sexta-feira, outubro 30, 2020

    Tag: elite

    Abolição da escravidão em 1888 foi votada pela elite evitando a reforma agrária, diz historiador

    Em 13 de maio de 1888, há 130 anos, o Senado do Império do Brasil aprovava uma das leis mais importantes da história brasileira, a Lei Áurea, que extinguiu a escravidão. Não era apenas a liberdade que estava em jogo, diz o historiador Luiz Felipe de Alencastro, um dos maiores pesquisadores da escravidão no Brasil. Outro tema na mesa era a reforma agrária. Por Amanda Rossi Do BBC Escravos trabalham em uma plantação de café no Brasil (THE NEW YORK PUBLIC LIBRARY) O debate sobre a repartição das terras nacionais havia sido proposto pelo abolicionista André Rebouças, engenheiro negro de grande prestígio. Sua ideia era criar um imposto sobre fazendas improdutivas e distribuir as terras para ex-escravos. O político Joaquim Nabuco, também abolicionista, apoiou a ideia. Já fazendeiros, republicanos e mesmo abolicionistas mais moderados ficaram em polvorosa. "A maior parte do movimento republicano fechou com os latifundiários ...

    Leia mais

    “Estamos assistindo a uma espécie de revanche das elites”

    O dominicano Xavier Plassat, um dos líderes da luta contra o trabalho escravo na Comissão Pastoral da Terra, fala sobre o governo Temer Por Leneide Duarte-Plon , do Carta Capital  Aqui ficou o nome do grande advogado dos trabalhadores O jovem estudante de Sciences Po de Paris – que tinha um pôster de Marighella em seu quarto – tornou-se dominicano, apoiou o atormentado frei Tito de Alencar no seu último ano de vida no convento francês e, depois de repatriar o corpo do amigo, em 1983, resolveu instalar-se no Brasil e pôr em prática as ideias da Teologia da Libertação na opção preferencial pelos pobres.  Depois de quase 30 anos de vida no interior do Pará e Tocantins, Xavier Plassat, de 67 anos, é atualmente o coordenador da campanha nacional da Comissão Pastoral da Terra (CPT) contra o trabalho escravo. Ele veio a Paris para a missa de corpo presente do dominicano Henri des Roziers, jurista que dedicou ...

    Leia mais

    “Brasil tem elite que se considera superior e que, por isso, acha que tem direito a saquear a coisa pública”, diz historiador

    Em entrevista à DW Brasil, historiador diz que é preciso combater uma sociabilidade que se baseia em tratar o público como o privado: "Há uma elite que se considera realmente superior ao restante da população." Por Clarissa Neher, do DW Protesto contra corrupção em Brasília Há pouco mais de 80 anos do lançamento do clássico Raízes do Brasil, o "homem cordial" de Sérgio Buarque de Holanda, que não distingue o público do privado, parece ainda presente na sociedade brasileira, apesar das previsões do intelectual que a cordialidade desapareceria com a industrialização. Em 1936, Sérgio Buarque de Holanda apresentou pela primeira vez o conceito, resultado de uma sociedade rural autoritária caracterizada pela família patriarcal. Segundo o intelectual, esse homem cordial dominou as estruturas públicas do país, usando-as em benefício próprio. No entanto, não foi exatamente isso o que ocorreu. Para o historiador João Cezar de Castro Rocha, a cordialidade é uma característica ...

    Leia mais

    Escola de elite, a R$ 8 mil por mês, será inaugurada em São Paulo

    Alunos de 5 anos são fluentes em mandarim e inglês e o lanchinho do recreio é lagosta orgânica. Fundador da escola nos EUA diz que a mesma São Paulo, que tem algumas das piores escolas estaduais do país, tem uma demanda “maravilhosa” por esse tipo de ensino. Da Revista Fórum  Se você é trabalhador e vive com a grana contada, seu filho vai ter que encarar uma das escolas mantidas pelo governador tucano citado em delação por corrupção Geraldo Alckmin. Lá, como todos sabem, seu herdeiro terá o privilégio de contar com salas deterioradas, professores abnegados e mal pagos, um ensino completamente ultrapassado e, é claro, a criminalidade comendo solta no entorno e dentro das salas de aula. Mas, se você é da turma do governador e seus aliados, lê o blog da filha dele, que é produzido dentro do Palácio Bandeirantes, ou seja, se você é daqueles que tem dinheiro ...

    Leia mais

    Ministério Público é formado por elite masculina, branca e rica

    Segundo estudo, MP não é uma instituição democrática sob o aspecto da participação popular e do ingresso de minorias e das camadas mais baixas da sociedade Por Maurício Thuswohl Do Carta Maior Uma das três instituições públicas mais confiáveis aos olhos da sociedade brasileira, segundo pesquisa divulgada este ano pela Fundação Getúlio Vargas, o Ministério Público viu aumentar seu prestígio desde o início da Operação Lava Jato. Identificados com o atual momento de apelo popular ao combate à corrupção no meio político e empresarial brasileiro, os promotores e procuradores que compõem o MP em nível federal e nos estados, no entanto, estão longe de formar uma instituição que possa ser considerada democrática sob os aspectos da participação popular e do ingresso das minorias e das camadas mais baixas da sociedade em suas fileiras. Essa é uma das principais conclusões da pesquisa “Ministério Público: guardião da democracia brasileira?”, realizada pelo Centro de ...

    Leia mais

    Rapper brasileiro é alvo de racismo: “Esse foi um tiro de elite”

    Dughettu conta que foi levar seu cachorro no veterinário e quando retornou se deparou com cascas de banana colocadas por todo seu carro Do Revista Fórum Em um post na sua página do Facebook, o rapper brasileiro Dughettu relata algo grave que aconteceu com ele no último domingo (18). Depois de levar seu cachorro no veterinário, o cantor e compositor se deparou com bananas arremessadas em vários pontos do seu carro. Ele disse que registrou um boletim de ocorrência na delegacia e solicitou as imagens das câmeras que possam ter flagrado o momento do ocorrido. “Hoje fui vítima de um ataque racista. Fui junto com meu irmão fazer a eutanásia do meu cão de 19 anos que estava em estágio terminal na clínica GATO XADREZ em São Cristóvão. Parei meu carro num estacionamento de rua ao lado de uma fileira de 15 carros. Fiquei por 30 min na clínica e ...

    Leia mais

    ‘Meus pais me prepararam para a guerra’: a vida de uma menina negra nascida na elite

    A cineasta Sabrina Fidalgo sabe bem o que é ser única, em todos os sentidos da palavra. Por Noemia Colonna, da BBC  Nasceu e cresceu em ambientes de elite em que, como norma, era a única negra. Durante a infância, na escola, em festas, nas aulas de inglês, no balé, no grupo de amigos, nas lojas e em tantos outros espaços frequentados por famílias com renda equivalente à sua era comum olhar ao redor e não ver ninguém da sua cor. "Eu cresci em meio a brancos, em ambientes sociais em que praticamente não existiam negros", relembra. Aos 36 anos e divorciada, Sabrina continua sendo exceção na área em que trabalha, a indústria cinematográfica. Nos festivais e eventos que frequenta, costuma ser olhada com um já conhecido espanto. O preconceito, mesmo sem intenção, vem muitas vezes sob a forma de um elogio que revela, na verdade, a surpresa com o falso ...

    Leia mais

    Eleonora de Lucena: elite deu tiro no pé com o golpe

    Editora da Folha entre 2000 e 2010, a jornalista Eleonora de Lucena publica um importante artigo nesta terça-feira, em que denuncia como as elites brasileiras foram míopes ao apoiar o golpe de 2016, que levou o vice Michel Temer ao poder provisório; "A elite brasileira está dando um tiro no pé. Embarca na canoa do retrocesso social, dá as mãos a grupos fossilizados de oligarquias regionais, submete-se a interesses externos, abandona qualquer esboço de projeto para o país", diz ela; "O impeachment trouxe a galope e sem filtro a velha pauta ultraconservadora e entreguista, perseguida nos anos FHC e derrotada nas últimas quatro eleições. Com instituições esfarrapadas, o Brasil está à beira do abismo. O empresariado parece não perceber que a destruição do país é prejudicial a ele mesmo"; ou seja: para destruir o PT, o Brasil decidiu se autodestruir Do Brasil 247 Editora-executiva da Folha de S. Paulo entre ...

    Leia mais

    Onde andam os indignados de junho de 2013?

    Há três anos, de repente, não mais que de repente, milhares de brasileiros foram às ruas protestar contra tudo e todos: a corrupção, a má qualidade dos serviços públicos e o descontentamento com a classe política. “Vocês não nos representam”, diziam os cartazes. No dia 20 de junho de 2013 as manifestações assumiram seu caráter mais violento e político, com tentativa de invasão do Congresso e de incêndio contra o Itamaraty. O Brasil nunca mais foi o mesmo, mas hoje, com a presidente reeleita em 2014 afastada, o governo interino alvejado por denúncias de corrupção que derrubam ministros em série e alcançam o presidente interino, sem falar no derretimento moral do Congresso, com as políticas públicas, inclusive as de mobilidade urbana, sendo desmanchadas, por onde andam aqueles indignados? Do Brasil247 O estopim, dias antes, fora o aumento de R$ 0,20 no preço do transporte coletivo em São Paulo,  mas as ...

    Leia mais

    A vida de uma babá no clube mais seleto do Rio de Janeiro

    Normas do exclusivo Country Clube proíbem as empregadas de usarem os banheiros dos sócios Babá conta seu dia a dia entre a elite carioca Por MARÍA MARTÍN, do El Pais Gabriela* é babá de duas crianças de três anos e ainda não sabe como explicar para elas que os pufes onde elas sentam para assistir televisão no clube privado mais exclusivo do Rio de Janeiro não são para que ela se sente. As almofadonas coloridas da sala de brinquedos não ostentam uma placa de proibição, mas as funcionárias sabem e contam que as “normas invisíveis” que garantem a ordem no Country Clube de Ipanema têm uma função fundamental: “manter cada um no seu lugar”. “O problema para mim não é sentar no chão, não. Para mim é complicado porque as crianças costumam dormir no meu colo enquanto assistem a TV. Aí, como eu não posso sentar, tenho que fazê-las dormir antes ...

    Leia mais

    Desigualdade crescente reproduz cenário pré-revoluções, avalia economista

    João Sicsú defende criação de sistema tributário mais rigoroso no mundo inteiro Por Pamela Mascarenhas Do Jornal do Brasil O sistema econômico e social em vigor tem produzido uma situação cada vez mais insuportável para 99% da população mundial. A tendência é o cenário ficar semelhante ao do início do século passado, quando explodiram revoluções que alteraram profundamente os rumos da história. A análise é do professor do Instituto de Economia da UFRJ, João Sicsú, que critica a prática de lucros elevados e pagamento de impostos reduzido por parte dos mais ricos, o que que piora a vida de trabalhadores em todos os países, mesmo nos que tinham um "capitalismo mais civilizado" até pouco tempo. Enquanto investidores e autoridades de Estado manifestam suas preocupações com a possibilidade de uma nova crise mundial, aumenta o fosso entre a parcela dos mais ricos e o resto da população. Relatório da organização Oxfam, chamado Uma economia a ...

    Leia mais

    O Brasil no mundo: Um desenho para quem tem complexo de vira-lata entender

    A ilustração que retirei do Facebook da comunidade Planeta Fascinante é daquelas que quase dispensam legenda. Por Fernando Brito Do Limpinho e Cheiroso Ainda assim, é só olhar quem são os países que somam território, população e riqueza econômica. Os cinco que ocupam a área de intersecção dos três conjuntos. Deveria ser o que bastasse para entender que o Brasil é um país com destino próprio, não o de ser um satélite. Como para ver onde estão nossas sinergias. Repare, não disse ideologias. Disse oportunidades. Embora assim tão obvio, a elite brasileira não consegue enxergar. Tem na cabeça que o Brasil deveria ser uma sub-Miami. A burrice é uma coisa muito difícil de combater, porque prescinde de argumentos e sustenta verdades que ouviu de alguém e as repete. Quem sabe assim, desenhando?

    Leia mais

    ‘A empregada tem carro e anda de avião. E eu estudei pra quê?’

    Se você, a exemplo dos professores que debocharam de passageiro “mal-vestido” no aeroporto, já se fez esta pergunta, parabéns: você não aprendeu nada Por Matheus Pichonelli Do Pensador Anonimo O condômino é, antes de tudo, um especialista no tempo. Quando se encontra com seus pares, desanda a falar do calor, da seca, da chuva, do ano que passou voando e da semana que parece não ter fim. À primeira vista, é um sujeito civilizado e cordato em sua batalha contra os segundos insuportáveis de uma viagem sem assunto no elevador. Mas tente levantar qualquer questão que não seja a temperatura e você entende o que moveu todas as guerras de todas as sociedades em todos os períodos históricos. Experimente. Reúna dois ou mais condôminos diante de uma mesma questão e faça o teste. Pode ser sobre um vazamento. Uma goteira. Uma reforma inesperada. Uma festa. E sua reunião de condomínio será ...

    Leia mais

    ‘Apenas a elite de São Paulo e do país tem acesso à USP’

    Aluno de geografia elaborou estudo sobre composição racial da instituição: pesquisa mostra que negros são maioria apenas entre trabalhadores terceirizados. Por Nadine Nascimento Do Carta Maior "A Universidade de São Paulo é branca, seus alunos e professores são brancos, os negros são minoria na USP. Os negros só são maioria entre os funcionários terceirizados da limpeza, segurança, alimentação, com condições de trabalho precárias, atraso de salários e outros ilegalidades denunciadas inúmeras vezes pelos funcionários e pelo Sindicato dos Trabalhadores da USP", diz estudo que retrata a distribuição espacial de negros na Universidade de São Paulo. "Onde estão os negros na USP?" publicado no blog "Desigualdades Espaciais", é um conjunto de mapas que apresenta a distribuição racial na instituição. Feito pelo estudante de geografia Hugo Nicolau, o estudo constatou que o número de negros na Universidade de São Paulo é ainda muito desproporcional em relação à sociedade em geral. Através da análise de dados do ...

    Leia mais
    Marcelo Carnaval/Ag. O Globo

    “A herança dos últimos 15 anos foi a ascensão dos excluídos”

    Presidente do Ipea critica os vícios do pensamento brasileiro por Miguel Martins, do Carta Capital  Atual presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o sociólogo Jessé de Souza é conhecido pelo pensamento agudo e a argumentação desassombrada. Seu novo livro, A Tolice da Inteligência Brasileira, confirma essas características. Ao analisar o desenvolvimento do pensamento no e sobre o País, Souza não poupa ninguém, nem mesmo Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de Holanda. Segundo ele, o pensamento culturalista brasileiro tornou-se um instrumento das elites para influenciar a classe média na demonização das instituições e da classe política, o que esconderia a verdadeira intenção da parcela mais rica do País: apropriar-se novamente do Estado brasileiro. Na entrevista a seguir, Souza também critica o conceito de nova classe média criado por seu antecessor no Ipea, Marcelo Neri. Os setores médios tradicionais, argumenta, possuem privilégios não materiais inacessíveis aos novos trabalhadores. Essa classe ...

    Leia mais

    Para desvendar o elitismo do Judiciário brasileiro

    Tese de doutorado começa mapear a teia de relações aristocráticas e capitalistas que torna Justiça tão favorável ao poder e hostil aos pobres Por Cida de Oliveira, na Outras Palavras Há, no sistema jurídico nacional, uma política entre grupos de juristas influentes para formar alianças e disputar espaço, cargos ou poder dentro da administração do sistema. Esta é a conclusão de um estudo do cientista político Frederico Normanha Ribeiro de Almeida sobre o Judiciário brasileiro. O trabalho é considerado inovador porque constata um jogo político “difícil de entender em uma área em que as pessoas não são eleitas e, sim, sobem na carreira, a princípio, por mérito”. Para sua tese de doutorado A nobreza togada: as elites jurídicas e a política da Justiça no Brasil, orientada pela professora Maria Tereza Aina Sadek, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, Almeida fez entrevistas, analisou currículos e biografias e ...

    Leia mais

    As cotas universitárias são importantes também porque incomodam a elite

    Quando o tema das cotas sociais ou raciais vem à tona, aqueles que lhes são contrários sempre formulam a seguinte questão: em vez de fixar cotas, por que não melhorar a educação de base? Ou, ainda, presumindo que isso não esteja ocorrendo, indagam: por que não fixar as cotas e, paralelamente, melhorar a educação de base? Por Gabriela Japiassú Viana, do Justificando Não pretendo, neste breve ensaio, opor-me categoricamente a essa posição, visto que sequer a considero completamente destituída de fundamento. A uma, porque as cotas não excluem necessariamente outras medidas de naturezas diversas. A duas, porque, deveras, as normas jurídicas que tratam do tema prescrevem que as ações afirmativas são políticas de caráter provisório . O que, ao menos a princípio, causa certa estranheza é que, via de regra, aqueles que alardeiam essas questões pouco falavam sobre as condições calamitosas do ensino público antes da consolidação da política de cotas ...

    Leia mais

    Países do Brics partilham sistema de mídia que defende interesses da elite, diz pesquisadora

    Raquel Paiva, coordenadora de estudo que mapeia a mídia no bloco emergente e professora da UFRJ, aponta similaridades do jornalismo nos cinco países Por Dodô Calixto , do Opera Mundi Raquel Paiva é a pesquisadora responsável por coordenar o núcleo brasileiro de pesquisa que faz um mapeamento da mídia nos Brics. Em entrevista a Opera Mundi, a professora de comunicação da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) apresentou os primeiros resultados do estudo comparativo do Brasil com Rússia, Índia, China e África do Sul. A perspectiva inicial é que os problemas de concentração e os interesse econômicos e políticos a frente dos veículos de comunicação é uma questão em comum entre os países do bloco emergente.Na esteira do crescimento dos Brics, Raquel acredita no esforço conjunto de grupos de pesquisa, profissionais e sociedade civil para que o bloco emergente possa também representar um novo modelo comunicacional contra-hegemônico. Opera Mundi: Por ...

    Leia mais

    Estudante de Medicina é atacada após discurso em cerimônia do Mais Médicos

    Estudante de Medicina da UFRN é atacada por médicos e alunos após discursar na cerimônia de dois anos do Programa Mais Médicos. Ana Luiza Lima falou sobre as transformações que a educação provocou na sua vida a partir de incentivos de políticas públicas e foi chamada de “Vadia”, “ignorante”, “médica vagabunda pobre”, entre outros impropérios Do Pragmatismo Politico A estudante de medicina Ana Luiza Lima, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), denunciou, em seu perfil no Facebook, as ofensas sofridas após discurso (vídeo abaixo) na cerimônia de dois anos do Programa Mais Médicos, em Brasília. Luiza falou sobre as transformações que a educação provocou na sua vida, a partir da oportunidade de estudar medicina por políticas públicas do governo Dilma Rousseff. “Vadia”, “ignorante”e “médica vagabunda pobre” foram alguns dos adjetivos usados por médicos e estudantes para ofendê-la. “Fui atacada em minha página pessoal brutalmente por médicos e ...

    Leia mais
    O estudante britânico Adam Smith (reprodução)

    Estudante britânico comenta o complexo de vira-latas dos brasileiros

    "O Brasil tem uma reputação invejável no exterior, mas os brasileiros, às vezes, parecem ser cegos para tudo exceto o lado negativo". Estudante de Oxford em estadia no Brasil comenta o complexo de vira-latas dos brasileiros e diz considerar deprimente o endeusamento de alguns aos Estados Unidos como modelo de sociedade por Adam Smith, estudante de Oxford e blogueiro da BBC, no Pragmatismo Político  Pouco depois de chegar a São Paulo, fui a uma loja na Vila Madalena comprar um violão. O atendente, notando meu sotaque, perguntou de onde eu era. Quando respondi “de Londres”, veio um grande sorriso de aprovação. Devolvi a pergunta e ele respondeu: ‘sou deste país sofrido aqui’. Fiquei surpreso. Eu – como vários gringos que conheço que ficaram um tempo no Brasil – adoro o país pela cultura e pelo povo, apesar dos problemas. E que país não tem problemas? O Brasil tem uma reputação ...

    Leia mais
    Página 1 de 3 1 2 3

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist