Sheron Menezes e Big Richard gravam hoje (12/4), em Brasília, apresentação de documentário sobre censos e afrodescendentes

Dupla aderiu voluntariamente ao projeto para tornar material mais próximo da população, especialmente dos afrodescendentes durante a rodada dos censos de 2010-2012. Conteúdo terá nova exibição na TV Brasil Internacional e para emissoras associadas da Ibero-América e de 14 países da América Latina

 

 

 

Brasília (Brasil) – A atriz Sheron Menezes e o apresentador Big Richard gravam nesta segunda-feira (12/4), nos estúdios da Tv Brasil, em Brasília, a apresentação do documentário “As Américas têm cor:

afrodescendentes no século XXI”. Composto de matérias que retratam a realidade da população negra do Brasil, Equador, Panamá e Uruguai, o documentário revela a expectativa dos afrodescendentes em torno do levantamento de dados

referentes à raça e etnia nos censos nacionais.

 

As reportagens foram produzidas nos meses de novembro e dezembro de 2009 – numa parceria entre UNIFEM Brasil e Cone Sul (Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulh

er), Grupo de Afrodescendentes nos Censos das Américas e TV Brasil/Canal Integración -, e exibidas ao longo do mês de janeiro de 2010, para as emissoras parceiras da TV Brasil/Canal Integración da Ibero-América e para 14 países da América Latina. No Brasil, a série foi exibida na TV Brasil, NBr, TV Senado, TV Câmara, Canal Futura, entre outras emissoras. No rol de parceiros, o projeto conta ainda com o apoio das marcas Vide Bula e Camisaria Colombo no figurino utilizado pelos apresentadores no documentário.

 

A dupla de apresentadores negros aderiu voluntariamente ao projeto de apresentação do documentário por compreender se este um momento decisivo para informar as populações negras das Américas sobre a rodada do censo de 2010-2012 e a importância de afirmação da identidade negra. Sheron Menezes – é uma das atrizes negras em carreira ascendente na Rede Globo, participa desta edição da Dança dos Famosos do Domingão do Faustão e recentemente atuou na novela Caras e Bocas, com a personagem Milena -, foi sensibilizada a apresentar o documentário por sua mãe, a escritora Vera Linda Menezes.

 

Em setembro do ano passado, Vera Linda acompanhou o seminário estadual O Negro na Mídia – A Invisibilidade da Cor, realizado em Porto Alegre pelo Núcleo de Jornalistas Afro-brasileiros do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul. “É fundamental levar a informação do censo para a população negra e trazer elementos que facilitem a identificação negra para afirmação da nossa descendência africana”, aponta Vera Linda Menezes, autora do livro Princesa Violeta, que trabalha a temática racial no imaginário infantil a partir de personagens negros.

 

Apresentador do programa Para Todos da TV Brasil, Big Richard é bastante conhecimento no cenário cultural e artístico por ser músico, rapper e engajado com a valorização da identidade negra. Foi colaborador da Revista Raça Brasil e apresentou, nos idos do ano 2000, um quadro no programa Fantástico da Rede Globo sobre a periferia e o movimento hip hop. Um dos rostos negros da TV Brasil, Big Richard tem estabelecido a ponte entre a efervescência cultural negra no Brasil e em países africanos. Recentemente, produziu uma série de reportagens sobre o país africano Guiné Bissau.

 

Dados de raça e etnia nos censos de 2010

Os censos geram informações primárias que vão derivar em dados estatísticos confiáveis e influenciar, pelo menos por uma década, a análise de indicadores sobre o modo de vida dos afrodescendentes.

Após a finalização do documentário, o material será novamente exibido para a rede de emissoras parceiras da TV Brasil na Ibero-América e nos 14 países americanos. No Brasil, a parceria entre UNIFEM Brasil e Cone Sul e Ministério da Cultura vai distribuir o documentário para os pontos de cultura afro, de gênero e de audiovisual instalados em todos os estados. A rede de distribuição prevê ainda envio dos DVDs para tevês educativas, culturais, universitárias e comunitárias de todo o Brasil, além de organismos de igualdade racial e de política para as mulheres. O documentário terá legendas em Espanhol e Inglês para ampliar a exibição e o consumo do conteúdo para diferentes públicos.

 

 

Assessoria de Comunicação

 

 

Fonte: Afrocensos

+ sobre o tema

para lembrar

Afrodescendentes: grito unânime contra a exclusão

Havana (Prensa Latina) A paradisíaca cidade hondurenha de La...

Hoje na História, 1931, 80 anos da Frente Negra Brasileira

"A Frente Negra Brasileira foi fundada em 16 de...

A Força do Axé – Representação criminal contra agressões a comunidade do Terreiro de Mina no Maranhão

A assessoria jurídica do FERMA, Dr. Nonato Masson, protocolzou...
spot_imgspot_img

João Cândido e o silêncio da escola

João Cândido, o Almirante Negro, é um herói brasileiro. Nasceu no dia 24 de junho de 1880, Encruzilhada do Sul, Rio Grande do Sul....

Levantamento mostra que menos de 10% dos monumentos no Rio retratam pessoas negras

A escravidão foi abolida há 135 anos, mas seus efeitos ainda podem ser notados em um simples passeio pela cidade. Ajudam a explicar, por...

Racismo ainda marca vida de brasileiros

Uma mãe é questionada por uma criança por ser branca e ter um filho negro. Por conta da cor da pele, um homem foi...
-+=