SZA vai receber o prêmio de Mulher do Ano pela Billboard

Enviado por / FonteDo Gshow

'S.O.S.', álbum mais recente da cantora americana, está no topo das paradas de sucesso há sete semanas nos Estados Unidos

A cantora SZA vai receber o Prêmio de Mulher do Ano no Billboard Women in Music Awards, evento que celebra as contribuições de mulheres que atuam na indústria fonográfica como artistas, produtoras e executivas.

O prêmio será entregue em uma cerimônia realizada no próximo dia 1º de março, em Los Angeles, EUA. A honraria já foi concedida a artistas como Olivia RodrigoBillie EilishMadonnaLady GagaTaylor Swift e Beyoncé.

SZA — nome artístico de Solána Imani Rowe — colhe os frutos do sucesso de seu trabalho mais recente, o álbum SOS, lançado em dezembro de 2022. O disco, o segundo de sua carreira, está há sete semanas consecutivas no topo da parada de sucessos Billboard 200. A principal canção do álbum é “Kill Bill”, música que se inspira no filme de Quentin Tarantino para imaginar uma vingança contra um ex-namorado.

Sucesso do álbum ‘SOS’ garantiu a SZA o melhor momento de sua carreira (Foto: Reprodução/Instagram)

O primeiro disco da carreira de SZACtrl (2017), segue na parada de sucessos da Billboard desde seu lançamento há seis anos. O trabalho carrega o recorde de maior número de semanas consecutivas na parada de sucessos entre os discos de estreia lançados por cantoras negras.

Um dos principais nomes da nova geração de cantoras de R&B, SZA já foi indicada ao Oscar e ao Globo de Ouro de melhor canção original por “All The Stars”, colaboração com o rapper Kendrick Lamar que foi destaque na trilha sonora do filme Pantera Negra (2018). Ela também recebeu 14 nomeações ao Grammy e levou o gramofone de ouro para casa por “Kiss Me More”, pareceria com Doja Cat que venceu na categoria de Melhor Performance de Dupla/Grupo Pop em 2022.

O Billboard Women in Music Awards também irá premiar artistas como Becky G, Kim Petras e Lana Del Rey em sua edição de 2023.

+ sobre o tema

Mano Brown responde a Lobão

Lançando o livro Manifesto do Nada na Terra do...

Mulher nigeriana lança rede de TV de entretenimento

Uma mulher que pode ser considerada a Oprah Winfrey africana...

Representação de negros nos quadrinhos segue estereótipos, revela pesquisa

Existe estereotipização na forma como os negros são retratados...

‘No Brasil, o preconceito aparece como um vírus’, declara Taís Araújo para revista

O jornalista Lauro Jardim escreveu há uma semana na Veja que a Fifa teria preterido Camila...

para lembrar

“Perdi meu emprego por ser negra” conta gerontóloga Thádia Marques

A gerontóloga Thádia Marques, 30 anos, de São Paulo,...

Jéssica Ellen, de ‘Totalmente demais’, fala de racismo: ‘Precisamos ser representados’.

Dandara dos Palmares lutou pela libertação dos negros no...

Primeiro Emprego

Recentemente o jornal O Estado de São Paulo publicou...
spot_imgspot_img

Ela me largou

Dia de feira. Feita a pesquisa simbólica de preços, compraria nas bancas costumeiras. Escolhi as raríssimas que tinham mulheres negras trabalhando, depois as de...

“Dispositivo de Racialidade”: O trabalho imensurável de Sueli Carneiro

Sueli Carneiro é um nome que deveria dispensar apresentações. Filósofa e ativista do movimento negro — tendo cofundado o Geledés – Instituto da Mulher Negra,...

Andréia Regina Oliveira Assunção Santos e os desafios da maternidade são destaque do mês no Museu da Pessoa

Quando estava no último ano do curso de administração de empresas, Andréia engravidou pela primeira vez e enfrentou uma série de desafios, como as...
-+=