Sete países africanos ganham medalhas na 14ª edição do campeonato mundial de Atletismo

\\

Sete países africanos figuram na tabela das medalhas da 14ª edição do Campeonato Mundial de Atletismo da Federação Internacional do Atletismo Amador (IAAF) encerrada este domingo em Moscovo (Rússia).

Desporto – Sete países africanos figuram na tabela das medalhas da 14ª edição do Campeonato Mundial de Atletismo da Federação Internacional do Atletismo Amador (IAAF) encerrada este domingo em Moscovo (Rússia). Trata-se do Quénia, da Etiópia, do Uganda, da Côte d’Ivoire, da Nigéria, do Botswana e do Djibuti.

O Quénia, que figura na primeira posição do quadro africano, classificou-se no quarto lugar mundial com três medalhas de ouro, quatro de prata e três de bronze, seguida da Etiópia, a quinta na classificação geral com três medalhas de ouro, três de prata e quatro de bronze.

O Uganda ocupa a terceira posição africana e posiciona-se no 11º lugar mundial com uma medalha de ouro, enquanto a Côte d’Ivoire, a quarta para África e 19ª no mundo, totaliza duas medalhas de ouro, seguida da Nigéria, na quinta posição africana e 22ª mundial, com duas medalhas de prata.

O Botswana ocupa a sexta posição em África e 25ª posição na classificação geral, com uma medalha de ouro, diante do Djibuti, o sétimo em África e 33º em geral, com uma medalha de bronze.

O país anfitrião, a Rússia, venceu a primeira posição mundial com sete medalhas de ouro, três de prata e cinco de bronze, diante dos Estados Unidos, com seis medalhas de ouro, 11 de prata e três de bonze, seguidos da Jamaica com quatro medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze.

A 14ª edição desta competição mundial, organizada bienalmente, iniciou-se a 10 de agosto último.

 

Fonte: África21

+ sobre o tema

Hit nas passarelas, Burkina Faso redescobre o Koko Dunda, a ´chita` nacional

Antes, andar em “pagne” era sinal de pobreza. Tanto...

Gratuita e online, mostra América Negra traz 35 filmes de dez países

Quando se pensa em cinema, os Estados Unidos ocupam...

“Mãe coragem” luta pela paz onde os homens falharam

Catherine Samba-Panza, a nova presidente interina, tem um ano...

para lembrar

Histórico! Ouça o álbum póstumo do Sabotage

A espera terminou irmãs e irmãos. Estamos sem palavras....

Ameaçado por cortes na cultura, cinema negro brasileiro é reconhecido fora do país

Invisibilizado e muitas vezes ignorado pelos festivais brasileiros, o...

Rio de Janeiro sediará evento sobre “O Negro no Cinema Brasileiro”

A atração será gratuita e completamente aberta ao público...
spot_imgspot_img

Estou aposentada, diz Rihanna em frase estampada na camiseta

"Estou aposentada", é a frase estampada na camiseta azul que Rihanna, 36, vestia na última quinta-feira (6), em Nova York. Pode ter sido uma brincadeira, mas...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...
-+=