Guest Post »

Serena Williams lidera ranking da Forbes de mulheres mais bem pagas do esporte

A tenista, que tentará igualar o recorde de 24 títulos de Grand Slam de Margaret Court no Aberto dos Estados Unidos, ganhou duas vezes mais que qualquer outra atleta feminina fora das quadras

Do Correio do Brasil 

Foto: Aaron Favila / AP

Serena Williams foi a atleta feminina mais bem paga do mundo pelo terceiro ano consecutivo em 2018, segundo uma lista anual publicada pela Forbes na terça-feira que foi dominada por tenistas.

Serena, que deu à luz em setembro passado e voltou a competir em março, lucrou US$ 62 mil com vitórias em 2017, mas recebeu US$ 18,1 milhões graças a um portfólio de patrocínios muito superior ao de todas as mulheres esportistas, disse a revista.

A tenista, que tentará igualar o recorde de 24 títulos de Grand Slam de Margaret Court no Aberto dos Estados Unidos entre 27 de agosto e 9 de setembro em Nova York, ganhou duas vezes mais que qualquer outra atleta feminina fora das quadras, segundo a Forbes.

Caroline Wozniacki

A dinamarquesa Caroline Wozniacki, que conquistou seu primeiro troféu de Grand Slam no Aberto da Austrália deste ano, foi a segunda da lista com seu lucro combinado de US$ 13 milhões, e a atual campeã do Aberto dos EUA, Sloane Stephens, ficou em terceiro lugar, com US$ 11,2 milhões.

A espanhola Garbiñe Muguruza (US$ 11 milhões) e a russa Maria Sharapova (US$ 10,5 milhões) completaram as cinco mais bem pagas.

A jogadora indiana de badminton P.V. Sindhu (US$ 8,5 milhões) e a piloto aposentada Danica Patrick (US$ 7,5 milhões) foram as únicas não tenistas a ficarem entre as 10 mais bem pagas do mundo, ocupando a sétima e a nona posições, respectivamente.

Em junho a Forbes publicou um ranking dos 100 atletas mais bem pagos do mundo que não contava com nenhuma mulher. Serena, a única mulher na lista no ano anterior, perdeu sua vaga enquanto esteve afastada para ter um filho.

Related posts