Skinhead agride negro e mulher em metrô de São Paulo

Foram divulgadas nesta terça-feira imagens da câmera de vigilância do metrô de São Paulo que flagram um skinhead batendo em um negro e em uma mulher na plataforma do metrô em fevereiro deste ano.

O rapaz, que estava acompanhado de duas mulheres, parece provocar um homem negro, eles discutem e então começa a agressão. As duas jovens que o acompanhavam tentaram separar a briga e também foram atingidas com socos no rosto pelo jovem membro de um grupo de skinheads, identificado como Alcebíades Custódio Neto. Ele vestia uma camiseta preta e usou um soco inglês na agressão.

A briga só terminou quando um segurança do metrô chegou ao local. Alcebíades Neto foi indiciado por lesão corporal grave e responde ao processo em liberdade.

Fonte: EM

+ sobre o tema

Miss é eliminada por ser mãe. Em que ano estamos?

Elas precisam ser lindas, altas e magras. Além disso,...

MinC seleciona projetos de hip-hop inscritos no Prêmio Cultura Viva

A Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural do Ministério...

Perfeição do racismo brasileiro transforma algoz em vítima

O racismo é um crime perfeito. É com essa frase...

para lembrar

Olivier Rousteing: ‘A moda é racista’

Único negro à frente de uma grife de luxo,...

Revista Jackie – Após criar polêmica racista com Rihanna, editora de revista pede demissão

por Heloisa Toplian Comentamos por aqui o bafo envolvendo...

Procon-SP notifica shopping após mãe denunciar racismo

O Procon-SP notificou ontem o Bourbon Shopping São Paulo...
spot_imgspot_img

Quanto custa a dignidade humana de vítimas em casos de racismo?

Quanto custa a dignidade de uma pessoa? E se essa pessoa for uma mulher jovem? E se for uma mulher idosa com 85 anos...

Unicamp abre grupo de trabalho para criar serviço de acolher e tratar sobre denúncias de racismo

A Unicamp abriu um grupo de trabalho que será responsável por criar um serviço para acolher e fazer tratativas institucionais sobre denúncias de racismo. A equipe...

Peraí, meu rei! Antirracismo também tem limite.

Vídeos de um comediante branco que fortalecem o desvalor humano e o achincalhamento da dignidade de pessoas historicamente discriminadas, violentadas e mortas, foram suspensos...
-+=