quinta-feira, dezembro 1, 2022
InícioQuestão RacialCasos de RacismoSuspeita de racismo abala ministro francês

Suspeita de racismo abala ministro francês

Fonte: Diário do Pará –

 

Uma denúncia de discriminação atingiu na noite de quinta-feira o ministro do Interior da França, Brice Hortefeux, que foi flagrado por um vídeo amador fazendo comentários preconceituosos sobre descendentes de árabes. “Um deles tudo bem. É quando há muitos que vêm os problemas”, afirmou.

A revelação deu início a uma mobilização do governo para desacreditar a gravação, mas contradições do ministro reforçam as acusações de preconceito.

Hortefeux foi flagrado no dia 6, durante o encontro anual de seu partido, a União por um Movimento Popular (UMP), no País Basco francês.

A gravação mostra uma conversa descontraída entre o ministro e o líder da bancada da UMP na Assembleia Nacional, Jean-François Copé. Dos dois, aproximou-se o jovem Amine Benalia-Brouch, francês filho de pai argelino, que lhe pede uma fotografia.

Hortefeux, falando sobre árabes e auvergnats – os nascidos na Occitânia, região no sul do país -, comenta: “Ele não corresponde nada ao estereótipo.” A seguir, completa: “Um deles tudo bem. É quando há muitos deles que vêm os problemas.”

Posto no ar pelo site do Le Monde, o vídeo foi visto por mais de 800 mil internautas em 24 horas. A repercussão negativa piorou quando Hortefeux, que foi ministro da Imigração, caiu em contradição ao tentar se defender. À emissora i-Télé, afirmou que se referia ao número de fotos: quando é com uma pessoa, tudo bem; quando é com várias, o problema aumenta. Mas, minutos depois, afirmou à rádio RTL que se referia aos auvergnats, e não aos descendentes de árabes. (AE)

Matéria original

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench