SEPPIR fala sobre direitos humanos das mulheres negras na OEA

Audiência é uma solicitação da Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB) e acontece hoje (11 de março), em Washington, D.C.

 

A Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) está representada por Angela Nascimento, secretária de Políticas de Ações Afirmativas, na Audiência 147 – Período Ordinário de Sessões Brasil, convocada pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA). O objetivo é tratar da situação de direitos humanos das mulheres negras brasileiras, referente às condições de saúde e de trabalho doméstico.

De acordo com Angela Nascimento, o Brasil tem implantado, na última década, vários programas para melhorar as condições de vida da população em geral, mas ainda há um quadro de desigualdades em relação aos temas abordados na audiência, com as mulheres negras em posição desvantajosa. “A Secretaria de Ações Afirmativas está coordenando a formulação e pactuação de um conjunto de ações direcionadas às mulheres negras, com vistas à reversão desse quadro. As ações estão voltadas especialmente para as áreas saúde, trabalho e educação, com atenção também ao fortalecimento das organizações de mulheres negras”, afirmou Nascimento.

Solicitada pela Articulação de Organizações de Mulheres Negras Brasileiras (AMNB), a audiência acontece hoje, dia 11 de março, entre 9h e 10h, no Salão Padilha Vidal A, do Edifício GSB da OEA, em Washington, D.C. e contará também com representantes da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) e do Ministério da Saúde.

A justificativa da AMNB se baseou em um estudo realizado pela instituição, cujos resultados apontam as negras como maioria entre as mulheres que realizam trabalho doméstico e, ainda, sem direitos trabalhistas garantidos. Na área da saúde, os dados apontam que em 2010, morreram 2,47 vezes mais jovens negras do que brancas sob influência de determinantes sociais como o racismo e o sexismo.

 

Fonte: Seppir

+ sobre o tema

Escritora Elisa Pereira lança amanhã “Sem Fantasia”, seu segundo livro!

Na próxima terça-feira (29), às 19h, será lançado “Sem...

O conferencismo e o marchismo como formas de lutas políticas

Aconteceu em Brasília, em 18 de novembro, a Marcha...

“O Quarto de Despejo está vivo”, afirma filha de Carolina Maria de Jesus

Em 60 anos do livro “Quarto de Despejo: Diário...

Mulheres Maravilhosas: Cristiane Sobral

Não me lembro exatamente como entrei em contato com...

para lembrar

Camila Pitanga protagoniza viagem incrível à África do Sul

Camila Pitanga embarcou recentemente para uma experiência incrível. Junto...

Filha mais velha de Obama, Malia atrai legião de fãs com seu estilo

Filha do dono da caneta mais poderosa do mundo,...

Marielle, semente! Mulheres negras eleitas provam que luta da vereadora não foi em vão

Apesar da eleição de deputados defensores do porte de...

Ela atuou em uma série da Globo: “Meus 15 minutos de fama quase me destruíram”

A fama é uma amante cruel. Num momento, Jaqueline...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=