Ufes vai investigar denúncia de fraude no sistema de cotas

Enviado por / Fontedo G1

Vestibulandos fraudam autodeclaração etnicorracial, segundo denúncia. Se for comprovado, alunos que praticaram fraude terão matrículas anuladas.

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) disse que vai investigar as denúncias de fraude no sistema de cotas. Segundo nota publicada nesta quinta-feira (25), foi instaurado um processo administrativo para apurar o caso.

No dia 13 de fevereiro, o Coletivo Negrada, organização de estudantes universitários negros e indígenas, protocolou uma denúncia no Ministério Público Estadual (MP-ES) e no Ministério Público Federal (MPF) sobre vestibulandos que fraudam a autodeclaração etnicorracial para se beneficiar pelas cotas no processo seletivo da universidade.

Na ocasião, o Coletivo afirmou que ‘a fim de obter vantagens’, estudantes tem ‘usufruído ilegalmente da subjetividade do termo “pardo” do PPI (cotista Preto, Pardo e Indígena) para concorrer às vagas das cotas raciais‘.

Violação
A Ufes explicou ainda que será feito um processo legal, no qual será garantida a ampla defesa aos acusados. Se a violação da Lei Federal de Reseras de Vagas e da Resolução da Universidade que estabelece sistema de reserva de vagas no processo seletivo da Ufes for comprovada, os estudantes que praticaram a irregularidade terão as matrículas anuladas e serão desligados da universidade.

Denúncia
A situação foi verificada após diversas denúncias recebidas pelo Coletivo Negrada. Ao buscar nas redes sociais perfis dos vestibulandos aprovados dentro dessa área sistema de reserva de vagas, membros do Negrada identificaram o problema ao verem que estudantes que não possuem características de negros foram aprovados dentro das cotas.

“A Ufes não tem banca de avaliação para fiscalizar a autodeclaração. Se a pessoa declara algo falso, isso é crime, está fraudando um documento”, disse a membro do Negrada, Mirtes Santos.

+ sobre o tema

Como evitar fraudes nas cotas raciais?

Representantes do movimento negro debatem resolução do Ministério do...

Cotas Raciais na USP

Em meados dos anos 1990, antes de qualquer outra...

Jovem quilombola conquista vaga para Medicina

O sorriso no rosto do jovem Rudnei da Rosa...

Como as cotas raciais transformaram a vida de Mariana Fernandes

Ela foi a primeira da família a conquistar um...

para lembrar

Sobre a constitucionalidade das cotas…

Fonte: Lista Racial - por: Reinaldo Bulgarelli - Ações afirmativas e cotas visam...

Responda-me rápido: Mérito é hereditário? por Marcos Romão

por marcos romão Ao perguntar no meu perfil do Facebook sobre a...

Quem tem medo da universidade negra?

Durante consulta aos búzios pedi permissão ao Rei de...

Cotas são uma conquista do povo brasileiro

É preciso que fique claro, que as cotas atuais...
spot_imgspot_img

Não entraria em avião pilotado por cotista?

"Responda com sinceridade, leitor. Você entraria confortavelmente num avião conduzido por alguém que, pelo fato de pertencer à minoria desfavorecida, recebeu um empurrãozinho na...

“Enem dos Concursos” reserva 20% das vagas para negros

O governo federal reservou 20% das 6,6 mil vagas do Concurso Nacional Unificado para candidatos negros. A totalidade das vagas está dividida entre nível...

Somente 7 estados e o DF têm cotas para negros em concursos públicos. Veja quais

Adotadas no Executivo federal, as cotas raciais nos concursos para entrada no serviço público avançam em ritmo bem lento nos outros níveis de governo,...
-+=