil. A entrada é gratuita. Também no dia 20,  às 14 horas, haverá o lançamento do livro “Hoje a divindade suprema”, do escritor nigeriano Chef Lance Dadá Okemuyiwa, na travessa Rui Barbosa, 37, centro.

No dia 21 haverá oficinas culturais de danças afro-brasileiras e construção de instrumentos de percussão das 15 às 17 horas. De 23 a 25, das 19h30 às 21 horas, haverá exibição de vídeos e roda de discussão. Na mesma data será oferecida a ‘contação de histórias’, das 14 às 15h30. Todas as atividades mencionada acima serão realizadas na antiga estação da Estrada de Ferro Central do Brasil, com o grupo Arteduvale.

Fonte: Vale News

+ sobre o tema

No barracão da Imperatriz, Raoni e líderes indígenas alertam sobre o Xingu

A dois dias de seu desfile, a Imperatriz Leopoldinense...

“Para branco sempre tem espaço”, diz Vovô do Ilê sobre dívida do bloco afro

Bloco passa por momento complicado, com dívidas que chegam...

Mercado de cosméticos ainda está em falta com a pele negra

A variedade da pele negra é enorme, mas o...

para lembrar

Fundadora de primeiro Terreiro de Candomblé paulistano terá nome de Rua em São Paulo

São Paulo/SP – A Rua Ruiva, logradouro publico localizado...

Quem foi Manuel Querino, intelectual negro baiano nascido há 182 anos

Uma das personalidades mais importantes da história da Bahia...

Evento celebra produção audiovisual de mulheres negras

Brasília recebe, a partir deste domingo (7), a V...
spot_imgspot_img

Álbum de Lauryn Hill é considerado melhor da história em lista da Apple Music; veja ranking

Uma lista publicada pela Apple Music elegeu os 100 melhores álbuns de todos os tempos. Em primeiro lugar, a escolha foi para 'The Miseducation...

Cientistas revelam mistério por trás dos antiquíssimos baobás, as árvores da vida

Cientistas afirmam ter resolvido o mistério em torno da origem dos antigos baobás. De acordo com análises de DNA, as árvores teriam surgido pela primeira...

Spcine marca presença no Festival de Cinema de Cannes 2024 com ações especiais

A Spcine participa Marché du Film, evento de mercado do Festival de Cinema de Cannes  2024 e um dos mais renomados e influentes da...
-+=