Spike Lee critica falta de diversidade da Academia ao receber Oscar honorário

“É mais fácil ser presidente dos Estados Unidos como negro do que ser o chefe de um estúdio”, disse o cineasta

Do ROLLING STONE

Foto: Chris Pizzello/AP

Spike Lee criticou a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas durante o discurso dele ao receber um Oscar honorário na noite do último sábado, 14, pela aparente negligência da associação em relação à indicações de negros ao prêmio.

“Todo mundo aqui provavelmente votou em Obama”, disse ele na conclusão da passagem de 18 minutos pelo palco. “Mas nos escritórios [de Hollywood], não vejo nenhum negro exceto o segurança que checa meu nome na lista conforme eu entro em um estúdio.”

Ele acrescentou: “Então podemos falar ‘Yabba yabba yabba’, mas nós devemos ter uma conversa séria sobre diversidade e tirar algo disso. É mais fácil ser Presidente dos Estados Unidos como negro do que ser o chefe de um estúdio ou de um canal de TV.”

Ele também agraciou o presidente da Academia, Cheryl Boone Isaacs, por promover mudanças nas fileiras da instituição. Mas ele também pegou os ouvintes com uma ressalva: “Não sei se vocês sabem, mas Departamento de Censo dos Estados Unidos diz que no ano de 1943, norte-americanos brancos serão minoria neste país.”

“Pessoas em condições de se esconder, é melhor vocês ficarem espertas”, disse, em conclusão, Spike Lee. “Sua mão de obra deveria refletir a maneira que é o país”. A cerimônia de sábado foi feita para prestar o homenagem honorário a Lee e às atrizes Gena Rowlands e Debbie Reynolds. A Academia chamou o diretor de “um campeão dos filmes independentes e uma inspiração para jovens cineastas.”

+ sobre o tema

Egonu recebe solidariedade de premiê da Itália após relatar racismo

 Vítima de racismo, Paola Egonu, estrela da seleção italiana...

Só quem nunca sofreu racismo na vida que pensa que isso é mera injúria

A minha posição, no sentido de que a injúria...

Brasileiros não confiam em prefeituras para prevenir desastres climáticos

Todos os anos, organizações, institutos de pesquisa e governos...

Governo Lula terá até 10 chances de reduzir desigualdade racial no Judiciário

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) enfrenta pressão para ajudar...

para lembrar

Racismo afecta identificação com a dor física do outro

  Os cérebros das pessoas racistas praticamente não...

O consenso das gentes

Por: Edson Cardoso Uma empregada doméstica uniformizada serve a refeição....

Oito motivos para ver ‘Marighella’

Há um rol de motivos para brasileiras e brasileiros...

“Que desenvolvimento é esse que traz morte?”, questiona pescadora e líder quilombola

Eliete Paraguassu denuncia racismo ambiental e falta de ações...
spot_imgspot_img

Mortes pela polícia têm pouca transparência, diz representante da ONU

A falta de transparência e investigação nas mortes causadas pela polícia no Brasil foi criticada pelo representante regional para o Escritório do Alto Comissariado...

Presos por racismo

A dúvida emergiu da condenação, pela Justiça espanhola, de três torcedores do Valencia por insultos racistas contra Vini Jr., craque do Real Madrid e da seleção brasileira. O trio...

Formação territorial do Brasil continua sendo configurada por desigualdades, diz geógrafo

Ao olhar uma cidade brasileira é possível ver a divisão provocada pela segregação espacial no território, seja urbano, seja rural. A avaliação é fruto...
-+=