‘Um passo no caminho da vitória’ diz irmã de Haíssa sobre decretação de prisão de PMs

“É um passo no caminho da vitória. Nada vai trazer ela de volta, mas temos a sensação de que a Justiça está sendo feita.” A declaração é de Andressa Motta, de 24 anos, minutos depois de saber da decretação de prisão do cabo Delviro Anderson Moreira Ferreira e do soldado Marcio José Watterlor Alves. Os militares – lotados na 41º BPM (Irajá) – foram denunciados pelo Ministério Público por homicídio doloso pela morte da asssistente de telermarketing Haíssa Vargas Mota, de 22 anos, durante uma perseguição que envolveu os militares, em Nilópolis, em agosto do ano passado.

Por Paolla Serra  Do Extra

Para a irmã da vítima, Haíssa foi “arrancada da família e da sociedade com muita violência”.

– A prisão deles é importante porque hoje é minha irmã que foi morta, amanhã poderia ser qualquer outra pessoa. Espero que eles sejam condenados e fiquem presos para que o que aconteceu com ela não aconteça com mais ninguém.

Andressa lamentou ainda a morte prematura de Haíssa.

– Eles (os PMs) não tiraram a vida de qualquer uma. Tiraram a vida de uma irmã, uma filha, uma profissional, uma pessoa de bem. Roubaram o futuro dela. E acabaram prejudicando a todo mundo com isso: a família e a sociedade, que perdeu uma pessoa incrível – criticou.

2015011152862

A prisão

O juiz Glauber Bittncourt, da 1ª Vara Criminal de Nilópolis, decretou, na tarde desta quarta-feira, a prisão preventiva alegando que o afastamento das funções de policiamento ostensivo dos PMs – como foi pedido pelo Ministério Público – é “insuficiente para assegurar a livre colheita da prova” do crime.

Segundo o magistrado, somente a prisão cautelar é que poderá “afastar qualquer temor por parte das testemunhas” da morte da jovem. No despacho, Glauber declara ainda que “ as imagens do que ocorreu na fatídica madrugada de agosto de 2014 estarreceram o país”. O vídeo, segundo o juiz, mostra que inúmeros disparos de arma de grosso calibre foram efetuados na direção do HB20 – conduta que “ceifou a vida da jovem Haissa” e “enlutou uma família inteira”.

02-haissa

O crime

Haíssa foi atingida por um tiro de fuzil, nas costas, durante uma perseguição em Nilópolis, na Baixada Fluminense. Nas imagens das câmeras mostram Watterlor colocando o corpo para fora do carro e disparando nove vezes contra o veículo onde estava Haíssa e os amigos.

viatura-2

Watterlor e Delviro, ao verem o Hyundai HB20, comentam: “Carro daquele branco que tá roubando para c…”. O fato de serem “quatro cabeças, um moleque de boné e tudo”, como diz um dos PM, é a justificativa suficiente para iniciar a perseguição. Vinte segundos depois, mesmo com o pedido de “calma” do colega que dirigia a viatura, Watterlor abre fogo.

A caminho do hospital, Jéssica, uma das amigas de Haíssa, chora dentro da viatura e é repreendida pelos PMs: “Vamos manter a calma, gente. Tá complicado”.

+ sobre o tema

OSCAR por Sueli Carneiro

Mais uma cerimônia do Oscar e um fato inédito...

Número de feminicídios cresceu 50% durante lockdown na Itália

Um relatório divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat)...

Por que as lágrimas da mãe branca comovem mais?

A mãe da menina Isabella Nardoni está grávida de...

A imagem fora de contexto que revoltou internautas e prejudicou uma mãe

Imagem fora de contexto serviu para que o mundo...

para lembrar

Discriminação contra a mulher sacode Israel

Milhares de israelenses foram às ruas na noite de...

Educação, raça e gênero: Relações Imersas na Alteridade

NILMA LINO GOMES** Resumo Neste trabalho, buscou-se investigar, através de uma...

Brasil ainda tem “sentimento saudosista da escravidão”, diz pesquisadora

À frente de estudo sobre preconceito contra domésticas, Juliana...

Bahia: Conjunto de peças sobre o candomblé é retirado do Departamento de Polícia Técnica

A Bahia pode festejar um marco pioneiro no tratamento...
spot_imgspot_img

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Novas pesquisas mostram que meninas nos EUA estão tendo sua primeira menstruação mais cedo. A exposição ao ar tóxico é parcialmente responsável. Há várias décadas, cientistas ao redor do...

Leci Brandão recebe justa homenagem

A deputada estadual pelo PC do B, cantora e compositora Leci Brandão recebe nesta quarta (5) o Colar de Honra ao Mérito Legislativo do...
-+=