Serena Williams: ‘Ser uma mulher negra e conseguir fazer algo histórico é indescritível’

A mais nova das irmãs Williams confessou a dificuldade que é ser mãe e atleta ao mais alto nível.

Do Notícias ao Minuto 

Foto: Jeff Gross via Getty Images

Serena Williams concedeu uma entrevista à revista Time onde abordou vários pontos que marcam a atualidade da carreira da tenista norte-americana

A mais nova das irmãs Williams confessou a dificuldade que é ser mãe e atleta ao mais alto nível. “Nunca pensei que seria tão difícil deixar a minha filha sozinha. É complicado deixá-la um minuto sozinha. Dediquei a minha final de Wimbledon a todas as mães que passaram por tantas coisas. Ainda choro em alguns dias. Estou realmente triste. Tive 11 meses difíceis. Se eu consegui fazê-lo, vocês também podem”, confessou a atleta de 36 anos.

Serena Williams garantiu ainda que tem muito para dar à modalidade. “Ainda não terminei, é simples. A minha história não termina aqui”, disparou. A atual 27.ª do ranking mundial voltou a falar da igualdade na modalidade. “Seria bom reconhecer que as mulheres não devem ser tratadas de maneira diferente. Sou uma mulher negra. As mulheres no geral não recebem o mesmo tratamento que os homens que tiveram o mesmo êxito. E eu, ao ser uma mulher negra, fazer algo histórico que nunca se tinha feito é indescritível”, rematou.

+ sobre o tema

Negra sim!?

Cresci sem me reconhecer como criança negra, apesar dos...

Uma pitada de Magia Negra – Em cada conto tem um canto.

Estava eu voltando do mercado, carregada de mudas, ervas...

“Vegana Sem Grana”, ela faz sucesso ensinando receitas acessíveis

Duzentos e cinquenta quilômetros distante da capital, Salvador, Itacaré...

para lembrar

100 anos de samba e a origem negra da música latina

Tanto o samba quanto o tango têm em comum...

Mulheres Negras: PRESENTE!

Artigo em alusão – 25 de julho – Dia...

Em resposta a racismo e bullying, jovem desenha vestido de formatura em estilo africano

A norte-americana Kyemah McEntyre, de 18 anos, conta que,...

Novo filme com Viola Davis e Julia Roberts abordará preconceito racial

O filme será uma adaptação de um livro recém-lançado...
spot_imgspot_img

Negra Li mostra fantasia deslumbrante para desfile da Vai-Vai em SP: ‘Muita emoção’

A escola de samba Vai-Vai está de volta ao Grupo Especial para o Carnaval 2024, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, neste sábado...

Livro põe mulheres no século 20 de frente com questões do século 21

Vilma Piedade não gosta de ser chamada de ativista. Professora da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e uma das organizadoras do livro "Nós…...

“O Itamaraty me deu uma bofetada”, diz embaixadora Isabel Heyvaert

Com 47 anos dedicados à carreira diplomática, a embaixadora Isabel Cristina de Azevedo Heyvaert não esconde a frustração. Ministra de segunda classe, ela se...
-+=