Temer sugere que foi “obrigado a trair”, diz colunista do Globo

“Vejo, nas entrelinhas, uma velha estratégia masculina de inverter culpa e sugerir que foi ‘obrigado a trair'”, escreve Flávia Oliveira sobre a carta do vice à presidente Dilma Rousseff; ela questiona ainda: “Se há cinco anos o vice se sente desrespeitado pela presidente, por que aceitou encabeçar com ela a chapa da reeleição?”; para ela, “claramente, o vice abraça a possibilidade de assumir a Presidência”

No Brasil247 

Em uma análise sobre a carta do vice-presidente, Michel Temer, à presidente Dilma Rousseff, “vazada” à imprensa na noite desta segunda-feira, a jornalista Flávia Oliveira, colunista do jornal O Globo e comentarista na Globonews, afirma ver, “nas entrelinhas, uma velha estratégia masculina de inverter culpa e sugerir que foi ‘obrigado a trair'”.

Flávia questiona ainda: “Se há cinco anos o vice se sente desrespeitado pela presidente, por que aceitou encabeçar com ela a chapa da reeleição?”. “E, tendo feito, esperou pela mais grave crise institucional para desembarcar do governo e despejar suas mágoas”, comenta. Para ela, “claramente, o vice abraça a possibilidade de assumir a Presidência”.

Leia abaixo a íntegra do texto, publicado em sua página no Facebook:

REFLEXÕES NA MADRUGADA INSONE

“Sempre tive ciência da absoluta desconfiança da senhora e do seu entorno em relação a mim e ao PMDB”, escreveu Michel Temer na carta à Dilma, revelada pelo craque Jorge Bastos Moreno. E eram confiáveis o vice e seu partido? A carta repleta de mágoas me causou algumas impressões:

 

1) Temer escancarou a importância da distribuição de cargos nesse já carcomido sistema de presidencialismo de coalizão. Há pelo menos três parágrafos com referências a nomeações e distribuição de emendas. Tenho a impressão de que já fomos mais discretos (ou cinicos).

2) O vice ameaça Dilma, apresentando-se como o nome capaz de unificar o país, já que seria o único a dialogar com a oposição. Não é à toa que ele cita DEM, PSB e PV, legendas com colorações ideológicas variadas. Temer se coloca como herói do impeachment, para aglutinar o apoio de quem se sente desconfortável com as manobras de Eduardo Cunha. Vai ser difícil acreditar na imagem legalista que o vice gosta de exibir publicamente.

3) Se há cinco anos o vice se sente desrespeitado pela presidente, por que aceitou encabeçar com ela a chapa da reeleição? E, tendo feito, esperou pela mais grave crise institucional para desembarcar do governo e despejar suas mágoas. Claramente, o vice abraça a possibilidade de assumir a Presidência. Sublinha, inclusive, seu programa econômico, que sugere ter respaldo da sociedade.

3) Vejo, nas entrelinhas, uma velha estratégia masculina de
inverter culpa e sugerir que foi “obrigado a trair”. (Esta é uma observação de gênero. Muitos não entenderão.)

4) Por fim, como se diz nos procedimentos de emergência da aviação: “Em caso de despressurização, máscaras cairão”… No Brasil, agora, está tudo às claras, sem máscaras. É questão de escolher o lado.
‪#‎sigamos‬

+ sobre o tema

STF começa a julgar nesta terça (18) supostos mandantes da morte de Marielle

O Supremo Tribunal Federal (STF) inicia, na tarde desta...

PL antiaborto viola padrões internacionais e ameaça vida, diz perita da ONU

O PL antiaborto viola padrões internacionais de direitos humanos...

Prefeitura de São José dos Campos retira obra sobre mulheres cientistas das escolas

A prefeitura de São José dos Campos (SP) recolheu...

A direita parlamentar parece ter perdido sua bússola moral

Com o objetivo de adular a extrema direita e...

para lembrar

“Sempre Teremos 999 Pessoas Odiando Para Cada Pessoa Que Pensa. Isso Às Vezes Me Dá Ódio”

“O ódio é uma interrupção do pensamento e uma...

Lula e a pequenez dos medíocres

Por: LULA MIRANDA Nunca antes na história desse país se...

Periferias são o alvo do racismo ambiental

Será que quando a gente pensa em mudanças climáticas,...

Seleçao brasileira: Os soldados de Dunga

Por: FERNANDO DE BARROS E SILVA SÃO PAULO -...

Janja defende direito ao aborto legal, diz que projeto é ‘absurdo’ e afirma que Congresso deve garantir acesso ao SUS

A primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja, afirmou que do projeto de lei (PL) 1904, que quer colocar um teto de 22 semanas no acesso ao...

Saiba quem são os deputados que propuseram o PL da Gravidez Infantil  

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12), a tramitação em regime de urgência do projeto de lei que equipara aborto acima de 22 semanas...

Com PL do aborto, instituições temem mais casos de gravidez em meninas

Entre 1º de janeiro e 13 de maio deste ano, foram feitas 7.887 denúncias de estupro de vulnerável ao serviço Disque Direitos Humanos (Disque...
-+=