sexta-feira, abril 16, 2021

Tag: privilégios

Imagem- Napy

Sobre colorismo, privilégios e identidade racial

Durante a maior parte da minha vida eu me senti confortável com a denominação de “morena”. Filha de mãe branca e pai negro, me definir como uma mistura que transita no espectro racial sempre me pareceu a opção mais viável. E mais do que isso, a mais apaziguadora, por assim dizer. Negra, eu? Jamais. Até sardas no rosto eu tenho, ué. Boca fina, corpo nada curvilíneo. Morena parecia ser o termo certo pra mim. por Letícia Castor Moura de Sousa para o Portal Geledés Imagem- PASHA GRAY - Napy Até fazia mais sentido, se parássemos para pensar. Tive privilégios socioeconômicos desde sempre, estudei em ótimas escolas particulares e tive acesso a espaços cujo tratamento raramente seria direcionado a uma pessoa negra. Pelo menos negra de verdade, sabe?Pele escura, nariz largo, gengiva protuberante, os traços estereotipados a imagem que temos no imaginário social. Mas, não posso negar que, ...

Leia mais

“Deixar pra lá” é um privilégio

É inegável que as declarações machistas do publicitário Washington Olivetto sobre publicidade voltada para o empoderamento feminino, em entrevista publicada na BBC Brasil na última semana, são absurdas. Sendo assim, elas merecem ser questionadas, debatidas e confrontadas. Ou será que não? no Think Olga Enquanto um grupo tecia críticas ao publicitário nas redes sociais, outro argumentava que o que foi dito precisava ser ignorado, pois Olivetto seria “muito ultrapassado”, “muito velho” ou “muito homem” para opinar sobre o assunto nos dias de hoje; logo, não é merecedor da atenção ou da “audiência” dos leitores. Desse modo, ambos os lados acabaram criando uma alvoroço em torno do que foi dito, mas pouca reflexão que saltasse de suas bolhas individuais na internet. Pensando nisso, a Think Olga preparou uma série especial de reportagens sobre como esse caso expõe diferentes problemas sociais e de gênero, sempre, de certo modo, colocando mais empecilhos para ...

Leia mais

A festa dos meus privilégios

Quem são as pessoas de quem a gente se esqueceu? Por Alex Castro enviado Para o Portal Geledes Era um happening cult, de gente bonita e descolada, na cobertura de um amigo, em frente ao parque da cidade. Cheguei, não vi ninguém conhecido e fui para a varanda, apreciar um pouco a vista, quando um moço negro veio falar comigo: — Beleza, Paulo, tudo bem? — Hã... Desculpa, a gente se conhece? — Uma vez. Você não vai lembrar. Na sala de espera da Acme, junho de 2003. Lembrou? — Acho que não... — Era uma entrevista para gerente de atendimento, não lembra mesmo? Você chegou logo que eu estava saindo, a gente fez um gesto assim com a cabeça um pro outro, bom dia, bom dia, pá, pá. — Faz tanto tempo... Desculpa. Realmente não lembro. — Não precisa pedir desculpas, imagina!, que besteira. Aliás, soube que você levou a ...

Leia mais

‘A empregada tem carro e anda de avião. E eu estudei pra quê?’

Se você, a exemplo dos professores que debocharam de passageiro “mal-vestido” no aeroporto, já se fez esta pergunta, parabéns: você não aprendeu nada Por Matheus Pichonelli Do Pensador Anonimo O condômino é, antes de tudo, um especialista no tempo. Quando se encontra com seus pares, desanda a falar do calor, da seca, da chuva, do ano que passou voando e da semana que parece não ter fim. À primeira vista, é um sujeito civilizado e cordato em sua batalha contra os segundos insuportáveis de uma viagem sem assunto no elevador. Mas tente levantar qualquer questão que não seja a temperatura e você entende o que moveu todas as guerras de todas as sociedades em todos os períodos históricos. Experimente. Reúna dois ou mais condôminos diante de uma mesma questão e faça o teste. Pode ser sobre um vazamento. Uma goteira. Uma reforma inesperada. Uma festa. E sua reunião de condomínio será ...

Leia mais

O adolescente do Morro do Papagaio e o adulto de Stanford

Recentemente li no jornal "O Globo" que uma comediante norte-americana cometeu uma série de infrações, na cara dos policiais, e não foi presa por nenhum deles. Ela tentou mostrar com seu vídeo que, por ser branca, tinha privilégios -- se um negro tivesse feito a mesma coisa, provavelmente teria ido em cana, ou até sido morto. A provocação ocorre num momento em que os EUA vivem sérios problemas com mortes de jovens negros por policiais, desde o crime em Ferguson, quando o adolescente negro Michael Brown, de 18 anos -- que estava desarmado -- foi morto a tiros por um policial branco, que pouco depois foi inocentado pelo Grande Júri, levando o país inteiro a protestar. por Cristina Moreno de Castro post originalmente publicado no Blog da Kikacastro do Brasil Post Bom, será que no Brasil a coisa é muito diferente? Basta ver o raio-X do sistema penitenciário brasileiro para perceber que não: nossos presos são, em ...

Leia mais

Prisão Privilégio

Estamos algemadas à Prisão Privilégio quando simplesmente nos recusamos a encarar e reconhecer nossos privilégios, mesmo quando eles estão em nossa cara, gritando e bufando. por Alex Castro no Papo de Homem enviado para o Portal Geledés Quando pergunto se as pessoas são ricas, elas ou dão respostas abstratas ("sou rico em oportunidades") ou negam ("olha, eu até ganho bem, mas não me considero rica porque não consigo comprar tudo o que eu quero."). Ninguém acha que é rica, ou que é privilegiada, pois isso acarretaria obrigações sociais que queremos evitar, uma autoimagem da qual fugimos. O privilegiado é sempre um outro. * * * Quem são as pessoas privilegiadas No Brasil, classe média é quem tem renda mensal per capita menor que R$1.019. Só 20% de pessoas brasileiras ganham mais de R$1.019: essas pessoas, queiram ou não, esperneiem ou não, fazem parte da classe alta, da elite econômica do Brasil. E quem ganha mais de R$2.400 (sempre mensal per capita) faz parte ...

Leia mais

Para Chico César, preconceito vem de quem perdeu privilégios

Bruno Garcez Manifestações de preconceito como as expressas em redes sociais após a apuração de votos no primeiro turno das eleições, que deram uma ampla vantagem à candidata do PT Dilma Rousseff nas regiões Norte e Nordeste, vêm de "gente assustada por ter de dividir o elevador social com quem antes ia pelo elevador de serviço". A opinião é do cantor e compositor paraibano Chico César, um dos entrevistados pelo #salasocial - o projeto da BBC Brasil que traz à tona temas de repercussão nas redes sociais. "Claro que há esse tipo de visão ainda, mas ela depõe mais contra quem a expressa do que contra os nordestinos ou nortistas. Trata-se de gente que perdeu privilégios ou que se sente insegura nem por ter perdido, mas por perceber que o outro que se encontrava abaixo dele na possibilidade de acesso aos bens e serviços agora não está mais. Encontra-se mais ...

Leia mais

Quais as razões do desconforto de alguns com o atual governo

Marcio Pochmann Com a introdução das políticas governamentais voltadas à universalização de oportunidades, os antigos monopólios sociais foram afetados, abrindo maiores chances da ascensão sem o prévio carimbo classificatório de origem social Neste ano em que o Brasil realiza a sua sétima eleição presidencial desde o fim da ditadura militar (1964-1984), podem ser identificados alguns sinais de desconforto com o governo da presidenta Dilma. Em geral, localiza-se no segmento detentor do maior nível de renda a parcela significativa de reclamações, o que possivelmente aponta para as dores do parto da nova sociedade fluida em construção no País. Nos dias de hoje, o conjunto de alterações no interior da sociedade brasileira compara-se – guardada a devida proporção – à transição para a sociedade urbana e industrial da década de 1930, que rompeu com o padrão de imobilidade social vigente ao longo da antiga e primitiva sociedade agrária. Naquela oportunidade, a situação ...

Leia mais

“O racismo produz privilégios”, diz Jurema Werneck em entrevista ao Correio

A fundadora da ONG Criola estará na capital para participar da conferência Legados dos ialodês: samba e resistência feminina Por:Adriana Izel Fundadora da ONG Criola, Jurema Werneck é do tempo em que as universidades públicas ainda não adotavam o sistema de cotas para negros. Ela fez toda a trajetória acadêmica em escola pública e, ao contrário das estatísticas, graduou-se em medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e virou doutora em Comunicação. Sexta (25/7), às 14h30, a estudiosa — nascida e criada na favela Morro dos Cabritos, em Copacabana (RJ) — estará na capital para participar da conferência Legados dos ialodês: samba e resistência feminina. “Vou propor que as pessoas pensem sobre esse tema. Porque nós sabemos que as mulheres negras no Brasil são bastante vitimadas pela violência que o racismo, a exclusão e a desvalorização significam. Pelo samba, elas fizeram uma importante ação política de afirmação da ...

Leia mais

Quadrinista Tailor: “As pessoas têm problemas em rever privilégios”

Artista quer desistir do curso de Jornalismo para usar seu trabalho em defesa das minorias Por Isadora Otoni Os mais de 25 mil seguidores da página Tailor e do seu conteúdo não têm a menor ideia de quem está por trás dela. Trata-se de uma pessoa que tem apenas 20 anos, do Rio das Ostras (RJ), e que não esperava tanta repercussão em relação a seu trabalho. Afinal, ainda nem terminou o curso de Jornalismo, o qual pensa em abandonar para se dedicar à arte feita para as minorias. Por Skype, Tailor Vinhoza conta que os quadrinhos que mais geram polêmica tratam dos preconceitos contra o funk. Entretanto, sempre que defende a parcela oprimida da sociedade suas publicações ficam repletas de comentários negativos. “As pessoas têm problemas em rever privilégios”, analisa. Alguns de seus trabalhos são feitos em solidariedade, mas grande parte da discriminação abordada por Tailor é sofrida na ...

Leia mais

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist