Semana Mundial do Aleitamento Materno começa hoje em mais de 170 países

Semana Mundial do Aleitamento Maternocomeça hoje, 1º , e vai até a próxima terça-feira (7/08) em mais de 170 países.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o objetivo é estimular a amamentação e melhorar a saúde de crianças menores de 5 anos em todo o mundo.

Também se destaca dentre os objetivos, estabelecer um comitê nacional de coordenação da amamentação e adotar uma legislação que proteja a mulher que amamenta no trabalho.

A data comemora a assinatura da Declaração de Innoceti, em agosto de 1990, por diversos países – incluindo o Brasil.

A OMS defende que o aleitamento materno é a melhor forma de fornecer ao recém-nascido os nutrientes necessários. A orientação é que o bebê receba exclusivamente o leite materno até os 6 meses e, depois disso, ele seja associado a outros alimentos até que a criança complete 2 anos ou mais.

No caso do colostro (tipo de leite mais grosso e de cor amarelada produzido ao final da gestação), a recomendação é que ele seja fornecido ao recém-nascido até uma hora após o parto.

Dados da organização indicam que a malnutrição responde, direta ou indiretamente, por praticamente uma em cada três mortes entre crianças menores de 5 anos, sendo que mais de dois terços delas são associadas a práticas inapropriadas de alimentação e ocorrem no primeiro ano de vida da criança.

materno

Confira os dez passos definidos pela Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano para o sucesso da amamentação:
– Ter uma política de aleitamento materno escrita, que seja rotineiramente transmitida a toda equipe de cuidados de saúde;
– Capacitar toda a equipe de cuidados da saúde nas práticas necessárias para implementar essa política;
– Informar todas as gestantes sobre os benefícios e o manejo do leite materno;
– Ajudar as mães a iniciar o aleitamento materno na primeira meia hora após o nascimento do bebê;
– Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas dos filhos;
– Não oferecer a recém-nascidos bebida ou alimento que não seja o leite materno, a não ser que haja indicação médica;
– Praticar o alojamento conjunto, permitindo que mães e bebês permaneçam juntos 24 horas;
– Incentivar o aleitamento materno sob livre demanda;
– Não oferecer bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas;
– Promover grupos de apoio à amamentação e encaminhar as mães a esses grupos na alta da maternidade.

 

 

Fonte: Mulher Negra

+ sobre o tema

Professora lança livro sobre mulheres negras de sucesso

A trajetória escolar e profissional de docentes negras, da...

15 filmes dirigidos por mulheres para ver agora

De "Selma" a "Bicho de Sete Cabeças", iG seleciona...

“Não colem em mim esse discurso da meritocracia”, diz Conceição Evaristo

O racismo estrutural e a falta de oportunidades para...

Carta do FMDF ao STJ – Pela LEI MARIA DA PENHA

DO FÓRUM DE MULHERES DO DISTRITO FEDERAL AO SUPERIOR TRIBUNAL...

para lembrar

Casamentos de menores desafiam autoridades alemãs

Matrimônios precoces são fim abrupto da infância e violação...

Simone Biles volta a competir e conquista bronze na trave sob aplausos

Simone Biles enfim voltou a competir nas Olimpíadas de Tóquio, na final...

Sou cineasta negra e quero falar do racismo no audiovisual brasileiro

Há tempos, estamos na luta por outras narrativas possíveis...

Padrões de beleza que adoecem

Sempre fui magra. Anos após entrar na adolescência, comecei...
spot_imgspot_img

O mapa da LGBTfobia em São Paulo

970%: este foi o aumento da violência contra pessoas LGBTQIA+ na cidade de São Paulo entre 2015 e 2023, segundo os registros dos serviços de saúde. Trata-se de...

Grupos LGBT do Peru criticam decreto que classifica transexualidade como doença

A comunidade LGBTQIA+ no Peru criticou um decreto do Ministério da Saúde do país sul-americano que qualifica a transexualidade e outras categorias de identidade de gênero...

TSE realiza primeira sessão na história com duas ministras negras

O TSE realizou nesta quinta (9) a primeira sessão de sua história com participação de duas ministras negras e a quarta com mais ministras...
-+=